Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Literatura | Compras online

23
Ago19

WOOK - www.wook.pt

Hoje apetece-me falar sobre o facto de todos poderem encomendar de forma totalmente segura livros nas livrarias online que se encontram disponíveis. Neste momento e em modo a falar das livrarias perante as quais sou afiliado, aconselho-te a visitar a Wook e a Bertrand Livreiros para procurares as últimas novidades, aquele livro que já estás para comprar à algum tempo ou o destaque do momento. Geralmente e com bastante regularidade, as livrarias online vão tendo descontos variados, entre os vários estilos literários, do romance ao terror, do fantástico ao histórico, das viagens à gastronomia, existindo também diversas promoções sobre determinados autores, sendo estas oportunidades únicas para se fazerem aquelas compras que estão em lista de espera pelo melhor preço. 

Com as tuas compras não pagas mais, obténs descontos exclusivos das lojas online, recebes rapidamente os teus livros e eu, como afiliado que sou enquanto blogger, ainda obtenho uma comissão perante as compras que são feitas. Não pagas mais por isso e eu poderei adquirir novos livros com a tua ajuda para continuar a mostrar as minhas leituras com as partilhas que sempre vou fazendo com a opinião sobre o que vou lendo. 

A Deslumbrada Vida de João Novilho | Jorge Tinoco

22
Ago19

a deslumbrada vida de joão novilho.jpg

 

Título: A Deslumbrada Vida de João Novilho

Autor: Jorge Tinoco

Editora: Guerra e Paz

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Fevereiro de 2019

Páginas: 232

ISBN: 978-989-702-457-3

Classificação: 3 em 5

 

Sinopse: Impiedoso e inquietante, este romance espelha, sem meias-tintas, um quadro sociopolítico da vida portuguesa contemporânea na sua mais degradante expressão. Nele se entretecem e entrechocam as mais primárias e inescrupulosas ambições de domínio e de poder, corporizadas de forma superlativa no autarca João Novilho.

A sua meteórica ascensão política é conseguida à custa de tudo quanto pode transformar o exercício autárquico digno e credível na mais venal, corrupta e execrável perversão dos ideais democráticos de um município, Rio Novo de Mil Nomes. O envilecimento do carácter, a manipulação das consciências e a degradação das instituições conduzem-no a um beco sem saída.

Entre amores e desamores, este é também um romance recheado de deliciosos retábulos poéticos e de parágrafos palpitantes de exuberante erotismo, onde a sexualidade se manifesta desabridamente, tanto de forma descoberta como revestida de fantasia ou até de chantagem despudorada.

 

Opinião: Numa história que atravessa os meandros políticos surge assim, pelas mãos de Jorge Tinoco, A Deslumbrada Vida de João Novilho, onde o desencantamento com a vida política do próprio autor, que foi autarca de Amares, distrito de Braga, deu o mote para esta narrativa de ficção com traços reais do que se pode encontrar num país recheado de problemas de poder.

Como te tornares um empreendedor online?

21
Ago19

empreendedor online.jpg

 

O futuro passa pelo mundo digital e muitas pessoas já compreenderam isso. O acesso às novas tecnologias é mais fácil do que nunca e a sua evolução nunca foi tão rápida. Acompanhar os tempos torna-se, assim, muito importante para o sucesso pessoal e profissional. A ambição é, também, marco dos nossos tempos. Não falta quem, vendo todo o potencial da Internet, deseje tornar-se um empreendedor online. De facto, as oportunidades que surgem são diversas e existe espaço para o sucesso neste meio. O empreendedorismo online tem constrangimentos evidentes, encontrando dificuldades, por exemplo, no encontro com uma concorrência muito assertiva. Cada vez mais espaços digitais de e-commerce fazem deste mercado digital um mercado de difícil penetração. Mais do que nunca, é necessário questionar como ser um empreendedor online, para poder ultrapassar os desafios propostos pelo século XXI e alcançar o êxito pretendido. Ainda assim, motivação, esforço e perseverança são ingredientes que, a par com a melhor estratégia, não deixarão de dar frutos. Hoje, irei explorar as melhores formas de te tornares um empreendedor online de sucesso, mesmo perante as complexas lógicas do mercado atual. Vem descobrir como te podes tornar um empreendedor online com algumas dicas de quem pensa mas não se colocou ainda em ação.

 

1. Escolhe o teu modelo de negócio

Caso decidas abrir uma loja online, depressa descobrirás que o leque de opções de negócio são perto de infindáveis. Uma aposta certeira, num modelo de negócios funcional e adequado aos produtos que queres comercializar é de extrema importância.

Neste campo, por exemplo, poderás optar por fazer e vender os teus próprios produtos. Esta é uma opção viável para quem faz artesanato, por exemplo. Além disto, terás a hipótese de encomendar a retalhistas, comprando por atacado ou de encomendar os teus produtos diretamente aos fabricantes. Estas duas opções criam dois constrangimentos evidentes: o do investimento inicial (antes mesmo de saber se a loja online terá clientes e, com eles, sucesso) e do espaço para armazenar os produtos encomendados. Uma última e muito viável opção é o Dropshipping. Este processo trata-se de delegar as questões da logística, fazendo simplesmente a ponte comercial e confiando em parceiros como a Oberlo, por exemplo, para que tratem de questões como o embalamento e o envio do produto, diretamente do fornecedor para o cliente.

