Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

universitarios-billboard

Fim de 2018 | Publicação interrompida

sem sinal televisão.jpg

Informo os meus queridos leitores que a emissão, ou melhor, publicação neste blog, será interrompida por breves momentos para os festejos perante a despedida de 2018 e entrada em 2019.

A pausa será breve, aliás, só mesmo de umas horas porque daqui a pouco, já no novo ano, a primeira publicação será feita porque por aqui tudo continuará a estar alinhado para se seguir a mesma linha dos últimos anos, «um texto por dia nem sabes o bem que te faz». 

Digam Adeus a 2018 e entrem em Bom em 2019! Até já!

Descobri o Carmex

carmex.jpg

Há uns dias chegou até ao personagem uma amostra do batom medicamente aprovado Carmex. Este tradicional batom já conta com décadas de mercado e recentemente está a ser relançado para continuar a acalmar e proteger os lábios de todos nós. 

Com cânfora e petrolatum branco como ingredientes ativos e lanolina, ésteres cetílicos, manteiga de sementes de theobroma cacao, parafina, cera de abelha, mentol, ácido salicílico, fenol, vanilina e sabor nos compostos inativos, o bálsamo labial Carmex consegue associar o efeito refrescante com a leveza num produto recomendado por farmacêuticos.

Confesso que não conhecia este produto que tem anos no mercado mas que tem estado um pouco escondido do grande comércio de consumo. Recebi esta amostra, já visitei o site da marca onde podemos encontrar este e outros produtos hidratantes e revelo mesmo que estou surpreendido pela eficácia com que este bálsamo atua para proteger e mesmo cuidar os lábios mais sensíveis. 

Penínsulas de Tróia e Setúbal: o Melhor da Gastronomia, Vinhos, Natureza e Golfinhos

baia de setúbal.webp

A península de Tróia e Setúbal é uma bela região, com muito para visitar. Conheça algumas das coisas que pode fazer neste recanto de Portugal!

A baía de Setúbal é considerada uma das mais belas do mundo. Com excelentes praias na região de Tróia, o castelo de Palmela, a bio-reserva do rio Sado e o património gastronómico são razões mais que suficientes para visitar esta excelente região de Portugal.

Se ainda não visitou esta bonita área do país, deve fazê-lo assim que possível. Todas estas maravilhas estão a menos de 45 minutos de Lisboa, com bons acessos e a garantia de um tempo bem-passado. Se estiver de carro, a ligação mais fácil é por ferry de Setúbal (onde o carro também entra!), mas pode também “dar a volta” passando por Alcácer do Sal, Comporta e finalmente Tróia.

Conheça algumas das experiências que pode vivenciar não só em Tróia, mas também em toda a zona da península de Setúbal.

 

Rapidez nas compras de Natal

presentes natal.jpg

Nunca tinha sido tão rápido a comprar presentes de Natal como este ano! Geralmente penso, procuro, hesito e lá me decido. Mas este ano as coisas correram tão bem que até fiquei surpreendido!

Esta é a verdade! No que toca a presentear os outros sou sempre uma pessoa onde reina a indecisão no momento da escolha. Além de não ter, geralmente, ideia sobre os presentes ideais para cada um, tenho ainda o problema de ter de gostar do que vou oferecer. Posso ter ideia do que será o presente, mas o mesmo tem de ir ao encontro também das minhas preferências. Não basta comprar uns sapatos que o presenteado possa gostar. Não, eu também tenho de gostar do que ofereço. Caso isso não aconteça sei que irei continuar na procura de sapatos até encontrar o que acredito que possa ter o gosto de quem os irá receber mas que também me satisfaça como presenteador. 

Já nasceu o filho de Rita Pereira... Lonô

D04A9A41-1018-4DD9-A1BF-86E7F26D2621.jpeg

Rita Pereira foi mãe pela primeira vez no dia 27 de Dezembro de 2018. Após uma gravidez anunciada através de um vídeo em que a atriz da TVI dançava de alegria a dar a novidade a meio do ano, todo o secretismo sobre o tempo de gestação e o sexo do bebé foram mantidos reservados para os mais próximos do casal até há bem pouco tempo. Agora e também sem que nada fizesse contar, uma vez que a imprensa apontava que a criança nasceria mais para Janeiro, Rita Pereira revelou através das suas redes sociais que Lonô terá nascido de parto natural e que está tudo bem com ambos. «Lonô, o nosso filho. Deus da música e da paz. Agora dançamos todos ao som da tua vida. 27.12.2018. Parto natural. Felicidade máxima», parttilhou a atriz com a imagem do casal com o filho nos braços. 

O que também acaba por surpreender é a escolha do nome da criança. Lonô foi a opção do casal que decidiu assim homenagear o Deus da Música e da Paz através do filho, o primeiro de Rita e o segundo do seu companheiro, Guillaume Lalung.

