Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

oportunidades-970x250-billboard

Não é recíproco

redes sociais.jpg

Há uns anos sentia uma certa pressão nas redes sociais para com o seguir de volta quem começava a seguir como se fosse como que uma obrigação. Na altura cheguei a debater com algumas pessoas que não seguia porque simplesmente não me identificava com as suas publicações, além de que somos livres para fazer o típico like onde e em que e quem queremos, sem existir obrigatoriedades. Esta semana voltei a receber uma mensagem caricata, vindo diretamente de alguém que partilha opiniões literárias pelo blog e redes sociais, como vou fazendo com os livros que leio, sobre a razão de me seguir há anos e não ser recíproco. 

A questão volta a colocar-se... O ato de fazer Seguir tem de ser recíproco como um toma lá dá cá? É que quando aderi ao Facebook, depois ao Twitter, Instagram, Pinterest e mais recentemente ao TikTok - já agora se quiseres aproveitar para me seguir nessas redes sociais sem esperar nada em troca estás à vontade - não fui informado pelo regulamento que era obrigatório retribuir o ato de Seguir, tal como ter de espalhar Gosto pelas mais variadas partilhas e por aí fora. 

Dicas para escolher uma casa de apostas desportivas segura

apostas.jpg

Hoje em dia é seguro apostar online na tua equipa preferida, sempre e quando se tenha em mente algumas dicas para escolher um site de apostas de confiança e sem riscos de fraudes. Na internet crescem plataformas de apostas desportivas on-line não confiáveis, como tal continua a ser necessário saber escolher um site de confiança e com garantias.

Tomar a melhor decisão pode ser uma tarefa difícil, mas vale sempre a pena seguir algumas dicas porque as apostas desportivas online são um dos meios de entretenimento mais procurados atualmente, especialmente porque em 2021 há uma variedade de torneios mundiais disponíveis em oferta de Apostas Betway em que podes apostar para ganhar dinheiro como é o caso do Euro 2020, da Copa América e dos Jogos Olímpicos, só para mencionar alguns.

Para desfrutar do melhor dos jogos de apostas online e combinar a emoção do desporto tradicional com as apostas online, deves considerar alguns aspetos que te permitem encontrar um site de apostas seguro e com boa reputação no mercado.

 

Verificar se possui licença

Certifica-te de que o site de apostas possui uma licença internacional verificável. Esta informação permite saber se a casa de apostas opera de forma legalizada.

As casas de apostas virtuais legalizadas como a Betway têm mais credibilidade do que aquelas que operam sem regulamentação oficial. Uma casa de apostas que tenha licença internacional reunirá todas as condições para o jogo responsável, justo e seguro já que anteriormente foi aprovada pelas autoridades competentes de cada país.

 

Literatura em espera

livros.jpg

Neste momento tenho dois locais onde vou acumulando os livros que se encontram em espera para verem a luz do dia para com a minha leitura. Uns já esperam há uns anos, outros chegam e por lá ficam umas semanas ou meses e os mais sortudos mal chegam e nem ganham lugar na fila de espera para em poucos dias começarem a ser lidos. 

Hoje deu-me para contar os quatro arranha céus literários de esperas, dois prédios na mesa-de-cabeceira e outros dois na secretária, e percebi que tenho um total de setenta e sete livros por ler, o que fazendo uma média das leituras anuais que vou fazendo dava praticamente para dois anos, isto se não fosse comprando e recebido as últimas novidades que sempre vão passando à frente das obras que gritam desesperadamente para que lhes dê atenção um dia destes e os coloque do outro lado, onde os lidos já se encontram bem arrumados por editora e autor.

Uma Nova Esperança para Samuel | Ruth Druart

Planeta Editora

UMA NOVA ESPERANÇA PARA Samuel.jpg

Título: Uma Nova Esperança para Samuel

Título Original: While Paris Slept

Autor: Ruth Druart

Editora: Planeta Editora

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Junho de 2021

Páginas: 464

ISBN: 978-989-777-453-9

Classificação: 4 em 5

 

Sinopse: Na gare de uma estação ferroviária, uma mãe tem de tomar uma decisão impossível.

Na gare de uma estação ferroviária na Paris ocupada, uma mãe sussurra adeus. Parece o fim de uma história. Mas é apenas o começo. 

