Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

08
Dez18

Blogger ou Personagem?

| O Informador

blog.jpg

No momento em que agarro numa página em branco do blog para começar a escrever tenho de definir o tema, o que vou comentar, como encadear o texto, escolher a imagem e tags. Perfeito! Isto é geralmente o que um blogger faz ao elaborar uma nova publicação que pode ficar logo disponível para os leitores ou manter-se agendada para ser publicada mais tarde. No entanto existem factores que sempre interferem no texto que vai ser escrito, naquele desabafo pessoal, comentário social ou partilha de experiências. Falo do estado de espírito do momento em que tudo é feito!

Sei que a criatividade nem sempre ocorre, faltando ideias sobre o que escrever, bloqueando outras vezes no desenvolvimento do tema ou simplesmente estar naqueles dias em que não apetece sequer colocar os dedos no teclado para dar azo à imaginação. No entanto existem horas em que estamos a escrever mas em que o estado de espírito não é o melhor, tentando que o mesmo não passe para o texto que vai ser partilhado, mas sempre ou quase sempre, isso não é conseguido, acreditando que quem está a ler determinada publicação no dia em que foi redigida ou depois acabe por detetar quando os sentimentos pessoais estão bem ou com maior sensibilidade. 

Ao mesmo tempo que tento disfarçar sem o conseguir encontro bloggers que independentemente do que lhes acontece na vida e que relatam, conseguem ter uma escrita tão formatada que felizes ou tristes o discurso é praticamente o mesmo. Conseguem manter o blog com o registo habitual ao longo de todo o ano, parecendo que os altos e baixos que descrevem não passam mesmo de histórias contadas e inventadas, porque a sua vida é tão perfeita que nem com imprevistos e tristezas se deixam abalar. As flores estão sempre lá a colorir dia após dia, sem hesitações, mostrando que um blog pessoal é somente um caderno de bons costumes, onde tudo é perfeito, mesmo a derrapagem mais alucinante e perigosa da vida. 

Criar textos positivos, alegres e otimistas quando se está bem disposto custa, sendo mais fácil falar do que nos magoa, pesa e causa algum estorvo no dia-a-dia. Mas criar alegria quando se está menos bem é-me complicado, o que pelos vistos não acontece com todos que perante o mal conseguem fazer crer que circulam no mesmo carrossel da vida positiva que sempre tentam transmitir perante uma sociedade que não é hipócrita como querem fazer passar. 

Afinal de contas quando estão a criar conteúdo para o vosso blog e mesmo redes sociais conseguem criar uma personagem para transmitir beleza e positivismo o tempo todo? Expliquem-me lá como conseguem fazer com que a vossa vida pessoal não interfira com as vossas publicações sempre perfeitas e de coisas boas, sem mostrarem a verdade do vosso dia-a-dia. Se formos por aí existem bloggers que irão dizer que são tão felizes que as suas publicações são simplesmente a verdade, mas quem acredita mesmo nessa realidade recheada de felicidade o tempo todo? Só os próprios e quem segue a mesma ideia de disfarce social porque a realidade é bem crua e nua para ser exposta tal como ela é para alguns!

 

ser-blogger-mrec

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • O Informador

    Enquanto caminho é que não dá. Não vá tropeçar em ...

  • Anónimo

    Boa noite."Hábitos de Leitura: Portugal na cauda d...

  • marta-omeucanto

    Eu leio onde calhar, seja em casa, na rua, ou em s...

  • O Informador

    Principalmente quando minutos antes estivemos disp...

  • O Informador

    Acordar um pouco mais cedo, uns minutos apenas, e ...

Mensagens

Pesquisar

Posts destacados