Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Banner billboard Saldos 2019
11
Jan19

O Presidente Desapareceu | Bill Clinton e James Patterson

| O Informador

O presidente desapareceu.jpg

Título: O Presidente Desapareceu

Título Original: The President is Missing

Autor: Bill Clinton e James Patterson

Editora: Porto Editora

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Novembro de 2018

Páginas: 464

ISBN: 978-972-0-03135-8

Classificação: 5 em 5

 

Sinopse: O Presidente dos EUA desapareceu.

O mundo está em choque!

Mas a razão do seu desaparecimento é ainda pior do que seria de supor.

Com pormenores que só um Presidente como Bill Clinton pode conhecer e o suspense que apenas um autor como James Patterson seria capaz de criar, O Presidente Desapareceu é o thriller mais empolgante e surpreendente dos últimos anos.

 

Opinião: O início do meu ano literário começou em boa forma, com a leitura de O Presidente Desapareceu, um thriller que entrou diretamente para a lista dos meus preferidos dentro do género logo pelos primeiros capítulos, não desiludindo em algum momento até às últimas páginas. 

Um verdadeiro thriller político envolvente que James Patterson e Bill Clinton criaram em torno do Presidente dos EUA. Convidando o ex-Presidente para a escrita deste livro, James Patterson acertou em cheio, uma vez que na criação desta sua nova história conseguiu apurar novas informações sobre os meandros da Casa Branca com um conhecimento que poucos conseguem, os que por lá vão passando. 

10
Jan19

Em 2019 sigo os Caminhos de Paulo Coelho

| O Informador

paulo coelho agenda caminhos.jpg

Pela primeira vez na vida irei usar uma agenda física ao longo do ano! 2019 assim o exige pelos horários mais desorganizados em termos de trabalho por não ter um regime exato ao longo da semana para entrar e sair no emprego. Cada dia é um horário e por isso a exigência de organização torna-se bem maior, sendo necessário não perder as horas de entradas e saídas, as combinações, as vontades de estar em algum local a determinada hora, eventos marcados e afins. Quem melhor para me ajudar a organizar o dia-a-dia que Paulo Coelho com a sua agenda que todos os anos me pisca o olho e que acaba por ficar nas prateleiras das livrarias?

Este ano e pela necessidade de me organizar sem nada poder escapar do esquema para que não falhe e cumpra todos os compromissos sem atrasos optei por me fazer acompanhar assim pela agenda Caminhos onde além dos tópicos base de todas as agendas ainda são dadas várias premissas e dicas a ter em atenção sobre cada mês, com fortes mensagens de otimismo, perseverança, confiança, expetativas... Mensagens pessoais transmitidas por Paulo Coelho que com as suas filosofias de vida consegue incentivar os seus leitores e seguidores a seguirem uma linha de tranquilidade e acima de tudo de procura pessoal para um bem-estar que começa no interior de cada um para que o entendimento com o próximo possa ser atingido.

09
Jan19

SIC e TVI com encontros amorosos

| O Informador

first date.png

Começaram a ser anunciados ainda em 2018 e estrearam logo no segundo dia de 2019! Falo das duas mais recentes apostas dos finais de tarde da televisão portuguesa, O Carro do Amor, na SIC, e o First Date, na TVI. Aparentemente o amor parecia estar a invadir o pequeno ecrã com formatos de encontros que podiam ser de amor à primeira vista. Mas quem acredita mesmo nisso?

Na SIC além da apresentadora ser a mesma de Casados à Primeira Vista, fazendo assim uma tentativa de continuação do programa de Diana Chaves que até correu melhor que a maioria das apostas do canal, a aposta recaiu assim em colocar desconhecidos num carro, a passearem pela cidade enquanto falam e se tentam conhecer. A par disto aproveitaram os especialistas do amor do formato anterior para comentarem cada encontro, num novo formato cuja produção está bem composta, com qualidade de imagem que consegue unir-se a uma produção cuidada e agradável de se ver. 

08
Jan19

A Coisa | Livro II | Stephen King

| O Informador

it - a coisa . livro 2.jpg

Título: A Coisa - Livro 2

Título Original: It

Autor: Stephen King

Editora: Bertrand Editora

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Novembro de 2018

Páginas: 568

ISBN: 978-972-25-3568-7

Classificação: 3 em 5

 

Sinopse: A segunda parte do clássico de King sobre sete adultos que regressam ao lugar onde cresceram para enfrentar um pesadelo que todos eles lá viveram… algo maléfico e sem nome: a Coisa.

Na segunda parte daquela que muitos consideram ser a grande obra de Stephen King, regressamos ao Maine e à pele dos sete amigos que, uma vez mais, terão de enfrentar o mal que se agita bem no fundo da memória de todos e emerge de novo trazendo o pesadelo e o terror ao presente.