Paris, 1944

Empurrada para um comboio com destino a Auschwitz, Sarah, num ato de desespero, entrega o seu maior tesouro, Samuel, a um desconhecido. Tudo o que lhe resta é ter a esperança de que o seu filho recém-nascido sobreviva.

Santa Cruz, 1953

Jean-Luc vive agora na Califórnia com a sua mulher, Charlotte, e o filho Sam. A cicatriz que tem na cara foi um pequeno preço a pagar pela sua fuga aos horrores da ocupação nazi. Mas Jean-Luc nunca esperou que o passado lhe viesse bater à porta.

Uma Nova Esperança para Samuel é um livro poderoso sobre o amor, os laços de sangue e de afeto, a resiliência e a coragem quando tudo parece perdido. Uma leitura inesquecível.

Um romance que vai cativar o coração dos seus leitores.

 

Opinião: Uma Nova Esperança para Samuel é certamente uma das boas surpresas literárias de 2021. Num romance histórico, passado em duas linhas de tempo diferentes, nas décadas de 1940 e 1950, e entre França e a América durante e após a Segunda Guerra Mundial.

Numa história de amor e coragem em tempos conturbados, este romance conta com personagens cativantes onde os sonhos e os receios andam de mãos dadas através do amor a Samuel. Ao mesmo tempo que percebemos como Sam foi entregue pela sua mãe biológica, por amor, a um desconhecido que trabalhava na manutenção da ferrovia  em Bobigny, de onde os judeus eram transportados para Auschwitz. também acompanhamos a vida de um jovem de nove anos com os seus pais em Paris, em bonitos e saudáveis momentos familiares. Só que nem tudo parece perfeito e o passado regressa para baralhar a vida de Jean Luc e Charlotte que nutrem felicidade ao lado do jovem Sam, o seu filho, mas serão acusados de rapto por não terem devolvido, anos volvidos após o término da Guerra, a criança aos seus verdadeiros progenitores. Sarah e David sobrevivem ao flagelo da guerra e após quase uma década procuram recuperar o tempo perdido com Samuel, lutando pela sua custódia, numa luta entre pais biológicos e quem criou este jovem como se fosse seu. 

É Outra História, o podcast literário

é outra história podcast.jpg

A Cultura Editora lançou em tempos conturbados um PodCast dedicado ao mundo literário, de seu nome É Outra História e desde que a 08 de Abril o projeto foi anunciado que todas as semanas somos presenteados com novos episódios onde o António, um dos profissionais da editora, convida dois profissionais do mundo das letras, da editora ou de projetos concorrentes, para debaterem os temas selecionados. 

Como a descrição de É Outra História avança, este é «um podcast que desmistifica todo o processo editorial e o dia a dia de uma editora. Criado pela Cultura Editora, e recorrendo a autores atendidos e os profissionais da área, pretende clarificar e entreter todos os que têm interesse por livros».

Máscara do disfarce

máscaras.jpg

Muito nos queixamos das máscaras que por vezes não nos ajudam a respirar em condições e por ai fora, mas o certo é que por vezes até dão um certo jeito quando os imprevistos acontecem mesmo à nossa frente e aquelas situações inusitadas surgem para que o ataque de riso aconteça naquele momento em que é primordial disfarçar e conter a gargalhada.

Há uns dias senti que fui salvo pela máscara uma vez que tinha de manter a postura por estar a ser visto por clientes, mas ao mesmo tempo deu-me aquela vontade de rir por uma situação que aconteceu. Consegui controlar mas sei que os lábios fizeram aquelas tremuras do "não posso rir e estou a controlar", valeu estarem tapados.

Special | T2 | Netflix

special 2.jpg

Um ano após uma primeira temporada de sucesso, Special regressou com uma renovada fornada de episódios e mostrou que mesmo tendo sido esta a sua temporada final ainda existia muito que poderia ter sido contado nesta história onde a paralisia cerebral e a homossexualidade se unem e dão o mote para uma série educacional, libertadora e ao mesmo tempo mostrando a leveza com que a dor pode ser transformada com o apoio do amor. 

