Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Convites Duplos | Balas e Purpurinas - O Lado B da Eurovisão | 07.04.2018

balas e purpurinas.jpg

A pouco tempo de Portugal receber o Festival Eurovisão, Henrique Feist, cantor, actor e encenador, desvenda o outro lado do festival que poucos conhecem. Num espectáculo original, Henrique Feist, após o sucesso de bilheteira do seu último espectáculo sobre os anos 60, promete levar novamente o público numa viagem ao passado. Uma viagem pela história da Eurovisão, focada também muito no aspecto histórico e político porque, para além da componente de espectáculo e entretenimento, o festival tem uma grande carga política. A partir do dia 29 de Março, no Auditório do Casino Estoril, a história, factos, acontecimentos, o lado B do Festival Eurovisão será desvendado, num espectáculo maravilhoso, cantado e tocado ao vivo.

A estreia de Balas e Purpurinas, O Lado B da Eurovisão, o novo espetáculo musical da Artfeist já aconteceu e por aqui existiram convites duplos para vos oferecer. Mas como queremos que as oportunidades teatrais continuem, eis que para a sessão do próximo dia 7 de Abril, Sábado, tenho dez convites duplos para sortear. 

Num musical interpretado por Henrique Feist, Dora, Valter Mira, Catarina Pereira e Augusto Gonçalves, com o apoio do maestro Nuno Feist, os grandes temas do festival serão interpretados ao vivo enquanto se desfiam factos históricos de cada época. Pretendendo puxar pela lembrança do público através de um ambiente de boa disposição, Balas e Purpurinas pretende acima de tudo homenagear os nomes mais marcantes que passaram pelo Eurovisão, de Portugal para a Europa, abrindo o baú das memórias perante a plateia do Auditório do Casino Estoril.

Esta nova aposta musical da Artfeist convida desde já o público a reservar o seu bilhete, uma vez que este espetáculo estará somente em cena até 29 de Abril, contando assim com um mês de exibições de Quinta a Sábado, pelas 21h30, e aos Domingos, pelas 17h00.

Vencedores dos Convites Duplos | Balas e Purpurinas - O Lado B da Eurovisão | 05.04.2018

balas e purpurinas.jpg

A pouco tempo de Portugal receber o Festival Eurovisão, Henrique Feist, cantor, actor e encenador, desvenda o outro lado do festival que poucos conhecem. Num espectáculo original, Henrique Feist, após o sucesso de bilheteira do seu último espectáculo sobre os anos 60, promete levar novamente o público numa viagem ao passado. Uma viagem pela história da Eurovisão, focada também muito no aspecto histórico e político porque, para além da componente de espectáculo e entretenimento, o festival tem uma grande carga política. A partir do dia 29 de Março, no Auditório do Casino Estoril, a história, factos, acontecimentos, o lado B do Festival Eurovisão será desvendado, num espectáculo maravilhoso, cantado e tocado ao vivo.

A  Artfeist estreia este fim-de-semana o novo musical Balas e Purpurinas, O Lado B da Eurovisão, numa celebração à história do Eurovisão e ao mesmo tempo recordando as últimas décadas de Portugal e da Europa. 

Interpretado por Henrique Feist, Dora, Valter Mira, Catarina Pereira e Augusto Gonçalves, com o apoio do maestro Nuno Feist, os grandes temas do festival serão interpretados ao vivo enquanto se desfiam factos históricos de cada ano. Pretendendo puxar pela lembrança do público através de um ambiente de boa disposição, Balas e Purpurinas pretende acima de tudo homenagear os nomes mais marcantes que passaram pelo Eurovisão, de Portugal para a Europa, abrindo o baú das memórias perante a plateia do Auditório do Casino Estoril.

Dez foram os convites que estiveram disponíveis em passatempo destinados à sessão de Quinta-feira, 05 de Abril, pelas 21h30, e como o dia e hora aproximam-se, eis o momento de revelar os dez vencedores que foram sorteados através do sistema automático random.org. 

Convites Duplos | Balas e Purpurinas - O Lado B da Eurovisão | 05.04.2018

balas e purpurinas.jpg

A pouco tempo de Portugal receber o Festival Eurovisão, Henrique Feist, cantor, actor e encenador, desvenda o outro lado do festival que poucos conhecem. Num espectáculo original, Henrique Feist, após o sucesso de bilheteira do seu último espectáculo sobre os anos 60, promete levar novamente o público numa viagem ao passado. Uma viagem pela história da Eurovisão, focada também muito no aspecto histórico e político porque, para além da componente de espectáculo e entretenimento, o festival tem uma grande carga política. A partir do dia 29 de Março, no Auditório do Casino Estoril, a história, factos, acontecimentos, o lado B do Festival Eurovisão será desvendado, num espectáculo maravilhoso, cantado e tocado ao vivo.

