Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

18
Mar19

A estreia de Começar do Zero

O Informador

começar do zero.png

Já estreou o novo programa da TVI, assumindo-se como uma experiência social, que tem como finalidade desprender os seus participantes de tudo o que possuem. Ao longo de um mês os concorrentes terão regras a seguir e o objetivo é perceber que a maioria das coisas que têm em casa são completamente desnecessárias. 

Sem nada logo de início e podendo recuperar um dos seus objetos a cada dia, o desafio começou com os primeiros grupos, as gémeas de 27 anos, Marta e Mariana, de Lisboa, o casal de Braga, Alice e Júlio, os três amigos do Montijo, David, Rui e Tiago e os amigos à distância de Fátima, Andreia e Renato. A partir daqui e tentando continuar com as suas rotinas diárias, o desafio está lançado e as dúvidas sobre como enfrentar este caminho surgem. Não podem comprar e somente podem ter emprestados bens essenciais mas a sobrevivência sem as suas coisas tem de continuar para que percebam do que realmente precisam nas suas vidas daqui em diante. 

Após as estreias da semana passada da SIC como Quem Quer Namorar com o Agricultor, e da TVI com o Quem Quer Casar com o Meu Filho, este Começar do Zero parece ter conteúdo e um certo interesse para que nós, enquanto espetadores, também possamos refletir no que realmente nos faz falta no dia-a-dia e dos bens que possuímos e que afinal de contas estão a mais nas nossas casas.

Eles já choraram, já riram com o ridículo da situação, são olhados de lado por com quem se cruzam mas este é daqueles interessantes desafios sociais com pés e cabeça. Serão bastante criticados pela polémica da nudez que não é mostrada como nas redes sociais irão fazer crer, mas aqui existe conteúdo e noção do que é fazer um bom formato sem seguir linhas machistas e antiquadas como o que está no ar em outros horários neste momento. Esta nova aposta ajuda à reflexão junto de todos nós sobre o que exigimos e queremos de nós próprios e perante o que necessitamos realmente de ter para atingir a felicidade. Será que uma casa cheia de roupa que não utilizamos regularmente ou a existência de quatro televisões na mesma moradia é mesmo uma necessidade básica de sobrevivência?

Começar do Zero é dos poucos formatos que vale a pena ver agora na televisão generalista nacional, tal como foi o Pesadelo na Cozinha e MasterChef e ainda é o 5 Para a Meia-Noite que com pouca produção consegue mostrar como se faz boa e inteligente televisão nos dias que correm. 

6 Comentários

Comentar post

30-a-50-nobel-literatura-mrec

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Comentários recentes

Pesquisar

Atual Leitura
Top mais vendidos Wook