Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Banner billboard Saldos 2019
03
Jan19

Saldos na Wook

| O Informador

Banner billboard Saldos 2019

A Wook começa 2019 com os famosos Saldos que invadem todas, ou quase todas, as lojas físicas e online deste país. Com descontos que vão de 30% a 60%, a livraria online mais conhecida de Portugal tem estado imparável e neste momento a hipótese é aproveitar ou aproveitar. 

Com a iniciativa «Wook deve saber», os descontos estão a andar à roda em livros assinalados de 02 a 25 de Janeiro de 2019 e todas as encomendas registadas devem ser pagas dentro do prazo válido para que aproveitem esta campanha. O desconto obtido nesta promoção será feito através da combinação entre desconto imediato e desconto em cartão wookmais. Tal como habitualmente, esta campanha não é acumulável com outras promoções em vigor na Wook

02
Jan19

Uma resolução de Ano Novo

| O Informador

desejos.jpg

Um dos pedidos que é mais mesmo um acordo próprio que fiz para este novo ano que agora começou foi o de estar mais tempo e que o mesmo seja bem passado com as pessoas que me são próximas e queridas. 

Em 2018 admito que fui um pouco, talvez mesmo muito, desleixado com amigos e familiares mais próximos e agora em 2019 quero compensar esse meu estado de afastamento involuntário que acabou por acontecer pela minha «falta de tempo» que por vezes resulta um pouco por se ocupar o tempo com inutilidades quando o podemos usar com quem nos quer bem e precisa por vezes de nós, nem que seja por uns meros minutos. 

01
Jan19

A Vendedora de Azevinho | Dilly Court

| O Informador

a vendedora de azevinho.jpg

Título: A Vendedora de Azevinho

Título Original: The Mistletae Seller

Autor: Dilly Court

Editora: Quinta Essência

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Novembro de 2018

Páginas: 416

ISBN: 978-989-780-038-2

Classificação: 4 em 5

 

Sinopse: É Véspera de Natal. O vento faz rodopiar a neve sobre as ruas de Londres. À porta de uma casa em Angel Lane, uma bebé abandonada, embrulhada numa manta, aguarda a sua sorte… 

Angel, cujo nome se deve à rua onde é encontrada, parece destinada a ter uma vida miserável. Embora seja acolhida numa casa cheia de amor, um cruel golpe do Destino atira-a novamente para as ruas da cidade, onde todos os dias luta para sobreviver. 

E agora que o Inverno se aproxima, Angel treme de frio enquanto tenta vender azevinho a quem passa, na esperança de que alguém se compadeça dela. Podia estar mais confortável, pois possui uma joia valiosa - um anel de ouro e rubi que vinha escondido na sua manta de bebé - mas prefere morrer à fome a abdicar do único laço que a prende às suas misteriosas origens…

 

Opinião: Um romance de Natal para nos fazer companhia no aconchego do lar na época mais familiar do ano. A Vendedora de Azevinho quando chegou até mim tinha mesmo um propósito, ser o livro que me faria companhia nos dias mais natalícios do ano e assim aconteceu. 

Num romance histórico com afeto, amor e força de vontade, encontramos Angel, um bebé nos capítulos iniciais, que foi abandonado na véspera de Natal pela ruas de Whitechapel. Angel foi deixada junto a uma porta, numa cesta, acompanhada de um anel e acaba por ser salva por uma mulher sem filhos mas que a acolheu e cuidou como se Angel fosse sua. Só que como um bom romance, existem sempre os percalços a surgirem no caminho e a vida desta jovem voltou a ser alterada no momento em que a fortuna da sua família quase adotiva se esvai. Angel vê-se de novo obrigada a percorrer as ruas e a lutar pela sua própria sobrevivência, vendendo no mercado até que a sorte lhe volta a bater à porta. 

São várias as reviravoltas na vida desta jovem mulher até ao derradeiro final do romance que acaba por deixar o leitor realizado ao se perceber que tudo termina como desejado, com as conquistas a serem alcançadas com o tempo, a verdade a descoberto e a realização pessoal a desbravar caminho entre pedras que se vão sobrepondo ao longo do tempo mas que ao serem limadas conseguem ficar para trás. 

31
Dez18

Fim de 2018 | Publicação interrompida

| O Informador

sem sinal televisão.jpg

Informo os meus queridos leitores que a emissão, ou melhor, publicação neste blog, será interrompida por breves momentos para os festejos perante a despedida de 2018 e entrada em 2019.

A pausa será breve, aliás, só mesmo de umas horas porque daqui a pouco, já no novo ano, a primeira publicação será feita porque por aqui tudo continuará a estar alinhado para se seguir a mesma linha dos últimos anos, «um texto por dia nem sabes o bem que te faz». 

Digam Adeus a 2018 e entrem em Bom em 2019! Até já!

30
Dez18

Descobri o Carmex

| O Informador

carmex.jpg

Há uns dias chegou até ao personagem uma amostra do batom medicamente aprovado Carmex. Este tradicional batom já conta com décadas de mercado e recentemente está a ser relançado para continuar a acalmar e proteger os lábios de todos nós. 

Com cânfora e petrolatum branco como ingredientes ativos e lanolina, ésteres cetílicos, manteiga de sementes de theobroma cacao, parafina, cera de abelha, mentol, ácido salicílico, fenol, vanilina e sabor nos compostos inativos, o bálsamo labial Carmex consegue associar o efeito refrescante com a leveza num produto recomendado por farmacêuticos.

Confesso que não conhecia este produto que tem anos no mercado mas que tem estado um pouco escondido do grande comércio de consumo. Recebi esta amostra, já visitei o site da marca onde podemos encontrar este e outros produtos hidratantes e revelo mesmo que estou surpreendido pela eficácia com que este bálsamo atua para proteger e mesmo cuidar os lábios mais sensíveis. 

29
Dez18

Penínsulas de Tróia e Setúbal: o Melhor da Gastronomia, Vinhos, Natureza e Golfinhos

| O Informador

baia de setúbal.webp

A península de Tróia e Setúbal é uma bela região, com muito para visitar. Conheça algumas das coisas que pode fazer neste recanto de Portugal!

A baía de Setúbal é considerada uma das mais belas do mundo. Com excelentes praias na região de Tróia, o castelo de Palmela, a bio-reserva do rio Sado e o património gastronómico são razões mais que suficientes para visitar esta excelente região de Portugal.

Se ainda não visitou esta bonita área do país, deve fazê-lo assim que possível. Todas estas maravilhas estão a menos de 45 minutos de Lisboa, com bons acessos e a garantia de um tempo bem-passado. Se estiver de carro, a ligação mais fácil é por ferry de Setúbal (onde o carro também entra!), mas pode também “dar a volta” passando por Alcácer do Sal, Comporta e finalmente Tróia.

Conheça algumas das experiências que pode vivenciar não só em Tróia, mas também em toda a zona da península de Setúbal.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Sofia

    Ou seja, o normal! O pico da gripe vai chegar nas ...

  • O Informador

    Costumo ficar com gripe uma ou duas vezes por ano.

  • Sofia

    Costumas adoecer facilmente?

  • O Informador

    Tenho a confessar que nem sei como me tenho aguent...

  • Sofia

    Eu ando de transportes, enfrento chuva, frio, calo...

Mensagens

Pesquisar