Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Universitários-billboard

Vem aí a passagem de ano...

passagem de ano.jpg

 

Na passagem de ano quantas reuniões da Tupperware existirão por este Portugal fora? Este ano aqui por casa seremos três e somente três e um cão.

Verdade que poderia ter uma passagem diferente dentro da diferença, mas optei por ficar em casa, sem sair, ficando a ver 2020 terminar no calor do lar, muito possivelmente de manta nas pernas e pijama quente no corpo, em espera ou não pelas 00h00 para ver o novo ano a surgir sem pompa e circunstância, já que os grandes eventos, o fogo e as luzes habituais desta noite festiva desta vez não existem, a não ser para quem esteja na Madeira e possa ver das suas varandas e janelas, caso estejam bem situadas, o grande fogo de artifício que existirá no Funchal onde mesmo em tempos de pandemia acontecem porque nada naquele arquipélago pode ser tirado aos seus habitantes e turistas, enquanto que nós, continentais, podemos ficar fechados a partir das 23h00 do dia 31 de Dezembro, podendo arejar somente na manhã de dia 01 de Janeiro até às 13h00, tal como nos dias seguintes, já que de tarde o Covid19 tem mais força e pulula pelos corpos indefesos de quem se atrever a conviver pelas avenidas e ruelas deste país de comércio fechado e esplanadas encostadas pelos cantos. 

Poupar com a Voz do Consumidor

voz do consumidor.jpeg

 

A Marktest criou recentemente uma nova plataforma de estudos de mercado onde a opinião de cada um de nós é trocada por pontos que mais tarde podem ser convertidos em Cartões Presente digitais do Pingo Doce.

Passo a explicar, através de respostas a estudos que ajudam a melhorar e aperfeiçoar bens, produtos e serviços, a opinião sobre as experiências que obtemos ao longo do dia-a-dia com o contacto com marcas e empresas acabam por ajudar no melhoramento do funcionamento das mesmas para melhor qualidade junto dos seus clientes, aperfeiçoando os seus serviços e apostando no lançamento de novos produtos face às necessidades da sociedade. 

De forma anónima, confidencial e caseira podes responder a esses estudos através de questionários da Voz do Consumidor, onde te podes inscrever desde já, e somente no ato da inscrição começas a receber pontos que vão sendo acumulados ao longo das tuas participações em inquéritos que servirão exclusivamente para fins estatísticos. Com a inscrição feita no portal Voz do Consumidor, basta aceitar os convites e responder aos novos formulários com a real opinião e os pontos vão sendo acumulados para poderem ser trocados futuramente em vales de compras 

Convites duplos | White Christmas

30.12.2020

 

O musical natalício de sucesso dos últimos três anos da Artfeist regressou ao palco do Salão Preto e Prata do Casino Estoril para mais uma celebração junto do público que tem aplaudido de pé este espetáculo que já é uma tradição ao longo dos últimos anos. Mesmo em ano de pandemia, White Christmas marca presença na grande sala numa segunda sessão a realizar no dia 30 de Dezembro, pelas 21h00.

Com temas e interpretações natalícias a cargo de Diogo Leite, Mariana Pacheco, Valter Mira e Daniel Galvão, com participação de Henrique Feist e direção musical a cargo de Nuno Feist, White Christimas convida todas a descobrir várias curiosidade sobre o Natal ao mesmo tempo que se recordam as grandes melodias desta quadra. 

Quem conseguirá assistir a este espetáculo sem cantar um dos clássicos natalícios? E é mesmo para perceber quem tem os seus dotes musicais apurados que tenho um convite duplo para oferecer destinado à sessão de dia 30 de Dezembro, Quarta-feira, pelas 21h00, a quem partilhar o link desta oportunidade pelo Facebook, mencionado a página @oinformador e três amigos da rede social, ser seguidor d' @oinformador no Instagram e ao preencher o formulário de inscrição - AQUI - no passatempo não esquecer o campo Seguir O Informador no Instagram com um print em como já é seguidor da página. O prémio será atribuído por seleção aleatória através do sistema random.org e o vencedor será contactado no final do dia 29 de Dezembro por email e também via Instagram para receber todas as informações para que o levantamento dos bilhetes seja feito nas melhores condições. 

