Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Obras dão conversa

obra.jpg

Na rua vão começar daqui a umas semanas algumas obras e as conversas cruzadas entre vizinhos já se começaram a fazer sentir. Uns que se queixam que com as obras a estrada ficará suja de terra e com alguma lama se chover, outros por causa do barulho que acontecerá em alguns dias. E alguns comentam só porque sim, numa de seguirem a onda dos mal dizer alheio. 

Pessoas, sejam civilizadas e pensem que vivem numa sociedade em que hoje serão uns a precisarem de fazer obras, amanhã podem ser vocês. E ai também terão de fazer pó e barulho, ou conseguem remodelar casas ou erguer novas paredes de forma imaculada e silenciosa?

 

Leitores de Verão

ler verão.jpg

O Verão chegou e agora é ver, pelas praias e espreguiçadeiras das piscinas deste país os leitores da temporada a saírem com os seus livros como companheiros das horas em que tentam apanhar um bronze enquanto se envolvem numa das histórias que se destacam pelos tops nacionais de vendas.

Os dias quentes e as férias fazem com que aqueles leitores que se lembram nesta época que a literatura existe deem espaço para que aquele livro que lhes foi oferecido no Natal passado ou pelo aniversário possa ganhar um pouco de vida, mesmo que aquelas pouco mais de trezentas páginas demorem dois meses para serem lidas, uma vez que aquele romance ou o livro de piadas do momento só servem mesmo para ir lendo, umas páginas por dia, ficando marcado como a leitura do ano, quiça a única porque não leitores habituais mas que se dizem adorar livros nas férias de Verão, conseguem sempre destacar a raridade com que pegam num livro, ficando essa obra, ou muitas vezes, um sucesso literário de vendas porque o seu autor é reconhecido por outras facetas, marcado por ser um caso único no ano de leitores da temporada quente que todos os anos se aproxima.

 

Último Olhar | Miguel Sousa Tavares

Porto Editora

último olhar.jpg

Título: Último Olhar

Autor: Miguel Sousa Tavares

Editora: Porto Editora

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Setembro de 2021

Páginas: 312

ISBN: 978-972-0-03477-9

Classificação: 3 em 5

 

Sinopse: Pablo tem 93 anos, viveu a Guerra Civil Espanhola, viveu os campos de refugiados da guerra em França, viveu quatro anos no campo de extermínio nazi de Mauthausen. E depois viveu 75 anos tão feliz quanto possível, entre os campos de Landes, em França, e os da Andaluzia espanhola. Inez tem 37 anos, é médica e vive um casamento e uma carreira de sucesso com Martín, em Madrid, até ao dia em que conhece Paolo, um médico italiano que está mergulhado no olho do furacão do combate a uma doença provocada por um vírus novo e devastador, chegado da China: o SARS-CoV-2. Essa nova doença, transformada numa pandemia sem fim, vai mudar a vida de todos eles, aproximando-os ou afastando-os, e a cada um convocando para enfrentar dilemas éticos a que se julgavam imunes.

 

Opinião: Último Olhar, de Miguel Sousa Tavares, aborda duas vidas, duas gerações diferentes e entre elas também duas realidades distantes que se encontram perante um tema bem atual pelo qual todos passamos, o Covid19. 

Pablo tem 93 anos, vive atualmente num lar de idosos mas a sua vida foi pautada por vários acontecimentos que marcaram não só o seu percurso como a História do Mundo. Passando pela Guerra Civil Espanhola onde ficou em jovem durante quatro anos num campo de concentração nazi afastado dos seus pais e irmãs, que acabou por perder com o tempo, este homem é feito de memórias pesadas, de perdas e derrotas pessoais mas ao mesmo tempo de conhecimentos. De outro prisma o leitor é convidado a conhecer Inez, uma médica que percebe que com a chegada do vírus se sente inativa no serviço onde está destacada e que decide, após a perda de um grande amor para o Covid19 alterar o seu rumo e enfrentar a pandemia de frente, querendo ser útil e responsável. É aqui que Pablo e Inez se encontram, ele enquanto utente da casa de acolhimento onde reside, ela enquanto nova médica residente. Os dois enfrentam o vírus, cada um com perspetivas de futuro diferentes perante o que foram passando ao longo dos seus trajetos de vida oscilantes e onde o amor, sempre o amor, nem sempre lhes deu boas perspetivas. 

Amor de Pechisbeque | Pedro Rodrigues

Cultura Editora

amor de pechisbeque.jpg

Título: Amor de Pechisbeque

Autor: Pedro Rodrigues

Editora: Cultura Editora

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Junho de 2022

Páginas: 144

ISBN: 978-989-9096-69-1

Classificação: 3 em 5

 

Sinopse: «Como é que alguém se apaixona? Abrindo os olhos.»

