Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cansaço crescente

cansado.jpeg

 

As últimas semanas têm sido para esquecer. Após meses de pandemia com confinamentos e regras apertadas de convivência, corpo e mente parecem começar a sentir o peso de toda a questão e a vontade de reação é cada vez menor. 

Ora ando a correr porque de manhã antes de sair para o trabalho a rotina continua dentro do espaço de tempo em que tento dormir ao máximo e a hora em que tenho de sair porque o caminho não se faz num ápice. Depois ao longo do dia, não sei se será de mim, mas os momentos de pausa, e eu que nem tenho rede móvel no local de trabalho, não consigo organizar grande coisa da vida, nem falar com ninguém via telemóvel, não ficando dentro da atualidade e do entretenimento. Consequência disto é mesmo quando fico livre das horas laborais então há que acordar por breves momentos, tentar ver um pouco do que se passa pelo mundo, aproveitar para comer descansado, falar com o mundo que esteja online e volta não volta é tempo de parar e terminar mais um dia. O momento noturno do dia é para comer e vejo que fica na hora de chegar perto da cama, já que me ando a deitar cada vez mais cedo, sem vontade sequer de aproveitar o pouco tempo livre dentro da liberdade permitida para me distrair de forma decente e dentro das possibilidades. Neste momento sinto que vivo dentro de uma rotina cada vez restrita dentro do trabalho, casa, comer, deitar, trabalho, casa, comer, deitar e sem muito mais que isto, resultando simplesmente num cansaço por ver os dias a passarem sem nada de bom a acontecer que me possa dar ânimo para reagir. 

Não existem saídas e muito menos jantares, os passeios dos dias de folga tornam-se impossíveis e nem a vontade já parece existir dentro do contexto atual. Neste momento sinto-me exausto, cansado e sem ânimo algum sequer para arranjar entretenimento ou para falar com quem quer que seja. É levantar, ir trabalhar, comer e quando dou por isso estou pronto para dormir com o pensamento de que umas horas depois tudo se repetirá.  

Ando a ficar paranoico com tudo isto, entrando numa espiral decadente e sem força de reação para tentar normalizar esta vida cada vez mais influenciada pelo malvado vírus que nos veio atrapalhar todos os planos onde as escapadelas dos tempos livres e os breves momentos de pura felicidade foram retirados quase de um momento para o outro. Enfrentei e reagi de início mas hoje admito que estou simplesmente cansado e sem capacidade de reação rápida. 

 

 

Livros mais vendidos em Ciências Humanas