 

Rotina das noites frias

photo-1450776598040-e0dbb5665213-1130x700.jpeg.jpg

 

Deito para dormir e não consigo adormecer com os pés frios.

Fico deitado com um monte de roupa em cima, todo tapado dos pés à cabeça e começo a sentir a necessidade de respirar. 

Acordo de noite e percebo que já me destapei.

Vou ao WC e volto para o quente da cama.

Torno a adormecer, todo tapado sabendo que irei ficar com o pico de me faltar o ar dentro de momentos.

Acabo por adormecer de novo e sei que me destapo.

Acordo de manhã, quando o sol nasce e o despertador ainda nem tocou e percebo que lá fora está um gelo de arrepiar.

Olho para o ecrã do telemóvel para perceber que faltam uns ligeiros minutos para me ter de levantar.

Já não adormeço após abrir os olhos e perceber que o sol nasceu.

Levanto porque os cuidados e necessidades matinais imperam e logo de seguida fico pronto com a roupa para começar o dia.

Caos consumista pós Natal

c72ef6c0a4c62674d9d192ff872156c00b2d7458.jpeg.jpg

 

2020 foi um ano atípico a todos os níveis e nas semanas de habitual maior consumismo ainda cheguei a pensar que existiria um maior controlo entre as prioridades de cada um na corrida aos centros comerciais e comércio de rua para as compras natalícias. Mas afinal, embora as vendas online tenham subido bastante este ano, a corrida para as lojas continuou e gerou uma grande confusão em certos locais devido às restrições com as entradas, aos novos processos e cuidados e ao novo stress que todos têm mantido quando percebem que estão rodeados de demasiadas pessoas desconhecidas e que em muitos casos não respeitam o espaço de uns e outros. 

Consumismo a manter-se nas semanas antes do Natal e o que dizer do depois? Sim, tudo parece continuar porque parte do comércio entrou em saldos, as compras apressadas que foram feitas exigem agora várias trocas e a confusão de há uns dias atrás agora continua. Todos querem gastar o dinheiro que ainda ficou para as promoções de final de ano, as trocas são feitas também a pensarem na poupança que pode ser feita agora com preços mais baixos e o respeito que agora tem de ser maior pelos outros continua a ter várias falhas pelo pensamento que existe do cada um por si. 

A sociedade que se pensou que viria a aprender para se tornar em algo melhor podia ter melhorado sim, mas na verdade vejo comportamentos tão absurdos que parece que nada está a acontecer. Consumismo e egocentrismo a mais, falta de respeito pelo espaço de cada um, compras em detrimento do afeto e a merda que continua a cheirar tão mal como sempre tem sido. 

 

Os mais assíduos...

 

Os queridos da equipa Sapo não são os queridos do mudei a casa mas são os fofos que ao longo do ano nos acompanham nos bons e maus momentos enquanto bloggers, respondendo a todas as questões que lhes vão sendo colocadas e aturando as mentes mais teimosas que andam por aqui, como eu, por exemplo. No entanto, porque a paciência está do lado destes seres que nos aturam, quando chegam as últimas semanas de cada ano esquecem o quão chatos somos e oferecem-nos um relatório anual de cada blog para nos regularmos sobre os altos e baixos que as nossas páginas vão tendo, onde além de revelar os textos mais vistos do ano também nos indicam quais foram os bloggers com permanência mais assídua em termos de comentários pelo nosso espaço. 

Como gosto de agradecer a quem me acompanha, eis as vozes mais assíduas d' O Informador ao longo de 2020...