 

Opinião: A leitura do segundo volume de A Coisa tinha de surgir logo após terminar o primeiro volume desta aclamada obra de Stephen King que me conseguiu conquistar. No entanto, e após a surpresa inicial, fui perdendo o fôlego nesta continuação do clássico que gerou um dos filmes de terror mais conhecidos. 

A leitura de A Coisa - Livro 2 revelou-me inteiramente o que comecei a perceber anteriormente. Stephen King acaba por cansar por incluir muitas notas, criando histórias dentro da história que são absolutamente desnecessárias para a continuação da narrativa. O autor consegue cansar por elaborar demasiado, saturando o leitor que após a primeira parte da história só pensa que tudo vai continuar a ser retratado da mesma forma mas isso não acontece porque a dose de paciência para enfrentar páginas e páginas de «enche chouriços» tem de existir. 

07
Jan19

O Programa da Cristina já estreou!

| O Informador

 

o programa da cristina sic.jpg

Ao abrirem este texto irão pensar que irei falar abertamente sobre a nova aposta das manhãs da SIC, mais uma, perante a contratação de Cristina Ferreira. Mas não, isto porque para além da primeira parte do programa, não consegui ver o que se seguiu, percebendo que pareceu mais do mesmo mas com um upgrade onde o velho remodelado e o novo ajustado acabam por ser a continuação e mais do mesmo tanto na SIC como na TVI. 

O Programa da Cristina estreou hoje, 07 de Janeiro de 2019, e os primeiros minutos, com conversas sobre bidés e lavagens de partes intimas com António Raminhos a aparvalhar fizeram-me pensar na disparidade sobre o conteúdo do formato e o público mais elitista que a SIC costuma ter e que se vangloria por isso mesmo. Será que as classes que são predominantes da antena do canal irão gostar assim tanto de ver uma Cristina a levar ao seu programa figuras que optam por levar as suas conversas para outros campos? O público que tinha na TVI não é o mesmo do da SIC e as classes sociais dos dois canais são diferentes de forma geral e há que ter isso em conta nos conteúdos dos formatos. 

Percebi a contratação de luxo que Daniel Oliveira fez ao roubar o grande trunfo Cristina à TVI que assim incorporou os quadros do canal de Carnaxide mas pensei que a aposta nas novas manhãs da SIC seria feita de forma diferente, criando conteúdos diferentes. Pelo que vi da primeira hora a intenção é seguir a linha do que Cristina fazia quando estava sozinha no Você na Tv!, aliando a isso entrevistas mais intimistas ao modo das que faz na sua revista, o que Manuel Luís Goucha já faz há algum tempo também na concorrência. As entrevistas sim, os espaços mais calmos sim, mas a gozação e piadas humorísticas dentro de espaços de debate não irão correr bem, principalmente com rostos que gostam de provocar mesmo que para isso digam o que não devem, como é o caso de António Raminhos, como disse acima. 

 

07
Jan19

Objetivos literários para 2019

| O Informador

livros.jpg

Mais um ano a começar e mais uma volta marcada com a literatura que me acompanha há vários anos! Nos últimos tempos o Goodreads tem lançado o Desafio de Leitura aos seus «aderentes» para que logo no início de cada ano se coloque um objetivo literário pessoal para com o número de livros que se prentendem ler ao longo dos doze meses. Mais uma vez, após nos anos anteriores ter conseguido suplantar o desejado número a que me propus, em 2019 espero que não seja exceção.

Tudo começou entre mim e o Goodreads, onde todos os livros que já li estão inseridos para que nada escape, em 2015. Os desafios já haviam começado uns anos antes, mas só mesmo em 2015 me deixei levar. Nesse ano resolvi que conseguiria ler 24 livros, acabando por atingir os 25. Em 2016 coloquei a faixa objetiva nos 25 e finalizei o ano com 32 leituras feitas. Já em 2017 a fasquia estava nos 30 e cheguei aos 40. 2018 foi o ano em que me surpreendi de novo e dos 40 que coloquei como meta, fui até aos 48. E agora? Seguindo a mesma linha deveria colocar esse mesmo número, o 48, como fonte de inspiração para ser atingida, mas não. A fasquia ficaria demasiado elevada desta vez e não sei como os tempos livres irão estar ao longo dos próximos tempos, como tal resolvi voltar a apostar nos 40, o que é de novo um ponto alto, mas que irei tentar e espero conseguir, ultrapassar. 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Sofia

    Ou seja, o normal! O pico da gripe vai chegar nas ...

  • O Informador

    Costumo ficar com gripe uma ou duas vezes por ano.

  • Sofia

    Costumas adoecer facilmente?

  • O Informador

    Tenho a confessar que nem sei como me tenho aguent...

  • Sofia

    Eu ando de transportes, enfrento chuva, frio, calo...

Mensagens

Pesquisar