Tendo a sua primeira temporada igualmente oito episódios como a segunda, mas com quinze minutos cada, Special recebeu de imediato a boa critica junto do público que descobriu esta produção que poderia muito bem ter passado despercebida pela sua fraca promoção e conseguiu assim ver aprovada esta sua última temporada, mesmo com a Netflix a informar que seria a última pelos cortes que têm feitos em determinadas séries que não conquistam o público mundial por estarem viradas para um público exato. 

Com Ryan O'Connell como criador e ator central da história cuja personagem tem igualmente o seu nome, Ryan criou esta produção com base na sua própria experiência por sofrer de paralisia cerebral e ser homossexual, mostrando que é possível contar a sua história e a de várias pessoas com deficiência sem chatear, sem pesar a consciência do público, existindo em Special, principalmente nesta segunda temporada, a visão de que não existem motivos para se ficar excluído da sociedade por se ser diferente. 

Autores Portugueses em promoção

autores-billboardA Wook tem descontos e descontos e já sabemos que quando termina uma campanha promocional na livraria online logo chegará outra com novo tema central e dando destaque com preços apelativos mais baixos a obras diversificadas. Agora, de 07 a 20 de Junho, são os Autores Portugueses que têm as suas obras com descontos que vão dos 30% aos 50% e contínuo a defender que também devemos ler o que é nosso visto que em Portugal existem bons nomes na escrita que passam fronteiras e que por vezes não ganham a visibilidade nacional que merecem. Assim deixo aqui o meu apelo para que se dê valor suplementar aos Autores Portugueses, para mais quando existem boas promoções literárias que ajuda a seguir tal sugestão.

Autores como João Tordo, Margarida Rebelo Pinto, Miguel Real, Miguel Sousa Tavares, Mário Zambujal, Patrícia Reis, Clara Pinto Correia, Gonçalo M. Tavares, Valter Hugo Mãe, Inês Pedrosa, Rosa Lobato Faria e Luís Miguel Rocha são alguns dos nomes que têm agora as suas obras em destaque nesta bela promoção que a Wook lançou para com a literatura lusófona para que todos possamos ler um pouco mais dos nossos a preços reduzidos. 

Quem Matou Sara? | T2 | Netflix

quem matou sara

Se a primeira temporada de Quem Matou Sara? chegou, viu e convenceu de início, já a segunda fornada de episódios deixou logo no primeiro capítulo algo a desejar por se perceber que de um momento para o outro existiu a necessidade de se incluirem novas e relevantes personagens que nem haviam sido mencionadas nos primeiros dez episódios, além de que a procura de encontrarem novos mistérios foi necessária para que conseguissem prender o público para além do "quem matou" inicial.

Nesta segunda temporada da série mexicana os mistérios adensam-se e o cruzamento entre personagens, tempos e locais existe, continuando a mostrar o presente com base nas memórias do passado para justificar o que poderá ter acontecido. Mas como é que essas memórias se alteram com a chegada de novas personagens que nem circulam pelas redondezas logo de início e parecem agora ser fulcrais para o desenrolar de todo o mistério? Se na primeira temporada andaram para trás e para a frente para deixar todo o final em aberto, desta vez o que se pode dizer é que aconteceu o mesmo e no último episódio, quando quase tudo o que diz respeito à premissa inicial parece estar esclarecido, eis que a reviravolta acontece, mas não posso falar muito sobre essas cenas para não levantar spoiler a quem ainda não viu. 

Ouvir, Filtrar, Ponderar.

468ED788-17E4-4931-A592-80CAEAC109DB.jpeg

O lema é este... Saber Ouvir, não responder logo quando o tema te faz ferver um pouco. Depois a sugestão é Filtrar a informação que te chegou e perceber se interessa ou é melhor deixar para trás. No fim Ponderar é sempre, mas mesmo sempre, a melhor solução antes de tomar qualquer decisão ou ação.

Ouvir, Filtrar, Ponderar é o melhor trio de verbos que todos devemos seguir para se conseguir sobreviver de bem com a vida social para não se acabar por acusar desgaste e cansaço perante toda a porcaria que nos rodeia. Ouve, recolhe e reflete antes de assumires a tua decisão defensiva e verás que ficarás a ganhar no momento final em que não agiste com impulso e soubeste esperar para dar a volta ao que poderia correr menos bem.

Pág. 1/2