Este Espaço é Teu! | Rendimento Social de Idiotas

Rendimento Social de Idiotas.jpg

Sinopse

Hilariante, sarcástico, burlesco; tão burlesco que até mete dó…
São pessoas que recebem o Rendimento Social de Inserção. Portugueses. Idiotas?
É um técnico do dito Rendimento, que passa para o papel o que de mais inesperado e inacreditável vai sucedendo, dia após dia, nessa negra e ingrata tarefa de explicar ao beneficiário o que significa beneficiário. Um livro polémico, sem dúvida. 
A crítica, por vezes mordaz e sempre demolidora, que neste livro implicitamente se faz, é acima de tudo um portentoso exercício de humor satírico.
Sem filtros, o dia-a-dia de um técnico de Rendimento Social de Inserção (RSI), confrontando-se com situações estranhas e caricatas, e com comportamentos bizarros ou até inacreditáveis, mas que, afinal, retratam simplesmente a realidade
Algumas das histórias mais idiotas do RSI - antigo Rendimento Mínimo Garantido -, contadas por alguém que passou por elas e que sobreviveu a todas com apenas algumas escoriações profundas e queimaduras graves.
As histórias que aqui se contam são todas reais, mas algumas são difíceis de aceitar. Lá está, são idiotas.

Na Caixa de Mensagens da rubrica Espaço é Teu! deixaram um simples link, este, https://www.wook.pt/livro/rendimento-social-de-idiotas-santiago-xande/21608796, e mostraram que neste espaço do blog tudo é mesmo possível, desde divulgações de eventos, lançamentos, estreias, desabafos pessoais, declarações de amor, denúncias e afins. 

Este Espaço é Teu! e com um texto explicativo longo ou uma simples frase irei comentar sempre o que vais partilhando de forma anónima. Neste caso não sei quem partilhou o link que vai dar diretamente ao site da Wook, onde entramos na página de venda do livro Rendimento Social de Idiotas, podendo ficar a pensar que terá sido o seu autor, Santiago Xande, a fazê-lo, mas não o sei em concreto.

Na Wook compras! Na Wook recebes!

devolvemos-100-billboardHoje e amanhã, respetivamente, 26 e 27 de Dezembro, a livraria online Wook está com uma mega campanha promocional em que o valor das nossas compras é devolvido a 100%. 

O Natal já lá vai e as compras foram mais que muitas para os leitores que ofereceram e receberam livros nesta quadra. Para que nada fique por comprar e para que agora que já sabem o que receberam possam comprar a preços bem convidativos os livros que querem ter e que não chegaram com o Pai Natal, eis que a Wook resolveu abrir os cordões à bolsa e lançar a campanha da devolução da totalidade das compras que forem feitas nestes dois dias de Dezembro.

Os livros que entram nesta campanha estão assinalados com o símbolo ,  sendo que as publicações lançadas há menos de 18 meses estão de fora desta oportunidade, tal como livros escolares e de apoio escolar. O valor a ser devolvido corresponderá depois ao preço de venda dos livros incluídos na campanha, estando de fora os restantes e os portes de envio que neste caso serão pagos e não oferecidos como em outras alturas. 

O valor das compras da campanha Devolvemos 100% será atribuído a partir de 26 de Janeiro de 2019 e terá uma validade de 60 dias para poder ser utilizado. 

E hoje é isto... Bom Natal!

presépio natal.jpg

Hoje são mesmo os votos de Boas Festas que ganham lugar também aqui pelo blog. A tradição não existe por aqui em grande forma como na maioria dos lares nacionais, no entanto estes dias são igualmente celebrados, com uma maior calmaria do que para a maioria, é certo, e como um dia quase normal, onde alguns motivos especiais acabam por animar determinados momentos familiares.

 

Natal com Livros

árvore natal livros.jpg

Há uns dias num dos locais onde costumo ir quase diariamente tomar café e levo quase sempre a leitura do momento para me fazer companhia durante um bocado, a empregada de balcão disse-me algo como «para ti não deve ser difícil escolher presentes de Natal, ofereces livros!». Sim, era bom que assim fosse, mas isso não acontece!

Na verdade gostaria imenso de oferecer livros a todas as pessoas a quem ofereço presentes nesta época de Natal, no entanto sei que quase ninguém que me está mais próximo lê como eu. Não tenho leitores por perto como gostaria de ter, não conseguindo influenciar os de casa e os da rua a terem sempre um livro por perto, a conseguirem criar hábitos de leitura e a olharem para os livros como bons amigos que podem andar sempre connosco. Seria fantástico se no momento de fazer as compras de Natal, fosse até ao site da Wook, por exemplo, e pudesse escolher livros para oferecer. Procurar o que mais se poderia identificar com cada presenteado, pelo tema da obra, pelo nome, pelas personagens ou pela mensagem que cada narrativa passa a quem lhe pega com agrado e vontade de embarcar em novos mundos e vidas. 

Já ofereci livros quando sei que vão ser lidos! Infelizmente e como sei que nem sempre vale a pena optar por esse caminho, opto por não oferecer literatura por saber que não lhe vão pegar como gostaria que o fizessem. Seria tão mais fácil se todos conseguissem olhar um pouco mais para os livros, para os grandes clássicos ou somente para os tops nacionais, mas que lessem com agrado e não quase por obrigação em alguns momentos das suas vidas. 

