Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Informador

leituras-verao-billboard
07
Jun20

As Raparigas Perdidas | Simone Sr. James

Topseller

A0143DD4-A2CC-437D-B13D-BB971D489FD7-8FAB01A7-FB78

 

Título: As Raparigas Perdidas

Título original: The Broken Girls

Autor: Simone Sr. James

Editora: Topseller

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Julho de 2018

Páginas: 352

ISBN: 978-989-8917-14-0

Classificação: 4 em 5

 

Sinopse: Há um lugar para onde vão as raparigas que ninguém quer. As raparigas problemáticas, as filhas ilegítimas, aquelas que são demasiado espertas para o seu próprio bem. É uma escola chamada Idlewild Hall, que na vila se diz estar assombrada. Quatro colegas tornam-se amigas, sussurrando sobre os seus medos.
Até que uma desaparece…

Vermont, 2014

Por muito que tente, a jornalista Fiona Sheridan não consegue deixar de revisitar os eventos que, há 20 anos, levaram à morte da sua irmã, cujo corpo foi encontrado nos jardins da abandonada Idlewild Hall. Apesar de o namorado da irmã ter sido julgado e condenado pela sua morte, Fiona tem a certeza de que algo ficou por contar…

Quando descobre que Idlewild Hall vai ser recuperada por um investidor anónimo, Fiona decide que é hora de escrever um artigo sobre a história, e desenterrar todos os seus segredos.

E, com eles, uma voz que se ouvia pelos corredores…

 

Opinião: Num presente que procura respostas no passado, Fiona procura justificações para a morte da irmã há 20 anos atrás. Encontrado o corpo na altura abandonado nos jardins do outrora colégio de Idlewild Hall e sem que a verdade sobre a morte tenha convencido Fiona, a agora jovem mulher quer saber como tudo aconteceu, quem foi o verdadeiro culpado e a razão de tudo ter sido alterado em tribunal. Assim começa As Raparigas Perdidas, numa fusão entre três épocas que acabam por dar ao presente todas as respostas que ficaram por esclarecer em dois momentos diferentes, uma vez que antes da irmã de Fiona outras raparigas morreram e foram deixadas pelos jardins e poços de Idlewild. 

Um thriller com ritmo mas ao mesmo tempo leve que se cruza entre presente e passado num desvendar sucessivo de pistas sobre crimes que aconteceram em épocas diferentes mas com muito em comum num local com algum misticismo pelo meio e onde vozes e figuras do além se cruzam ou não com os vivos que circulam pelos arredores deste antigo colégio interno de raparigas que não eram bem-vindas nas suas famílias pelos mais variados motivos.

Esta ė uma narrativa que une suspense, mistério e romance e onde a intriga se junta à omissão, vontade e cobardia, As Raparigas Perdidas consegue surpreender sem deixar para trás qualquer personagem e tempo, uma vez que entre 1950 e 2014 todas as raparigas sofreram, de maneiras diferentes e procurando ajuda dentro do que em cada altura lhes era permitido para descobrirem o que ia acontecendo com as companheiras de quarto e estudo. 

 

No geral uma história bem conseguida, que une vários estilos de forma sólida e sem puxar somente para um dos lados ao longo do que vai sendo contado. Revelações vão sendo feitas do início ao fim conseguindo sempre manter a curiosidade sobre quem foram os verdadeiros culpados pelos diversos crimes, valendo-se ao mesmo tempo de vozes sábias que acompanham como comentadores o que foi acontecendo por quererem saber através de Fiona o que aconteceu nas suas épocas de jovens adolescentes quando viram as suas amigas desaparecerem e sem que conseguissem ter vozes ativas para se imporem perante mentiras e justificações das autoridades que sempre souberam não ser as verdadeiras. 

 

Policial e Thriller