Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

WOOK - www.wook.pt
23
Ago18

Os nervos de Cláudio Ramos

| O Informador

claudio ramos.jpg

Cláudio Ramos voltou a protagonizar um momento menos bom no programa Passadeira Vermelha, da SIC Caras, com direito a repetição no pós horário nobre da SIC. Desta vez o comentador criticou a imprensa nacional e as suas colegas de painel por darem tanto destaque à festa de aniversário da Madonna, quando em Portugal existem artistas que festejam os seus anos e ninguém lhes dá «canal».

O comentador social chegou mesmo a gritar, tendo Liliana Campos pedido para se acalmar, e acabou por atirar as placas de emojis que utilizam para atribuírem a algumas notícias para o chão de forma menos simpática com os supostos nervos. 

Da primeira vez que estes comportamentos aconteceram parecem ter ocorrido de forma natural, mas com o tempo e com a continuação destas atitudes começa a chegar ao ponto em que fico a pensar sobre a veracidade destes atos. Será tudo feito de forma sincera ou a pedido de uma direção que quer criar polémica para que o programa suba os seus valores? É que ter comportamentos menos bons uma vez é uma coisa, mas quando esses mesmos comportamentos começam a ganhar alguma regularidade não existe assim tanta desculpa, mesmo que depois surjam notícias sobre «puxões de orelhas» da direção e cansaço do comentador. 

01
Jan18

1, 2, 3... Vamos repetir!

| O Informador

repetir.jpg

As pessoas por vezes conseguem ser tão pequeninas que não compreendem os gostos de cada um por determinadas áreas! Se gosto de ler e tenho sempre um livro por perto é porque gosto! Se como gelados no Inverno é porque aprecio! Se assisto mais que uma vez à mesma peça de teatro é porque vale a pena! Se visito o mesmo espaço várias vezes por ano é porque me sinto bem no local! Se... Se... Se... Metessem nas vossas vidas e seguissem os vossos gostos e sonhos não ganhavam mais?

Cada qual tem as suas opções de vida e faz o que lhe apetece ou sonha com o que gostaria de fazer e se existem coisas que todos optamos por repetir que mal tem isso na vida de quem está de fora? Se tiver de ir ao café todos os dias vou, se quiser ver um filme diariamente no cinema vejo, se gostasse de ir a concertos tentava não perder nenhum, se todos fossem assim o mundo seria muito melhor. 

Faço o que gosto e posso dentro da disponibilidade e gastos e não vejo mal algum em fazer a mesma coisa várias vezes quando sinto prazer no tempo que disponibilizo. Quantas vezes a mesma pessoa já não viu o Titanic e continua a emocionar-se? Quantas vezes não compram raspadinhas sabendo que pode não sair nada? Quantas vezes olham para o espelho e percebem a verdade sobre a idade? Quantas vezes querem ficar sozinhos num local isolado?

28
Dez17

Os Tamagotchi estão de volta

| O Informador

Lançado em 1996 no Japão, os famosos Tamagotchi fizeram as delícias de milhões de crianças em todo o Mundo, existindo a ideia de que foram vendidos mais de 82 milhões de exemplares. Agora, após uns bons anos esquecidos, os Tamagotchi estão de volta ao mercado mundial para tentarem conquistar as novas crianças e mesmo os agora adultos que passaram horas a cuidar dos seus animais virtuais. 

Já tendo sido lançado no Japão através de aplicação móvel e chegando à Europa no início de 2018, os Tamagotchi estão assim de regresso para colocarem meio Mundo a cuidar do seu animal virtual como se fosse real, existindo os cuidados para com a comida, as horas de dormir, higiene e até os momentos de brincadeira.

Nos tempos modernos o Tamagotchi será assim o companheiro presente no telemóvel, sendo mais um jogo interativo que levará milhões a passarem horas a cuidar do seu animal virtual de estimação, a cores, com novas interações e quem sabe com possibilidade de visitarem os animais vizinhos para brincadeiras em comum.

26
Dez17

Goucha apresenta o novo Secret Story

| O Informador

manuel luís goucha.jpg

Manuel Luís Goucha é oficialmente o próximo apresentador do Secret Story, que tem regresso marcado ao ecrã da TVI, para uma sétima edição, durante o primeiro trimestre de 2018. Após o suspense e com vários nomes a serem apontados para substituírem Teresa Guilherme na condução do programa, eis que foi Goucha a liderar a corrida, num formato que há bem pouco tempo recusava apresentar.

Após anos a afirmar que não se via a apresentar reality shows, eis que Manuel Luís Goucha prepara-se agora para enfrentar o que para Cristina Ferreira, a sua companheira do Você na Tv!, afirma «Aceita aquele que é talvez o seu maior desafio profissional. Sem medos e sem nada a perder. É o maior. Que ninguém diga o contrário». A notícia foi dada pela TVI e pela Voz que apresentaram assim o novo rosto que irá conduzir a nova edição do formato de sucesso que promete regressar assim reformulado e com outro estilo, o de Goucha, que promete fazer e conduzir o programa à sua maneira e não com base no que foi feito até aqui por Júlia Pinheiro na primeira temporada e Teresa Guilherme nas restantes cinco. 

