Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marca pimba do momento

bimba y lola.jpg

 

Amigos, e principalmente amigas, conhecedores de moda, este texto é para todos vocês para me tentarem auxiliar sobre os modelos de uma certa marca que é tão bimba e cheia de loladas que me deixa mesmo a pensar sobre o motivo de cada vez existirem mais mulheres a andarem por ai a vaguearem com malas e roupas recheadas de fitas com o nome da marca.

Já se devem ter apercebido de que marca estou a falar não é verdade? Sim, é da Bimba y Lola, a marca que está na moda neste momento e que de cada vez que me cruzo com alguém com um acessório com rótulo pelas ruas deste país só me apetece mesmo dizer «sua bimba». 

Os modelos não são nada de especial e com o nome da marca estampado em letras garrafais e gigantes acabam por matar o pouco que restava. Não sei como funciona convosco, queridas que andam por ai com a sua Bimba y Lola ao tiracolo, mas quanto a mim só me apetece gozar mesmo por achar que por vezes o acessório só consegue mesmo reproduzir o pensamento de quem está a observar. É que já não basta serem bimbas e ainda recorrem a legendas para se fazerem anunciar. 

 

Olha! Deixa andar!

deixa andar.png

 

Português que é português deixa tudo para a última e opta quase sempre por deixar andar o que por vezes pode ser resolvido de forma rápida naquele instante.

Ao contrário de outros povos, por este nosso território a moda do deixa andar já vem de trás e parece continuar a tomar lugar em muitos lares acolhedores e onde a resolução de problemas é deixada sempre para outro dia, num autêntico empurrar com a barriga numa tentativa de que tudo se desvaneça e não seja necessário tomar decisões. 

Oh Elsa!

 

Uns bons anos passaram após o famoso grito «Oh Elsa!» ser celebrizado no Meo Sudoeste e ao longo dos primeiros tempos de Expo98. Após pesquisa, não consegui apurar qual a origem deste fenómeno que colocou portugueses e turistas a gritarem «Oh Elsa!» durante largos meses, só sabendo que tudo começou no ano em que arrancou a exposição dos oceanos. Muito se procurou a Elsa na altura, existindo até posteriormente cartazes, slogans e anúncios televisivos com este gripo de guerra.

Hoje, em pleno 2019, a Elsa deu finalmente o ar da sua graça e parece deixar marca pelo país inteiro graças à sua força onde a chuva e os ventos fortes abalaram grande parte de Portugal, deixando a sua marca pelos piores motivos com a destruição causada. 

Compras a solo

colombo.jpg

 

Ah e tal, adoro ir às compras, passar horas no corredio de entrar e sair de lojas no meio da confusão e arrastar as pessoas comigo para me ajudarem a escolher! Esta é a ideia de muitos, mas não a minha, lamento!

Gosto de ir às compras, e quem não gosta? No entanto opto muitas vezes por ir sozinho por não ter aquela paciência para entrar e sair em várias lojas onde sei que nada irei comprar. Prefiro ir com a ideia de entrar onde tenho o que quero, visitando, vendo e comprando, sem precisar que esperem por mim nem ter de ficar em espera enquanto outros se despacham. Gosto de gastar o meu tempo rápido em lojas, por vezes sem ideia do que vou comprar mas escolhendo por gostar e muitas vezes sem necessidade, mas partir para o ato de entrar num centro comercial sem ideias definidas é bem mais agradável por acabar por comprar o que não esperava e sem levar a ideia de que quero aquilo e depois não encontrar o artigo perfeito.

Convites duplos | Shrek, O Musical

21 e 22 de Dezembro

 

O Auditório do Casino Estoril tem recebido desde o início do mês o espetáculo infantil Shrek, O Musical, baseado no livro de William Steig e no filme de animação da Dreamworks. Numa produção da ArtFeist, as aventuras do ogre mais famoso do mundo encontram-se disponíveis através desta versão teatral e em português que tem conquistado miúdos e graúdos.

Era uma vez um pântano distante, onde vivia um ogre chamado Shrek. De repente, o seu sossego é interrompido pela invasão de personagens de contos de fadas que foram banidos do seu reino pelo maldoso Lorde Farquaad. Determinado a salvar o lar das pobres criaturas, e também o dele, Shrek faz um acordo com Farquaad e parte para resgatar a princesa Fiona. Resgatar a princesa pode não ser nada comparado com seu segredo profundo e sombrio.

Com sessões aos Sábados e Domingos, pelas 11h30 e 15h30, e com preços que variam entre os 15€ e os 18€, Shrek, O Musical convida todas as famílias a se juntarem pela plateia e poderem assistir a uma verdadeira aventura já bem conhecida de todos nós. Aproveito para informar que nem todos os miúdos podem marcar presença na plateia do Auditório do Casino Estoril, uma vez que este espetáculo é para maiores de seis anos, embora possam entrar crianças a partir dos dois anos após autorização da bilheteira. 