A estreia de Balas e Purpurinas, O Lado B da Eurovisão, o novo espetáculo musical da Artfeist já aconteceu e por aqui existiram convites duplos para vos oferecer. No entanto e como queremos que as oportunidades teatrais continuem, eis que para a sessão do próximo dia 5 de Abril, Quinta-feira, tenho dez convites duplos para sortear. 

Num musical interpretado por Henrique Feist, Dora, Valter Mira, Catarina Pereira e Augusto Gonçalves, com o apoio do maestro Nuno Feist, os grandes temas do festival serão interpretados ao vivo enquanto se desfiam factos históricos de cada época. Pretendendo puxar pela lembrança do público através de um ambiente de boa disposição, Balas e Purpurinas pretende acima de tudo homenagear os nomes mais marcantes que passaram pelo Eurovisão, de Portugal para a Europa, abrindo o baú das memórias perante a plateia do Auditório do Casino Estoril.

Esta nova aposta musical da Artfeist convida desde já o público a reservar o seu bilhete, uma vez que este espetáculo estará somente em cena até 29 de Abril, contando assim com um mês de exibições de Quinta a Sábado, pelas 21h30, e aos Domingos, pelas 17h00.

Vencedores dos Convites Duplos | Balas e Purpurinas - O Lado B da Eurovisão | 01.04.2018

balas e purpurinas.jpg

A pouco tempo de Portugal receber o Festival Eurovisão, Henrique Feist, cantor, actor e encenador, desvenda o outro lado do festival que poucos conhecem. Num espectáculo original, Henrique Feist, após o sucesso de bilheteira do seu último espectáculo sobre os anos 60, promete levar novamente o público numa viagem ao passado. Uma viagem pela história da Eurovisão, focada também muito no aspecto histórico e político porque, para além da componente de espectáculo e entretenimento, o festival tem uma grande carga política. A partir do dia 29 de Março, no Auditório do Casino Estoril, a história, factos, acontecimentos, o lado B do Festival Eurovisão será desvendado, num espectáculo maravilhoso, cantado e tocado ao vivo.

A  Artfeist estreia este fim-de-semana o novo musical Balas e Purpurinas, O Lado B da Eurovisão, numa celebração à história do Eurovisão e ao mesmo tempo recordando as últimas décadas de Portugal e da Europa. 

Interpretado por Henrique Feist, Dora, Valter Mira, Catarina Pereira e Augusto Gonçalves, com o apoio do maestro Nuno Feist, os grandes temas do festival serão interpretados ao vivo enquanto se desfiam factos históricos de cada ano. Pretendendo puxar pela lembrança do público através de um ambiente de boa disposição, Balas e Purpurinas pretende acima de tudo homenagear os nomes mais marcantes que passaram pelo Eurovisão, de Portugal para a Europa, abrindo o baú das memórias perante a plateia do Auditório do Casino Estoril.

Dez foram os convites que estiveram disponíveis em passatempo destinados à sessão de amanhã, 01 de Abril, Domingo de Páscoa, pelas 17h00, e como o dia e hora aproximam-se, eis o momento de revelar os dez vencedores que foram sorteados através do sistema automático random.org. 

Vencedores dos Convites Duplos | Balas e Purpurinas - O Lado B da Eurovisão | 31.03.2018 | Estreia

balas e purpurinas.jpg

A pouco tempo de Portugal receber o Festival Eurovisão, Henrique Feist, cantor, actor e encenador, desvenda o outro lado do festival que poucos conhecem. Num espectáculo original, Henrique Feist, após o sucesso de bilheteira do seu último espectáculo sobre os anos 60, promete levar novamente o público numa viagem ao passado. Uma viagem pela história da Eurovisão, focada também muito no aspecto histórico e político porque, para além da componente de espectáculo e entretenimento, o festival tem uma grande carga política. A partir do dia 29 de Março, no Auditório do Casino Estoril, a história, factos, acontecimentos, o lado B do Festival Eurovisão será desvendado, num espectáculo maravilhoso, cantado e tocado ao vivo.

A  Artfeist estreia no próximo Sábado o novo musical Balas e Purpurinas, O Lado B da Eurovisão, numa celebração à história do Eurovisão e ao mesmo tempo recordando as últimas décadas de Portugal e da Europa. 

Interpretado por Henrique Feist, Dora, Valter Mira, Catarina Pereira e Augusto Gonçalves, com o apoio do maestro Nuno Feist, os grandes temas do festival serão interpretados ao vivo enquanto se desfiam factos históricos de cada ano. Pretendendo puxar pela lembrança do público através de um ambiente de boa disposição, Balas e Purpurinas pretende acima de tudo homenagear os nomes mais marcantes que passaram pelo Eurovisão, de Portugal para a Europa, abrindo o baú das memórias perante a plateia do Auditório do Casino Estoril.

