Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

01.01.17

Bom dia 2017


O Informador

Bom dia 2017! Bom dia? Sim bom dia, o primeiro dia do novo ano, aquele que será composto por doze meses em que acredito que me trarão alterações de vida, para melhor claro, e onde alguns percalços dos últimos tempos possam vir a ser resolvidos para seguir em frente, arranjar novas metas e conquistar novos mundos.

Pensei que o ano que agora ficou para trás fosse bem melhor, no entanto revelo que acabou por ser um pouco em modo «manter» que se foi andando. Agora com a vida profissional meio atribulada, não sabendo se os dez anos de dedicação terminam coletivamente para a equipa ou não, a vontade é de alterar o rumo, esperando a partir de agora que algo seja decidido pelas próximas semanas para que possa tirar o sentido de algo em que já não acredito e onde me sinto cada vez mais sufocado pela falta de trabalho que começou a existir em termos gerais no local. Isto pode parecer mal por ser dito quando muitas pessoas procuram um emprego e não o conseguem arranjar, no entanto o que tenho sentido e revelo que o mesmo pensamento não acontece só comigo mas sim no geral, a ideia é só uma, deixar o barco mas ao mesmo tempo esperar que o desfecho aconteça porque algo ainda nos pode calhar pelos anos que por lá estamos.

Deixar uma etapa já com dez anos, perceber depois o que poderá surgir logo de seguida, existindo ideias mas também sabendo que é necessário parar para refletir e procurar o que realmente me possa dar interesse, dentro ou não da área onde tenho estado ou correndo atrás de sonhos e objetivos, que podem seguir por várias frentes é uma das ideias que espero concretizar neste novo ano. 

2017 acredito que em termos profissionais seja então um ano de mudanças que poderão ajudar a que a vida pessoal também ganhe novo alento para que as concretizações pessoais possam começar a levar seguimento e a surgir de forma mais estável e sem a ideia de que hoje estou bem e amanhã poderei não estar. Olho para os quatro números deste novo ano e penso que as coisas vão correr bem, caso raro porque não costumo ter ideias futuras lá muito positivas. Quero mudar, apostar em mim, acreditar que é possível e seguir cada ideia e projeto pensado a seu tempo e com dedicação, aquela que sei que consigo ter quando faço as coisas de coração.

Bom Ano de 2017 para todos! Até já!