Manuel Luís Goucha revelou no momento em que foi dado a conhecer este segredo bem escondido até ao momento por parte da TVI e Endemol que aceita «este desafio com total humildade», «com alguma ansiedade. É um desafio importantíssimo.». O apresentador irá assumir assim «o horário de grande audiência» sozinho, o que o irá obrigar «a um trabalho hercúleo, quase, até porque herdo a dedicação e o empenho de uma apresentadora que marca a história das últimas cinco edições da Casa dos Segredos. Vou procurar honrar o trabalho da Teresa em termos de dedicação e empenho. Sei que vou dar o meu melhor, com um jeito diferente, até porque é um homem a apresentar», rematou.

Lembro que após a decisão de Teresa Guilherme em não querer apresentar mais reality shows, os nomes de Cristina Ferreira, Fátima Lopes, Leonor Poeiras, José Carlos Malato e João Baião foram falados pela imprensa como estando em cima da mesa por parte da direção da TVI para conduzir a sétima edição da Casa dos Segredos, mas a surpresa acontece com quem menos se esperava e que já está dentro do canal, não sendo feita assim nenhuma contratação extra vinda do exterior para conduzir o programa.

19
Dez17

Coco [Disney]

| O Informador

coco.jpg

Existem filmes que passam por nós e que não conquistam, no entanto existem películas que do início ao final da sua história contam com um desenrolar tão forte que cada momento torna-se especial, tal como acontece com Coco, um dos filmes Disney que mais apreciei pelos últimos anos. 

Miguel é um jovem que vive com várias gerações familiares onde uma fábrica de sapatos lhes dá sustento, mas este mexicano não quer continuar a trilhar os passos dos avós, dos pais e o que o destino lhe tem reservado, lutando pelo sonho, tornar-se num guitarrista e cantor famoso, tal como o seu grande ídolo Ernesto de la Cruz. Mas o passado da família não facilita Miguel a lutar pelos seus objetivos artísticos e a partir daí começa a aventura do jovem. 

Entre o passado e o presente, a vida e a morte, Miguel parte à descoberta sobre a história que o impede no presente de entrar no mundo musical. Percorrendo o caminho até ao Mundo dos Mortos, Miguel encontra os seus antepassados onde a busca da verdade toma lugar num universo diferente dentro da História e tradições do México. Num filme emotivo e que conquista o espetador pela simplicidade e carisma que, mais uma vez, a Disney conseguiu colocar no seu personagem. Miguel é um jovem lutador, conquistador e que não se deixa ficar pelas palavras que lhe vão sendo ditas, lutando pela sua vontade e sabendo quais os seus reais objetivos. Coco é uma história familiar inspiradora com um desenlace surpreende onde a perseverança de um jovem conquista o público que se vai apaixonando pela luta de Miguel para voltar a casa mas ao mesmo tempo sem querer deixar a verdade para trás, lutando assim para repor um passado mal contado. 

14
Dez17

Mais do mesmo na Gala das Estrelas

| O Informador

manuel luís goucha fátima lopes cristina ferreir

A TVI celebrou o Natal ao lado da Missão Continente e presentou o seu público com mais uma edição da Gala das Estrelas que acaba por ser uma tradição do canal, embora em alguns anos não tenha existido. Ano após ano este é um dos eventos que reúne a família TVI num só local onde entretenimento, ficção e informação se juntam para celebrarem o término e a continuação do sucesso de audiências do canal. Este ano a Gala das Estrelas podia ter algumas mudanças, mas simplesmente podia. 

Achei que nesta edição de 2017 que o canal poderia caminhar num outro sentido para voltar a surpreender o espetador que lhe voltou a dar a preferência ao longo do serão e durante toda a exibição da festa. Poderiam ter feito uma Gala mais mexida, diferente do que tem sido habitual ao longo dos tempos, mas não. Simplesmente optaram por seguir exatamente a mesma linha com os rostos do canal que gostam de cantar a fazerem o que gostam e os que dançam a dançarem com bailarinos profissionais. Nada mesmo de diferente do que é habitual. Deviam ter arriscado bem mais, tanto no seguimento que todo o evento teve, onde os anfitriões, os melhores, mas sempre os mesmos do costume, apareciam volta não volta entre atuações e intervenções em palco dos rostos do canal que ao lado da figura da Leopoldina apelavam ao telefone pela Missão Continente. 

Notei que faltou a magia da surpresa de outros tempos, o arraso nas atuações dos anos anteriores e o desmanchar da figura, incentivando os convidados que foram a palco a sair da sua zona de conforto. Podiam mesmo ir pelo improviso do momento que talvez conseguisse surpreender de outra forma o público em casa e mesmo o da sala do Casino Estoril que poucas reações foram tendo ao longo da emissão. A par das atuações, as intervenções de apelo ao famoso 760, mas desta vez por uma causa nobre, começaram bem mal, notando-se que os atores, principalmente, não têm noção nenhuma sobre a postura para lerem um teleponto, mexendo no microfone caso seja necessário para não ficarem todos curvados a lerem descaradamente um texto tão simples de decorar, para mais para quem supostamente está mais que habituado a decorar páginas diariamente. 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Cláudia C Silva

    Bom, isso do conhecer duvido, pois em Lisboa era d...

  • O Informador

    Parece que ando com azar mesmo nos grupos que enco...

  • O Informador

    Conversas essas que por vezes até são sobre pessoa...

  • O Informador

    Protegem de um lado e deixam espaço para que as co...

  • Anónimo

    Bom dia. Realmemnte, acho que tem azar nos grupos ...

Mensagens

Pesquisar

Posts destacados