Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

08.06.18

Alimentos consumíveis fora de prazo


O Informador

alimentos.jpg

Já passaram três anos desde que publiquei a lista de alimentos consumíveis fora de prazo. Agora sou surpreendido com um novo estudo do Conselho de Defesa dos Recursos Naturais que resultou da parceria com a Universidade de Harvard, onde novos alimentos podem ser consumidos após o seu prazo de validade ter terminado.

Em 2015 a lista do que pode ser ingerido já fora da data limite, embora sempre com alguma atenção, continha chocolates, iogurtes, batatas fritas, ketchup, pão, arroz, ovos, frutas e vegetais. Agora, em 2018, vamos mais longe e ficamos a saber novos produtos que passo a citar e a opinar sobre se consumia ou não estes elementos de acrescento. 

O Azeite, geralmente com data de consumo para um ano após a sua produção, pode ser consumido após o prazo, isto dependendo do local onde é guardado para melhor ser conservado. Olhando para uma garrafa de azeite não lhe vejo mal algum se tiver de servir de tempero a uma salada mesmo que o seu prazo tenha terminado. 

As deliciosas Bolachas também têm datas limites, no entanto, os especialistas revelam que se as embalagens não forem abertas, o prazo poderá ser prolongado, uma vez que não existe assim possibilidade de ficarem moles e de ganharem cheiro. Quantas vezes já não terei comido bolachas já mais moles que o habitual e de certo fora de prazo? Comi e estou cá!

Café e o Chá são produtos que duram anos e anos e se forem conservados em locais fechados e secos melhor ainda. Confesso que adoro chá mas o seu consumo é feito maioritariamente no Inverno, sendo que nunca olho para as validades. No que toca ao café, nesse campo, em casa, não dou espaço temporário sequer que as validades sejam atingidas porque sou um consumidor diário e com bastante assiduidade. 

A Carne desde que seja congelada no dia de compra, a sua capacidade temporal aumenta, tal como a maior parte da comida congelada. Na verdade sabemos lá bem quanto tempo tem determinada carne que é comprada ou servida nos restaurantes. Por vezes nota-se pela cor, mas existem carnes tão bem disfarçadas que sabemos lá se são da semana ou do mês passado. 

Os Enlatados têm prazos geralmente de anos, no entanto se o seu armazenamento for feito num local fresco o seu consumo pode ser feito por muito mais tempo, mesmo após o final da data limite e indicada. 

Massa é dos produtos que mais tempo dura com prazos alongados, no entanto mesmo após as datas aconselhadas de consumo, desde que o pacote esteja fechado, não há como não consumir. 

Na verdade todos estes produtos têm prazos para poderem ser consumidos, mas se os ultrapassarem e se o seu aspeto estiver consumível e sem qualquer vestígio que nos possa levar a suspeitar, consumo. Geralmente os produtos em questão não passam do prazo em casa, uma vez que têm, na maioria dos casos, validades alargadas e o apetite faz com que não durem assim tanto tempo pelas prateleiras da despesa. Já os frescos são comprados mais semanalmente, não dando tempo para ficarem nos limites do previamente estipulado como consumível dentro do prazo aconselhável.

 

5 comentários

Comentar post