Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

01.07.17

Atual leitura... A Pérola Que Partiu a Concha [Nadia Hashimi]


O Informador

a pérola que partiu a concha.jpg

Mais uma vez e porque acho que tomei embalagem, vou voltar a entrar no mundo ocidental em termos literários, desta vez com a leitura de A Pérola Que Partiu a Concha, um romance inserido na colecção Grandes Narrativas da Editorial Presença.

Da autoria de Nadia Hashimi, esta obra reflete a realidade afegã antes da invasão soviética, local onde a autora nasceu mas de onde partiu bem cedo com os pais para os EUA. Formada em Medicina e Biologia, esta primeira obra de Nadia já foi vendida para mais de dez países e promete conquistar os leitores com a realidade dos factos a ser descrita através das vidas de duas mulheres bem distintas, com um século de diferença, mas com coragem e sonhos bem semelhantes na luta pela sobrevivência no Afeganistão.

Esta é a minha atual leitura... A Pérola Que Partiu a Concha.

Cabul, 2007. Com um pai toxicodependente e sem um único irmão, Rahima e as irmãs só podem frequentar a escola esporadicamente e mal lhes é permitido sair de casa. 

A Rahima, resta a esperança proporcionada pela bacha posh, uma prática antiga através da qual as raparigas podem ser tratadas como rapazes, e adotar o seu comportamento, até terem idade para casar. Como filho, ela pode ir à escola, ao mercado e sair à rua para acompanhar as irmãs mais velhas. Rahima não é a primeira da família a seguir esta prática pouco comum. Shekiba, sua trisavó, já o fizera um século antes para tentar salvar-se. 

Os destinos das duas cruzam-se numa história, ao mesmo tempo, bela e triste que nos fala da condição feminina num ambiente hostil. O que acontecerá a Rahima quando tiver idade para se casar? Como sobreviverá? E Shekiba, terá ela conseguido construir uma vida nova e mais digna? A Pérola que Partiu a Concha é a história de duas mulheres que lutam para sobreviver no Afeganistão.

2 comentários

Comentar post