É Natal e cheguei aos 5000

presente-de-natal-1354911815117_750x421.jpg

 

25 de Dezembro de 2020 não assinala somente o dia de Natal num ano tão complicado para todos nós. Este dia assinala também, com este texto, a chegada às 5 mil publicações no blog. 

Tudo começou a 09 de Novembro de 2012, com textos a serem partilhados de forma diária e sem falhas, com milhares de comentários e reações ao longo deste tempo. Hoje o blog assinala um marco e a partir de agora que venham mais 5 mil textos pelos próximos anos contigo desse lado. 

Ao longo do tempo as ideias iniciais foram sendo alteradas, as ideias transformadas e a base moldada, no entanto o centro de tudo foi mantido, o autor permanece intacto e o projeto foi ganhando espaço através de outras plataformas sociais. O Facebook ao ser o primeiro a chegar, seguido do Twitter e finalmente e agora mais usado Instagram, existindo ainda o TikTok para alegrar uns e outros com tanto disparate junto. 

 

 

Mensagem de Natal viral

Natal com todos e sempre de máscara!

ap20237385160377-b.jpg

 

Nem penses que vais por aqui encontrar uma mensagem de Natal toda feita com mais do mesmo, tudo porque este ano além de tudo o que desejamos anualmente a todos com a história da saúde, felicidade e paz, existe um acrescento bem importante para a noite mais natalícia do ano e que se refletirá também ao longo dos próximos meses. 

Como tal e para que possamos zelar pela nossa saúde, que nos ajuda a manter a paz e a sermos felizes, o ideal neste Natal é utilizarmos sempre máscara, mesmo quando estivermos de roda do bolo rei e dos sonhos em família. Não sei bem como o irão fazer, mas sugiro que comam pelos cantos da casa, como se estivessem a comer às escondidas dos restantes e que voltem para a grupeta familiar já com a taça de arroz doce vazia e o camarão a seguir a sua viagem longe dos olhares indiscretos.

Os mais vistos do ano...

blog.jpg

 

2020 chega ao fim e com ele surge o relatório que a equipa Sapo nos envia anualmente sobre como cada blog se portou ao longo ano. Com uma publicação diária certa ao longo dos doze meses, cinquenta e cinco reações e mil duzentos e oitenta e três comentários, eis os textos mais vistos do ano, uns publicados ao longo destes últimos meses e outros já de anos anteriores.

Eis os posts mais marcantes em 2020 no blog...

Contradições de um Natal pandémico

naom_5df3be777d250.jpg

 

Os portugueses e as suas contradições nem avançam nem melhoram, mesmo em tempos de pandemia. 

Todos sabemos bem que o nosso Governo aconselhou a sociedade a ter em conta todos os cuidados nesta época festiva para não existirem grandes ajuntamentos sugerindo até a permanecermos em casa, passar o Natal cada um na sua, sem grandes festas, convívios familiares e sem que se tenha de viajar muito dentro do país. Nós que vivemos em Portugal somos aconselhados a permanecer em casa, mas depois os que vêm de fora são tão bem-vindos que até os milhares que entrarem vindos de Inglaterra chegam, fazem um teste e seguem livres e contentes, mesmo com a nova estirpe do vírus a dar que falar e sem terem de enfrentar a quarentena como por outros países.

Tanta contradição para quem cá está ao longo dos últimos tempos a viver numa inconstante e depois chegam os portugueses turistas para passarem o Natal e Ano Novo por cá e parece que são aplaudidos porque estão de regresso a casa para matarem saudades e trazerem a nova mutação do Covid19 consigo. 

Contradições a mais num só país onde quem está tem de cumprir tudo e mais alguma coisa e quem chega entra livre e de bem com a vida, abraçando e beijando com saudades, já que segundo os dados da balança os nossos comandantes acham que quem sempre cá esteve não tem saudades de andar de um lado para o outro, viajar dentro do próprio país e abraçar como os que estão a chegar internacionalmente o podem fazer. 

Pág. 1/4