Dez foram os convites que estiveram disponíveis em passatempo destinados à sessão de amanhã, 31 de Março, Sábado, pelas 21h30, e como o dia e hora aproximam-se, eis o momento de revelar os dez vencedores que foram sorteados através do sistema automático random.org. Lembro que para esta sessão, de estreia, existirá um Welcome Drink pelas 21h00 antes da entrada em sala, sendo que o DressCode para o dia de estreia é a Eurovisão, como tal e para que todos os vencedores possam viver o espírito festivaleiro, comecem desde já a pensar na vossa indumentária para assistirem a Balas e Purpurinas, o Lado B da Eurovisão. 

 

Convites Duplos | Balas e Purpurinas - O Lado B da Eurovisão | 31.03.2018 | Estreia

balas e purpurinas.jpg

A pouco tempo de Portugal receber o Festival Eurovisão, Henrique Feist, cantor, actor e encenador, desvenda o outro lado do festival que poucos conhecem. Num espectáculo original, Henrique Feist, após o sucesso de bilheteira do seu último espectáculo sobre os anos 60, promete levar novamente o público numa viagem ao passado. Uma viagem pela história da Eurovisão, focada também muito no aspecto histórico e político porque, para além da componente de espectáculo e entretenimento, o festival tem uma grande carga política. A partir do dia 29 de Março, no Auditório do Casino Estoril, a história, factos, acontecimentos, o lado B do Festival Eurovisão será desvendado, num espectáculo maravilhoso, cantado e tocado ao vivo.

No próximo dia 31 de Março, Sábado, o Auditório do Casino Estoril recebe o novo espetáculo da Artfeist, Balas e Purpurinas, o Lado B da Eurovisão, justamente na altura em que se aproxima a passos largos o grande evento organizado por Portugal após a vitória de Salvador Sobral na competição do ano passado. 

Num musical interpretado por Henrique Feist, Dora, Valter Mira, Catarina Pereira e Augusto Gonçalves, com o apoio do maestro Nuno Feist, os grandes temas do festival serão interpretados ao vivo enquanto se desfiam factos históricos de cada ano. Pretendendo puxar pela lembrança do público através de um ambiente de boa disposição, Balas e Purpurinas pretende acima de tudo homenagear os nomes mais marcantes que passaram pelo Eurovisão, de Portugal para a Europa, abrindo o baú das memórias perante a plateia do Auditório do Casino Estoril.

Com estreia agendada para Sábado, 31 de Março, esta nova aposta musical da Artfeist convida desde já o público a reservar o seu bilhete, uma vez que este espetáculo estará somente em cena até 29 de Abril, contando assim com um mês de exibições de Quinta a Sábado, pelas 21h30, e aos Domingos, pelas 17h00.

 

Convites Duplos | Balas e Purpurinas - O Lado B da Eurovisão | 01.04.2018

balas e purpurinas.jpg

A pouco tempo de Portugal receber o Festival Eurovisão, Henrique Feist, cantor, actor e encenador, desvenda o outro lado do festival que poucos conhecem. Num espectáculo original, Henrique Feist, após o sucesso de bilheteira do seu último espectáculo sobre os anos 60, promete levar novamente o público numa viagem ao passado. Uma viagem pela história da Eurovisão, focada também muito no aspecto histórico e político porque, para além da componente de espectáculo e entretenimento, o festival tem uma grande carga política. A partir do dia 29 de Março, no Auditório do Casino Estoril, a história, factos, acontecimentos, o lado B do Festival Eurovisão será desvendado, num espectáculo maravilhoso, cantado e tocado ao vivo.

No ano em que Portugal recebe a grande final da Eurovisão, a Artfeist presenteia o seu público com Balas e Purpurinas, O Lado B da Eurovisão.

Num musical interpretado por Henrique Feist, Dora, Valter Mira, Catarina Pereira e Augusto Gonçalves, com o apoio do maestro Nuno Feist, os grandes temas do festival serão interpretados ao vivo enquanto se desfiam factos históricos de cada ano. Pretendendo puxar pela lembrança do público através de um ambiente de boa disposição, Balas e Purpurinas pretende acima de tudo homenagear os nomes mais marcantes que passaram pelo Eurovisão, de Portugal para a Europa, abrindo o baú das memórias perante a plateia do Auditório do Casino Estoril.

Com estreia agendada para Sábado, 31 de Março, esta nova aposta musical da Artfeist convida desde já o público a reservar o seu bilhete, uma vez que este espetáculo estará somente em cena até 29 de Abril, contando assim com um mês de exibições de Quinta a Sábado, pelas 21h30, e aos Domingos, pelas 17h00.