 

2. A escolha dos produtos

Um empreendedor online terá sempre de ter em atenção perante as tendências. A escolha dos produtos de uma loja de sucesso deve acompanhar estas questões, para garantir que dá resposta àquilo que o seu potencial público-alvo procura. Os produtos escolhidos deverão ser algo que faça parte dos seus interesses pessoais, que esteja disponível e tenha procura na web e que se adequem ao público que segue a tua loja online.

Wi-Fi com nomes bem promissores

20
Ago19

wifi.jpg

 

Quando estamos num local público por vezes procuramos um sistema Wi-Fi para nos ajudar a poupar os dados dos telemóveis, tablets ou portáteis e eis que nem sempre a normalidade vem ao nosso alcance.

Há uns dias comecei a procurar nomes de rede engraçados através deste sistema e eis que me deparei com um Amo-te Melissa bem promissor de alguém que estava bem próximo de mim. Não seria uma casa porque no local só existia o famoso restaurante bem conhecido em termos mundiais e lojas, como tal esta rede com uma boa declaração de amor virtual era ambulante. Delicioso não é?

Ao ter partilhado pelas redes sociais a imagem de amor que deu nome à rede, eis que obtive uma resposta ainda mais deslumbrante... Paxaxa! Achavas que era só o teu vizinho que conseguia ser original e tarado no momento de dar nome ao seu aparelho lá de casa? Pois, pois, a Paxaxa existe enquanto sistema de distribuição de rede. 

Pretendo aqui deixar-vos um desafio! Liguem a vossa busca Wi-Fi e se encontrarem pérolas semelhantes a estas façam print, partilhem comigo pelo email ou pelas redes sociais, Instagram principalmente, para juntos aumentarmos esta linda lista de nomes bem carismáticos que os seres humanos dão aos seus aparelhos lá de casa. Será que encontraremos juntos um Fofuxos, Parrachita, Pirilau ou mesmo o Trinca no Rabo? Sejam curiosos e mostrem o que anda espalhado por aí!

Claustrofobia dos dedos

19
Ago19

dedos mão.jpg

 

Hoje tenho a confessar a minha paranoia para com os dedos. Sim, tal como o título deste texto indica, tenho claustrofobia dos dedos, principalmente com os mínimos, que numa linguagem popular em Portugal costumam ser apelidados por mindinhos.

Há uns anos para cá comecei a perceber que se alguém me apertar a mão, não me pode trancar em conjunto com os restantes dedos o mais pequeno e frágil, o mínimo, aquele da ponta, que a etiqueta por vezes a segurar o copo permite esticar e não ficar envolvido com o vidro. Imaginem que vou de mão dada, aquele dedo tem de ficar de fora da comunhão entre mãos, ficando meio espetado a apanhar ar, como se sentisse que a prisão do envolvimento e proximidade o estivesse a matar. É uma situação estranha que não consigo explicar, sendo certo que se me apertarem a mão durante uns segundos a mais que o normal, começo a sentir um certo nervosismo por sentir aquele dedo preso com os restantes, ficando como que meio torcido no aperto de mão, o que não me soa bem psicologicamente. 

Na verdade esta situação é estranha e nunca ouvi ninguém a sentir o mesmo, sendo certo que após sentir o dedo preso o tenho de ajeitar com uns movimentos estranhos, ficando sempre com a sensação que os ossos ficaram fora do sítio, o que não acontece, mas sentido aquela necessidade de estalar o dedo para que volte ao lugar de onde nunca saiu, mas que mentalmente algo aconteceu.

Versão melhorada

18
Ago19

vassoura.jpg

 

Percebi agora a razão de existirem seres a circular de forma mais rápida pelos últimos tempos. É que existiu um verdadeiro upgrade sobre o principal veículo dessas personagens que andam por aí a tentar atazanar a vida de uns e outros. 

Queridas e queridos deste mundo, fiquem já a saber que da minha previsão, sim porque também sou um dos vossos quando quero, a próxima atualização já contará com encosto, luzes automáticas e sistema wifi para poderem estar sintonizados com tudo o que vai sendo publicado pelas redes sociais ao momento.

Aplaudo as aparências

17
Ago19

aparências.jpg

 

«Cala-te Ricardo! Cala-te Ricardo! É melhor estares calado e deixar o barco andar! Sim, a verdade surge ao virar da esquina, mesmo que já seja tarde! Cala-te Ricardo! Cala-te!»

Esta podia ser uma das sequências do meu pensamento em diversas alturas da vida em que preciso muito de abrir a boca para dizer as verdades a alguns seres que habitam por aí mas onde o lado apaziguador me diz que é melhor estar calado que mais cedo ou mais tarde a verdade sobre a falsidade surge na tona de um copo cheio que rapidamente pode ficar vazio. Não gosto de deixar passar as situações que me causam algum desconforto e é por isso que por vezes deixo escapar alguma dica menos boa sobre o que vou vendo e que não aplaudo, mas tento sempre, ou na maior parte das vezes, conter-me para não exaltar emoções de quem acredita que consegue enganar meio mundo para atingir os seus fins. Não, nem todos caímos em jogos e manipulações, não, não preciso que se aproximem por interesse, e não, não vale a pena alterarem os vossos comportamentos de um dia para o outro porque deste lado está um lobo velho que desconfia simplesmente da queda de uma pestana no prato da sopa. 

Pág. 1/4