Quando alguém termina um relacionamento amoroso, a vida parece um verdadeiro fim do mundo. O desnorte nos sentimentos baralha-nos em tudo o resto, desde a simples ocupação dos tempos livres com os amigos à própria estabilidade pessoal e familiar. Amor de Pechisbeque é um romance escrito à flor da pele, que nos faz descobrir vírgulas onde só vemos pontos finais.

«Por momentos, e disto não tenho a certeza absoluta, creio que os nossos corações se sincronizaram, tornando-se num só.»

 

Opinião: Pedro Rodrigues avançou com o seu novo romance e com este Amor de Pechisbeque deu a conhecer um pouco da vida do escritor num misto entre realidade e ficção onde consegue deixar o leitor sem pé perante a história que vai sendo contada ser a do próprio autor ou não.

Amor de Pechisbeque percorre a vida deste escritor após o final de um namoro duradouro que outrora acreditou ser para a vida. Com Ana no pensamento, com os amigos por perto sempre como forma de espicaçar, o nosso escritor partilha as suas batalhas para esquecer a relação defraudada, tudo ao mesmo tempo que as suas capacidades de concentração para se dedicar à escrita de um novo romance se tornam tempestuosas. O amor consegue quebrar estados de alma a ponto de paralisar várias áreas pessoais que ficam assim constrangidas emocionalmente, como que congeladas sem capacidade de reação. As relações com os amigos e família, a incapacidade de criação na escrita e a falta de fé para seguir em frente num novo futuro a dois revelam o poder do amor quando fracassado na forma como abala a vida de cada um, neste caso a de um escritor que se deixa ficar incapacitado. 

A terapia, o sexo e os olhares

olhos.jpg

Imagina-te num espaço Drive das conhecidas cadeias de comida pronta e rápida com as várias etapas do processo desde o pedido, passando pela janela do pagamento até ao momento da recolha. E foi neste momento que tive uma situação assim que meio estranha!

Estava eu em espera, de podcast ligado no carro e a beber água do meu cantil portátil que me acompanha quase para todo o lado, acabando por me distrair da janela de onde surgiria o meu pedido quando do canto do olho percebo que tenho uma pequena e roliça rapariga, de olhos esbugalhados com o braço a ser espetado com o copo da bebida em direção à minha cara. Olhei assustado quando vi algo a surgir na minha direção mas a moça tinha um ar tão de desenho animado incomodado que pensei se eu próprio teria feito ou dito alguma coisa sem me aperceber para suscitar espanto do outro lado ao ponto de ver uns olhos arrebitados, meio que esbugalhados, na minha direção, como se tivesse de frente aquela pessoa um ser alienígena.

 

Wook com 30% em livros

oportunidades-970x250-billboard

É hoje, 21 de Junho de 2022, que na Wook podes aproveitar a promoção de 30% de desconto, 20% imediato e 10% em cartão wookmais para utilizar mais tarde, em mais de 7 milhões de livros, contando ainda com a oferta dos portes de envio para encomendas de valor igual ou superior a 15€.

Esta campanha é válida para encomendas registadas e pagas entre as 00h00 e as 24h00 do dia 21 de Junho de 2022, não sendo acumulável com outras promoções em vigor e estão disponíveis todos os livros à exceção dos livros escolares, apoio escolar, ebooks, artigos em português publicados há menos de 24 meses ou em pré-lançamento, classificados no tema Direito e artigos vendidos no Marketplace. 

Sete Dias em Junho | Tia Williams

Topseller

sete dias em junho capa.jpg

Título: Sete Dias em Junho 

Título Original: Seve Days In June

Autor: Tia Williams

Editora: Topseller

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Maio de 2022

Páginas: 368

ISBN: 978-989-6234-29-4

Classificação: 5 em 5

 

Sinopse: Quando Eva Mercy e Shane Hall se cruzam num evento literário em Nova Iorque, a faísca entre os dois é inegável, deixando toda a comunidade de autores negros em polvorosa. À primeira vista, Eva e Shane nada têm em comum. Ela é uma famosa autora de fantasia erótica que vive com a filha de 12 anos. Ele é um enigmático autor de ficção literária que se esquiva às luzes da ribalta.

O que ninguém sabe é que, quinze anos antes, quando eram adolescentes, Eva e Shane passaram uma intensa semana juntos, sete dias que lhes mudaram a vida para sempre. Agora, além de não conseguirem negar a química que ainda os une, começam a ter dificuldade em continuar a esconder um passado partilhado que influenciou a escrita de ambos.

Durante uma quente semana de Junho, Eva e Shane reaproximam-se, mas ela não tem a certeza de poder confiar no homem que lhe partiu o coração e só quer que ele se vá embora rapidamente, para conseguir recuperar o equilíbrio da sua vida. Mas antes que Shane volte a desaparecer, Eva precisa que ele lhe responda a algumas das perguntas que ficaram tantos anos sem resposta.

