Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Atual leitura... A Chave de Salomão

No Natal de 2014 o Pai Natal trouxe até mim o livro A Chave de Salomão, tal como tem trazido ano após ano o último lançamento de José Rodrigues dos Santos, não tendo sido em 2015 excepção. Agora, mais de um ano depois, eis chegado o momento de colocar a leitura deste romance em prática para depois pegar pelos próximos meses na mais recente obra do autor, As Flores de Lótus. Quem já leu A Chave de Salomão gostou? ( Ver mais... (...)

Um Milionário em Lisboa

Um Milionário em Lisboa, a continuação literária de O Homem de Constantinopla, surpreendeu pela positiva, deixando para trás o primeiro e também bom livro da saga, que mostra com base em histórias verídicas, a vida e obra deixada por Kaloust (...)

A ler... Um Milionário em Lisboa

O Homem de Constantinopla já tinha sido lido, logo quando foi lançado, agora chegou a vez de dedicar tempo à sua continuação, Um Milionário em Lisboa! Seis meses depois pego na segunda parte da obra de José Rodrigues dos Santos que retrata de forma ficcional a vida de Kaloust Gulbenkian. Num longo romance dividido em dois volumes, o jornalista e pivô do Telejornal da RTP (...)

O Homem de Constantinopla

José Rodrigues dos Santos surpreendeu os seus leitores e em Setembro lançou, quase em segredo, O Homem de Constantinopla, um romance biográfico sobre Caloust Gulbenkian. O mundo literário logo começou a falar sobre esta nova obra do jornalista da RTP e a minha compra aconteceu com a pré-venda ainda a decorrer. Encomenda feita e recebida, disponibilidade para a leitura acontecer e agora a (...)

Vou ler... O Homem de Constantinopla

Ano após ano tenho lido os romances ficcionais e inspirados na vida real da autoria de José Rodrigues dos Santos e este ano não será excepção! Com a Gradiva como editora, como é habitual, o jornalista e pivô da RTP volta a lançar uma nova obra ficcional inspirada em factos reais. Através de Kaloust, um homem que ajudou a mudar o mundo das artes, José Rodrigues dos Santos apresenta a (...)

Capas de livros

Tenho livros de várias editoras nacionais e tenho vindo a reparar que não existe editora com capas tão bem feitas e chamativas como a minha eleita nesta matéria. É verdade que cada um tem os seus gostos, mas para mim, a Editorial Presença seria a grande vencedora se um concurso de capas literárias existisse no nosso país. Tenho livros da ASA, Bertrand, Clube do Autor, Difel, Editorial Presença, Esfera dos Livros, Gailivro, Gradiva, Guerra & Paz, Leya, Lua de Papel, (...)

Continuo a ler A Mão do Diabo

Pouco mais de uma semana depois, ainda continuo a ler A Mão do Diabo, da autoria de José Rodrigues dos Santos. A pouco mais de cem páginas do final, quero voltar a falar deste livro, por dois motivos. Primeiro, porque conseguiu-me dar a volta e conquistar. Segundo, mostra que o autor não pensou na internacionalização da obra. Depois de umas primeiras páginas em que parecia que A Mão do Diabo não me ia conquistar, voltei com a palavra atrás, mas não pela forma como o livro está (...)

Já comecei a ler A Mão do Diabo

A Mão do Diabo é o novo livro de José Rodrigues dos Santos e aqui o je já o começou a ler... Depois de ter andado nos últimos anos a ler as outras obras do jornalista da RTP, confesso que as primeiras páginas deste novo romance não me convenceram tão bem como as dos outros. Isto porque, depois de vários livros de mistério levado ao limite e onde se pode aprender algo mais universal, agora voltamos a ser transportados com o famoso Tomás Noronha para Portugal, embora com um (...)