Para que todos possam ter a oportunidade de assistir a este espetáculo, tenho convites duplos para as sessões da manhã e tarde de Sábado e Domingo, 21 e 22 de Dezembro. Este passatempo irá estar disponível até às 19h00 de dia 20 de Dezembro, Sexta-feira, e nesse dia serão revelados os nomes dos vencedores nesta mesma publicação, sendo o sorteio feito através do sistema automático random.org. Os premiados serão contactados via email com as recomendações para o levantamento dos bilhetes acontecer nas melhores condições. Para a participação ser válida tens de seguir os passos que se seguem.

 

Ser Influenciador digital: Likes Vs. Motivação

likes motivação.png

 

Se antigamente os verdadeiros influenciadores eram as figuras públicas que apareciam na televisão e no cinema, hoje em dia isso mudou e os influenciadores digitais tomaram lugar. Não ficam dúvidas quando vemos que os portugueses, cada vez mais, escolhem o meio online ao invés dos meios tradicionais.

Aliás, atualmente as crianças não dizem apenas que querem ser professores ou médicos, mas também instagrammers ou youtubers, ou seja, os ditos influenciadores. Os mais velhos, inclusivamente, começam a ter essa ideia em mente devido às diversas vantagens associadas.

No entanto este não é um caminho fácil! Mas se, mesmo assim, o quiseres percorrer, vou ajudar.

 

Qual o papel do influenciador digital?

O influenciador digital é uma pessoa capaz de influenciar o comportamento ou opinião dos seus seguidores através do conteúdo que publica nos canais de comunicação.

Na prática o que acontece é que os influenciadores trabalham arduamente para conquistar uma audiência fiel através de conteúdo de qualidade e, posteriormente, o trabalho árduo mantém-se, mas com o objetivo de manter essa audiência.

 

Quanto ganha este profissional?

A renda de um influenciador digital é muito variada, mas, o importante, é que é possível viver desta profissão – e viver bem a nível financeiro – para quem se dedica bastante ao seu espaço.

Além da publicidade com marcas, também é possível ganhar dinheiro com outras rendas, como a publicação de livros, a criação de cursos e eventos, entre outros.

Os meus Livros do Ano

EPCT6749.JPG

 

Antes mesmo dos derradeiros dias que antecedem o Natal, a lembrança surgiu para vos sugerir, perante as minhas leituras do ano, as obras que se destacaram e ganharam a minha preferência pelos últimos meses. Quem sabe se o meu top literário do ano não vos consegue influenciar no momento de escolher o livro ideal para oferecer aos vossos amigos, familiares e conhecidos que adoram ler!

 

O Presidente Desapareceu, de Bill Clinton e James Patterson

 

O Presidente Desapareceu, de Bill Clinton e James Patterson foi o primeiro thriller lido em 2019. De leitura rápida, uma boa história com um desenvolvimento surpreendente e sem paragens. Este livro revela o momento em que o Presidente dos EUA desapareceu e a necessidade primordial é perceber tudo o que se passou e não deixar o país afundar durante os dias de paragem e indefinição presidencial. Podes saber tudo o que achei sobre esta obra que me conquistou e que aconselho a quem goste de suspense, onde se fala de política mas cuja história vai muito para além da suposição, percorrendo corredores e salões que todos ou muitos gostariam de visitar um dia. Uma boa escolha para este Natal dentro do género!

O Presidente Desapareceu (compra aqui)

 

Becoming, a Minha História, de Michelle Obama

 

Impossível fazer a revisão do ano literário sem referir Becoming, A Minha História, de Michelle Obama. O retrato dado na primeira pessoa por Michelle passou para os milhões de leitores que se deixaram conquistar por esta obra que fica para a história. Contando e emocionando com os anos que passou na Casa Branca, a senhora Obama não esconde, relatando de forma real e por vezes cruel e sem necessidade de chegar tão longe a sua vida, partindo de uma infância conturbada até chegar a um namoro primeiramente rejeitado para se tornar num casamento quase perfeito. A conquista do poder, a chegada ao topo, a família, as filhas, e o legado deixado para que tudo terminasse bem e a vida voltasse à sua aparentemente normalidade que jamais voltará a ser o que foi e o pretendido. Uma vez primeira dama, para ser primeira dama! Um testemunho pessoal, real, pessoal, cruel e que cativa, sem maçar, bem pelo contrário, conquistando em cada momento para se querer saber tudo o que foi vivido, sentido e feito antes, durante e após os anos presidenciais dos Obama. Este é o livro perfeito para oferecer a quem goste de histórias reais e auto biografias!

