Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

03
Ago17

Cartão de Refeição = Problema

Pela primeira vez recebo o subsídio de refeição através de cartão, mas esta primeira vez em algo não está a correr assim tão bem como esperado. Aparentemente o valor devido foi colocado no cartão no dia 1, tendo-me sido entregue o dito cartão no dia 2. Rapidamente fiz a adesão online para ter a aplicação e poder controlar o valor ao longo do mês, mas espantem-se... O dinheiro ainda lá não estava no dia 2! Dizem que é porque aquela empresa de cartões não atualiza o saldo dos cartões diariamente. No dia 3 voltei a verificar e 0€, fui a um multibanco tirar o saldo e 0€. Amanhã se nada de novo acontecer terei de voltar a falar com a contabilidade e talvez com a empresa responsável para perceber o que se passa. Aparentemente pelo que me disseram a primeira vez nem sempre é fácil com aquele bocado de plástico, mas será que demoram assim tanto a deixar o valor ficar disponível quando nos estreamos?

29
Abr15

Lavar a louça dá saúde!

Eu bem sabia que tinha de existir um bom motivo por detrás do gosto que tenho em lavar a louça depois da refeição! Um estudo divulgado pela Universidade Umea, na Suécia, mostra que lavar a louça, passar a ferro e arrumar a cama ajuda a não ter tantos problemas de saúde!

Segundo o estudo que acompanhou 723 pessoas ao longo de 26 anos, a ansiedade, o nervosismo e os problemas de concentração são apaziguados por deixar a preguiça de lado e colocar as lides domésticas em prática. A divisão dos afazeres contribuem para a felicidade caseira, dando um maior nível de tranquilidade ao mesmo tempo que tudo é despachado com uma maior rapidez quando se colabora com o parceiro.

Sem complicações e com o relaxamento que algumas funções partilhadas fornecem, o meu gosto por lavar a louça tinha de aparecer de algum lado! Está aqui a explicação que tardava em ser notícia e que agora mostra como sempre tive razão ao afirmar que lavar a louça ajuda-me a manter a calma por estar concentrado em algo que não custa durante aquele tempo.

25
Jan13

Adoro açorda

É uma verdade! Existem muitos pratos bem portugueses de que eu adoro, mas açorda é açorda e eu adoro!

Pois é verdade, aqui por casa, todos os meses peço para que num dos meus dias de folga seja presenteado com este prato antigo e que eu como até mais não. Eu já sou pessoa de alimento, mas quando a refeição é açorda e então feita pela minha mãe, consigo repetir duas e três vezes e ter sempre o prato cheio para logo ficar vazio. 

Por aqui a açorda costuma ser acompanhada por bacalhau, ovas, salmão ou carapaus, sendo qualquer destes acompanhamentos bom, no entanto os dois primeiros são os meus preferidos para comer com esta comida barata e tão deliciosa. Hum, só de pensar nisto já estou a ficar com água na boca.

A açorda aqui da minha zona é feita com o pão cortado aos bocadinhos, sendo fácil comer com o garfo. Já comi açorda alentejana e confesso que não gostei lá muito de ver as fatias de pão a serem banhadas com o resto desta caldeirada caseira. Açorda para mim tem que ser como a cá de casa, porque se assim não for, já não é a mesma coisa.

Quem for fazer açorda e me queira convidar para a experimentar, estejam à vontade! Depois digo se gostei ou não!