Amor Ocasional | Série Netlix

amor ocasional.jpg

A fama das comédias francesas no cinema é das melhores. E se colocarmos a mesma qualidade que é imprensa na grande tela numa série cuja primeira temporada tem oito episódios que são vistos num ápice e com agrado? Cheguei assim até à série Amor Ocasional, uma produção da plataforma Netflix.

Amor Ocasional é assim uma comédia romântica passada em Paris e onde a vida de três amigas é contada com todas as peripécias das suas relações amorosas. Protagonizada por Zita Hanrot, no papel de Elsa, uma jovem mulher que perde a ideia do amor perfeito e desiste de procurar a verdadeira paixão na sua vida. Só que as suas duas amigas, Charlotte, Sabrina Ouazani, e Emilie, Joséphine Drai, não desistem de ver o terceiro elemento do grupo sozinha e com isso e com as melhores intenções do mundo do seu lado, acabam por contratar um acompanhante para se fazer passar por uma forte paixão para Elsa. Só que, tal como é esperando neste estilo de produções, os planos inicialmente previstos não correm como planeado e a contratação acaba por ganhar outros sentimentos por esta jovem que deambula sozinha pela sociedade. 

Comentadores de Excelência

comentários.jpg

O ano está a terminar e deixem que vos diga que estes últimos doze meses foram bem compensadores em termos de feedback que foi surgindo em termos de comentários e reações pelo blog e pelas redes sociais ao longo deste tempo. 

Como todos vocês que passam por aqui são importantes para o desenvolvimento e crescimento do blog, tenho a agradecer por estarem desse lado, uns com passagens esporádicas, outros mais presentes de forma quase diária, sendo que o importante é passarem com gosto para regressarem. Existem depois os que passam e deixam a sua marca e nesse campo foram mais de cem reações e mais de mil e quinhentos comentários para os quais contribuíram. Neste processo foram vários os nomes/nicks que foram deixando a sua marca n' O Informador. Entre eles, o top dez que vos deixo onde constam os comentadores mais presentes no blog ao longo de 2018.

O Sal da Vida | Helena Sacadura Cabral

o sal da vida helena sacadura cabral.jpg

Título: O Sal da Vida

Autor: Helena Sacadura Cabral

Editora:  Clube do Autor

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Outubro de 2018

Páginas: 216

ISBN: 978-989-724-452-0

Classificação: 3 em 5

 

Sinopse: Ternas, irreverentes e por vezes com final inesperado, as novas histórias de helena Sacadura Cabral revelam os diversos caminhos em busca do amor e da felicidade.

Reais ou ficcionadas, são fragmentos de vidas que mostram a riqueza do quotidiano e a importância dos afetos; são o espelho da nossa sociedade inquieta e refletem a firme convicção de que todos podem ser donos do seu próprio destino.

 

Opinião: Helena Sacadura Cabral reúne em O Sal da Vida histórias reais e inéditas onde se juntam espaços de ficção num romance de crónicas escritas ao longo do tempo e que foram ficando para agora poderem ser lançadas num livro onde o amor, a perda, a saudade e a felicidade ganham destaque. Para Helena Sacadura Cabral estas memórias tinham de ser contadas com o pretexto de que «Viver é muito mais do que existir. É lutar para ser feliz, amar e ser amado.» e é assim que O Sal da Vida surge junto do leitor.

Começando por mostrar os Encontros e Desencontros que a vida nos vai colocando pela frente ao longo do tempo, são vários os relatos próprios e ficcionais dados a conhecer de forma simples, sem criar ilusões e com um significado único. Cada linha deste livro é falada, relatada como se a autora estivesse a divagar para si própria, sem criar desenhos literários para que o texto venha a ficar com uma maior perfeição e um estilo gramatical mais elaborado. Não, em O Sal da Vida existe verdade, existem relatos tal como são pensados e não criando grandezas que só tendem a piorar o que realmente importa para quem está do outro lado, o leitor. Dos Encontros e Desencontros passamos para as Encruzilhadas da Vida onde os inesperados acontecem e há que manter as forças para ultrapassar cada ponto negativo que se nos atravessa pela frente. As perdas e os problemas na vida de Helena e as criações para ajudar a reforçar este capítulo são reais, são possíveis e podem acontecer a qualquer um. Visitamos posteriormente As Datas que nos Marcam e percebemos que como todos nós existem os bons e os maus momentos, onde existem datas que podem ser celebradas mas também as que ano após ano nos deixam mais cabisbaixos porque alguém partiu e aos 84 anos de idade Helena Sacadura Cabral sabe bem o que é a perda de pessoas de quem ama mas que continuam bem presentes na sua vida através de memórias e recordações que permanecem consigo e perante os seus olhos. As peripécias recriadas em Contado, Ninguém Acredita e finalmente Construir um Caminho para a Felicidade são os últimos pontos a serem desfiados por esta magnifica mulher que sempre luta pelo bem-estar interior e também de quem está ao seu redor. 

Pág. 1/3