Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ebooks-billboard

Atacado pelo temporal

As últimas horas foram de temporal por todo o país. Eu, que tive que ir trabalhar logo pela manhã andei pelas estradas deste país com muito medo, confesso!

Logo pela manhã quando tive que sair de casa para ir trabalhar, senti que a viagem não iria ser fácil, e não foi! Embora demore aproximadamente dez minutos de casa ao trabalho, o que é certo é que a dado momento do trajecto tive medo que o carro fosse levado da estrada para a vala que tinha ao lado. Agarrei fortemente o volante e só desejei chegar a um local com casas por perto para que o vento não me ataque com tanta intensidade. Chegado ao trabalho, o medo continuo...

Pois é, o que aconteceu é que no trabalho todo o temporal fez com que sentisse algum receio. As telhas começaram a levantar, os vidros a abanar fortemente e tivemos que nos fechar com receio que o local não aguentasse e fosse tudo pelo ar. As primeiras horas do dia foram muito complicadas e senti-me sempre nervoso com o medo que algo acontecesse ao sítio onde estava e que ele levasse com algo em cima, sei lá!

Só a partir de meio da tarde é que me comecei a sentir bem mais tranquilo porque o vento começou a acalmar. Pode chover a potes e estar frio, mas vento como o que se fez sentir é que não. Mete mesmo medo e deixa-me nervoso por começar a pensar que algo me vai acontecer.

Tempestade, afasta-te de nós, vá lá, porque odeio mesmo estes ventos fortes que quase me conseguem transformar no Peter Pan quando saio à rua!