Becoming, a Minha História (compra aqui)

Convites duplos | White Christmas

19 de Dezembro

white christmas cartaz.jpg

 

White Christmas, o musical natalício de sucesso da Artfeist está de volta ao Auditório do Casino Estoril para nova temporada nesta época tão especial. Contando com Mariana Pacheco, Valter Mira, Daniel Galvão e Diogo Leite, com participação especial de Henrique Feist e direção musical de Nuno Feist, várias são as novidades desta nova época que podem ser vista de Quinta-feira a Sábado, pelas 21h30. 

Neste original de Henrique Feist, os grandes êxitos musicais natalícios de todos os tempos são recordados em mais um ano após a brilhante temporada do ano passado. Para que todos possam ver ou rever este espetáculo, tenho oito convites duplos para a sessão do dia 19 de Dezembro, Quinta-feira, pelas 21h30. Este passatempo irá estar disponível até às 19h00 de dia 18 de Dezembro, Quarta-feira. Nesse mesmo dia serão revelados os nomes dos vencedores nesta mesma publicação, sendo o sorteio feito através do sistema automático random.org. Os premiados serão contactados via email com as recomendações para o levantamento dos bilhetes acontecer nas melhores condições. Para a participação ser válida tens de seguir os passos que se seguem.

A culpa da abstenção é do Google

perguntas google 2019.png

 

Todos já sabíamos, mas agora que foi revelada a lista das dez questões mais feitas no Google ao longo de 2019, a dúvida fica desfeita. A abstenção nas eleições está mesmo na falta de informação que o Sr. Google tem sobre os locais onde os portugueses podem votar. «Como saber onde votar?» foi a questão mais colocada em Portugal entre as pesquisas feitas no motor de busca. A abstenção aconteceu em grande escala - 45,5% - e está visto assim que não existiu uma resposta certa para tanta dúvida que pairou pelo nosso território há uns meses atrás sobre o momento e local de exercer o ato de eleger os governantes nacionais. 

Está mais que visto que os portugueses queriam muito votar mas que o Google não estava em condições de fornecer as coordenadas certas e no dia D desviou milhões de portugueses para centros comerciais, esplanadas e desertos, tudo para afastar as pessoas das mesas eleitorais. Está explicado assim a falta de filas para se votar.

Aconselho a que nas próximas eleições os nossos governantes e mesmo o Presidente Marcelo venham a reunir com o Sr. Google, outro sabichão, para que esteja bem informado sobre os locais onde cada um de nós tem de se dirigir para votar e eleger. Primeiro cumprir com o seu dever enquanto cidadão, depois olhar para o entretenimento dos tempos livres.

Árvore de Natal: conheces a tradição e história deste símbolo?

 

Consegues imaginar o Natal sem uma bela árvore de natal, totalmente enfeitada, e, claro, sem todos os outros efeitos associados a esta altura do ano? Acredito que não, mas alguma vez paraste para pensar de onde surgiu a tradição da árvore?

Quero que tenhas este conhecimento, portanto vou dar-te todas as informações que precisas saber sobre a história e tradição deste símbolo natalício que é regra não só em Portugal, mas em todo o mundo.

 

História da árvore de Natal e a sua tradição

Há muitos séculos atrás já era tradição decorar plantas verdes como sendo um símbolo de fertilidade e vitalidade. Em outros locais os pinheiros eram usados para afastar os maus espíritos para que estes não entrassem e para nutrir a esperança pela chegada da primavera.

Já a verdadeira tradição de enfeitar a árvore no Natal pensa-se que venha da Alemanha, no ano de 1419, onde um padeiro decorou a sua árvore, ano após ano, com frutos de uma forma geral, os mais tradicionais e os frutos secos.

No dia de Ano Novo, as crianças podiam “sacudir” a árvore e comer o que caía da mesma. Ano após ano essa versão foi evoluindo, chegando ao ponto em que nos encontramos hoje, em que uma árvore de natal tem fitas, bolas e luzes.

A árvore de Natal tornou-se um símbolo tão conhecido que no parque temático do passeio marítimo de Algés, numa recriação da aldeia do Pai Natal, os efeitos estão incluídos (1), assim como acontece na maioria das cidades portuguesas nesta altura do ano.

 

Quando a árvore de Natal é enfeitada?

A decisão do momento certo para enfeitar a árvore é de cada um. Uns decidem enfeitar dia 1 de Dezembro, sem exceção, outros no mês de Novembro. Os mais fanáticos têm os efeitos durante todo o ano e, em Dezembro, apenas ligam as luzes.