A Volta ao Mundo em 80 Minutos [Produções Filipe La Féria]

a volta ao mundo em 80 minutos.jpg

O Salão Preto e Prata do Casino Estoril tem recebido nos últimos anos vários espetáculos criados, pensados e levados a palco por Filipe La Féria e os meses que se aproximam contarão com a nova loucura do produtor e encenador que colocou João Baião no centro de um elenco que dá A Volta ao Mundo em 80 Minutos. Existem dúvidas que só por si Baião já é sinal de sala esgotada?

Para já é necessário descansar o público das longas sessões das produções Filipe La Féria que este espetáculo não tem somente 80 minutos como o seu título pode fazer querer, sendo mais longo que isso. A viagem realmente tem essa duração, mas existe um antes, um durante e um depois com alguns extras pelo meio que vão prolongando a viagem de Phileas Fogg e o seu Passepartout. As duas personagens centrais da história, protagonizadas por João Baião e Filipe de Albuquerque, respetivamente, foram inspiradas no mundo fantástico de Júlio Verne que sempre conquistou o produtor e autor deste texto que poderá ser visto ao longo dos próximos meses pelo Casino Estoril. 

Idealizado e pensado para o público português mas também para os turistas que visitam cada vez mais o nosso país e a zona do Estoril, A Volta ao Mundo em 80 Minutos faz a união entre o show glamoroso de casino e a comédia musical com a finalidade de entreter o público. João Baião é nesta aposta a grande estrela ao lado de um elenco que conta com Dora, Paula Sá e Ricardo Soler também em palco, sessão após sessão, música atrás de música e sempre com coreografias bem cuidadas da responsabilidade de Marco Mercier. Um elenco com menos atores que outras produções mas com dezasseis bailarinos que enchem de cor e movimento aquele palco sem falhas e talvez numa das melhores prestações de bailado a que assisti num musical de La Féria. Catarina Pereira, Carina Leitão e Samuel de Albuquerque constituem o restante elenco e são talvez a surpresa. Com grandes vozes e bons momentos a solo e em dupla, estão encontrados os rostos dos próximos musicais nacionais porque talento existe, só tem de ser encontrado e depois valorizado, como parece estar a acontecer nesta aventura pelo Mundo em apenas 80 Minutos.

Este não é daqueles espetáculos formatados, testados por outros países e que depois alcançam em mais um país o sucesso. Esta aposta é nacional mas leva os espetadores a partirem com as personagens de Phileas Fogg e Passepartout pelo Mundo. A viagem começa em Portugal e logo paramos em Espanha, para partirmos pela Europa fora, passando por África, Ásia e pelas Américas. Cada Continente tem os seus países e protagonistas a marcarem posição em palco com recurso a vídeos muito bem tratados e ao som de temas e danças alusivos a cada nação. Tudo isto sem esquecer as tricas a cada líder e a várias figuras importantes da História e da atualidade mundial. 

Está a chegar... A Volta ao Mundo em 80 Minutos

a volta ao mundo em 80 minutos.jpg

Filipe La Féria prepara-se para estrear um novo espetáculo na sala do Casino Estoril, A Volta ao Mundo em 80 Minutos. Com João Baião como anfitrião e grande figura de destaque deste espetáculo que conta também com Dora, Filipe de Albuquerque e Paula Sá entre outros rostos do teatro e bailado nacional.

A Volta ao Mundo em 80 Minutos tem estreia marcada para dia 25 de Maio, Quinta-feira, e promete arrancar muitas gargalhadas junto do público que assista a esta nova aposta de Filipe La Féria que promete ter em mãos uma divertida comédia, tal como tem sido característico nas interpretações de João Baião nos espetáculos do produtor. 

Numa viagem mágica e recheada de fantasia por Portugal e pelo Mundo, La Féria inspirou-se desta vez na obra de Júlio Verne e nas suas personagens Phileas Fogg e Passepartout para criar a trama de A Volta ao Mundo em 80 Minutos. Uma viagem pelos quatro continentes onde além da representação os bailados e as canções tomam lugar no imaginário dos espetadores. 

João Baião é a grande estrela deste espetáculo com a sua energia, humor e inteligência, tendo ao seu lado de forma permanente o jovem ator Filipe de Albuquerque que interpreta assim um Passepartout ao modo de Sancho Pança com Quixote. Dora, Paula Sá, Ricardo Soler, Catarina Pereira, Carina Leitão e Samuel Albuquerque compõem o restante elenco a quem se junta um grande grupo de bailarinos e acrobatas neste espetáculo coreografado por Marco Mercier.