 

Opinião: Sete Dias em Junho é a representação bem conseguida de que existe sempre espaço para uma segunda oportunidade perante uma grande história de amor. Neste romance excelentemente elaborado de Tia Williams o amor acontece quando conhecemos a história que juntou Eva e Shane quinze anos atrás perante o tempo atual. Dois jovens na altura que acreditaram que toda a euforia da paixão os levava a serem felizes para sempre. Já no presente encontramos os mesmos dois protagonistas, em novas fases da vida, com percursos diferentes no passado, mas prontos para se reencontrarem e perceberem o que esteve por detrás de todo o tempo em que os vários mal entendidos os fizeram estar distantes. 

Nos dias que correm Eva e Shane são autores negros de sucesso, com carreiras dispares, mas que ao se voltarem a encontrarem percebem que sempre permanecerem no pensamento e na escrita um do outro por imprimirem nas suas personagens centrais dos livros que foram editando muito do que o outro representou para si, mesmo perante o desgosto que o afastamento provocou a ambos. Agora Eva e Shane têm sete dias para perceberem o que correu mal e poderem assim entregar uma nova hipótese ao destino de ambos perante esta segunda chance para se unirem ao amor. 

Com temas como o uso de drogas e o alcoolismo, o feminismo, a marginalidade, pedofilia e prostituição a terem espaço neste romance que transpira amor, alegria, sonhos e redenção numa história onde os protagonistas vivem de forma instável entre processos de cura para com o amor próprio e também por sofrerem de algumas maleitas para com a saúde, muito fruto de passados pesados e de sofrimento, é, contudo, o debate sobre o racismo que conseguiu ganhar vários pontos ao longo da leitura. Num debate público onde ambos os autores são convidados a participarem com outros rostos negros conhecidos, a literatura negra é tema central por ser constantemente relegada dos destaques e sugestões, existindo uma grande distância dos grandes sucessos literários de atores brancos que escrevem através de personagens brancas e a diferença para com os autores negros que escrevem com o recurso a personagens com o seu tom de pele. Quando o leitor idealiza personagens nas várias histórias lidas sem descrição do tom de pele de forma automática sempre surge o tom claro, estando neste livro o tema em destaque, também porque na história Eva é autora de literatura erótica a um passo de ver as suas criações serem adaptadas para a grande tela, só que para existir orçamento e produtoras interessadas é necessário alterar os protagonistas para atores ditos brancos por serem teoricamente mais apelativos junto do mercado do audiovisual. Esta é para mim a grande questão fulcral deste livro que desde logo me conseguiu cativar por reforçar o debate do racismo perante os diversos prismas sociais. 

Energia das plantas

plantas-de-proteção.webp

Dizem que quando uma planta morre dentro de casa é porque absorveu as más energias e os maus olhados que são feitos contra nós, como se as plantas servissem de escudo protetor de absorção do mal. Isto será mesmo verdade ou as plantas morrem simplesmente pelo seu ciclo de vida ou por não serem regadas e tratadas? Por vezes penso que as pessoas levam demasiado a sério estas histórias antigas de rezas e proteções para não verem que é o seu descuido a fazer das suas. 

Comportamentos viciantes: causas, sintomas e tratamento

mauro-mora-31-pOduwZGE-unsplash-thumb-25050.jpg

Os vícios podem apresentar-se de muitas formas diferentes, incluindo álcool, drogas, jogos de azar, sexo, compras ou até trabalho. Ao passo que algumas pessoas são capazes de controlar os seus vícios, outras consideram essa tarefa extremamente difícil, ou até mesmo impossível.

 

Causas e eventos que despoletam comportamentos viciantes

Existem muitos fatores diferentes que podem contribuir para um vício, incluindo a genética, o ambiente e a saúde mental. As pessoas que sofrem de vícios têm, frequentemente, um historial de abuso ou trauma, o que as pode tornar mais vulneráveis ao desenvolvimento de um vício.

 

Saldos na Wook

wooklet-billboard

Já começaram os Saldos da Wook e são milhares de livros que viram os seus preços a serem reduzidos com 50% a 80% de desconto imediato. Todos os artigos que estão inseridos nesta campanha promocional estão devidamente assinalados para que nada falhe no momento da escolha e da colocação no carrinho virtual de compras das grandes histórias que vais adquirir. 

Os portes de envio são gratuitos para encomendas de valor igual ou superior a 15€, sendo que se a compra for abaixo desse valor os valores dos portes são cobrados mas posteriormente devolvidos em cartão Wookmais para que o valor possa voltar a ser utilizado. Esta campanha é válida para todas as encomendas registadas e pagas entre as 00h00 do dia 16 a 24h00 de 30 de Junho de 2022, não sendo acumulável com outras promoções em vigor. 

Pág. 1/3