Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Amor Ocasional | Série Netlix

23
Dez18

amor ocasional.jpg

A fama das comédias francesas no cinema é das melhores. E se colocarmos a mesma qualidade que é imprensa na grande tela numa série cuja primeira temporada tem oito episódios que são vistos num ápice e com agrado? Cheguei assim até à série Amor Ocasional, uma produção da plataforma Netflix.

Amor Ocasional é assim uma comédia romântica passada em Paris e onde a vida de três amigas é contada com todas as peripécias das suas relações amorosas. Protagonizada por Zita Hanrot, no papel de Elsa, uma jovem mulher que perde a ideia do amor perfeito e desiste de procurar a verdadeira paixão na sua vida. Só que as suas duas amigas, Charlotte, Sabrina Ouazani, e Emilie, Joséphine Drai, não desistem de ver o terceiro elemento do grupo sozinha e com isso e com as melhores intenções do mundo do seu lado, acabam por contratar um acompanhante para se fazer passar por uma forte paixão para Elsa. Só que, tal como é esperando neste estilo de produções, os planos inicialmente previstos não correm como planeado e a contratação acaba por ganhar outros sentimentos por esta jovem que deambula sozinha pela sociedade. 

Com o toque das comédias românticas francesas onde reinam os contratempos, a boa disposição, um bom texto e boa realização ao cargo de Noémie Saglio e Renaul Bertrand, Amor Ocasional é daquelas séries leves e simples para ver sozinho ou acompanhado ao final de um longo dia de trabalho. A par disto e como esta primeira temporada só conta com oito episódios, esta comédia consegue ser vista como se fosse um filme, de uma assentada. 

Dentro das minhas preferências de comédia romântica, Amor Ocasional está no ponto perfeito, onde não cansa, consegue não ter uma história infantilizada, ser real e sempre com o elemento chave e perfeito de não existirem cenas paradas e que possam causar algum cansaço. Só não pensem que vão rir do início ao fim porque isso não vai mesmo acontecer!

 

4 comentários

Comentar post