Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

31.12.17

Literatura | Preferidos de 2017


O Informador

2017 foi o ano em que um maior número de obras literárias me passaram pelas mãos e pelos olhos. Li quarenta livros de forma completa, e quem segue o blog regularmente já deve saber que mesmo que não goste não deixo uma leitura a meio. Além de continuar a acompanhar vários autores de que gosto, percebi que é na novidade e desconhecido que tenho também de fortalecer a leitura, ganhando novos conhecimentos através dos diferentes estilos cada vez mais usados pelas obras lançadas. Agora que 2017 termina, faço um balanço literário, elegendo os três livros que mais me chamaram a atenção entre as quatro dezenas que me fizeram companhia.

 

Em primeiro lugar tenho a destacar, sem qualquer dúvida no momento da escolha, um livro documentário que me fascinou do início ao fim. É Isto que Eu Faço, de Lynsey Addario, onde uma foto jornalista conta através de imagens e através de uma escrita fluída e sincera a realidade que enfrentou ao longo de anos em que viveu entre destroços de guerra por vários continentes, enfrentando inúmeros contratempos e colocando a sua própria vida em risco. Este é dos melhores auto retratos que li até hoje, percebendo a crua realidade que é descrita pela autora que não se deixou levar por palavras bonitas como forma de embelezar o que verdadeiramente quis contar. É Isto que Eu Faço é a realidade que muitos viveram pelos quatro cantos do Mundo, entre batalhas e o que restou após os grandes conflitos gerados pelas grandes potências. Esta obra marcou-me, sendo um verdadeiro prodígio literário para quem gosta de perceber quem está do outro lado da barricada e vive os momentos dramáticos pelo amor à profissão.

30.12.17

Citações | 21 | Facebook


O Informador

Rede social que parecia ter-se tornado omnipresente, omnipotente, possuidora de todos os segredos, promissora de todas as alegrias, vistosa, mentirosa, anjo da guarda, alcoviteira, psicanalista, jornalista, conselheira, vendedeira, câmara de vigilância, álbum de recordações, máquina do tempo, analgésico, estupefaciente, amiga e inimiga. 

Cláudia Cruz Santos, em Nenhuma Verdade se Escreve no Singular

30.12.17

Cansaço descuidado


O Informador

men.jpg

Aos poucos começo a notar que os dias de pausa no trabalho levam-me a tirar do armário roupas descontraídas, mais largas e que por vezes nem conjugam entre si. 

Andar melhor arranjado de semana, na maioria dos dias de sapatos, camisa e tentando fugir das calças de ganga leva-me a esquecer um pouco o aprumo nas pausas, vestindo aquelas camisolas largas com capuz e desenhos, trocando os sapatos pelos ténis mais antigos e usando o casaco mais baldas que encontrar. Começo a perceber cada vez mais quem tem este comportamento desde sempre, deixando o aprume no armário e virando um modelo desleixado que não tem cuidado com a forma como sai há rua. 

A descontração desejada após uns dias mais arranjado torna cada vez mais lugar em fins-de-semana de descanso e onde a preocupação é somente aproveitar cada hora sem criar grandes planos porque é necessário fazer uma pausa, desfrutar do momento, ficar esticado a ver uma série ou a colocar a leitura em dia, dentro ou fora de casa.

Em casa e com o tempo mais fresco o momento aconselha a ficar estendido na cama ou sofá, com um chá e umas bolachas por perto e deixar que as horas ditem de sua justiça, sem elaborar, mas deixando que o corpo se deixe levar pelo cansaço e desfrute das pequenas paragens e momentos para descansar. Noto que estou a ficar cada vez mais preso à ideia do «fazer pouco ou nenhum» quando não estou a trabalhar, querendo desligar um pouco do dia-a-dia semanal que acaba por ser rotineiro e por fazes pouco estimulante psicologicamente. 

29.12.17

Cuidados com Marcelo


O Informador

marcelo rebelo de sousa.jpg

Marcelo Rebelo de Sousa foi operado a uma hérnia umbilical e a imprensa continua louca atrás do nosso Presidente SuperStar.

Estando a recuperar sem problemas e dentro da normalidade, Marcelo foi operado no Hospital Curry Cabral, em Lisboa, e a imprensa nacional não deixa o hospital para que possam fazer diretos quase de hora a hora e estarem sempre atentos ao boletim clínico do Presidente da República. 

Será que se tivesse sido Cavaco Silva operado enquanto lider nacional os jornalistas estariam tão interessados no seu estado clínico para fazerem tanta reportagem e diretos com a finalidade de dizerem mais do mesmo?

Nota-se a paixão que a imprensa nutre por Marcelo e os repórteres que acompanham diariamente os passos do Presidente devem adorar toda a azafama que o professor cria de dia para dia, alterando a sua agenda e levando a tropa toda atrás.

Marcelo é o Presidente SuperStar que Portugal nunca teve e a mudança que provocou em Belém tem levado a que o seu nome seja um dos mais procurados em termos noticiosos ao longo do ano. Agora hospitalizado continua a fazer notícia e a ser todo o centro das atenções. 

29.12.17

Sr. Alberto dos palavrões


O Informador

Um direto televisivo tem sempre o risco de situações caricatas acontecerem sem qualquer filtro, que o diga Isabel Silva que ao apresentar o programa Somos Portugal ouviu, tal como milhares de portugueses que assistiam ao programa em casa e no local, o que não era desejado. 

O Sr. Alberto de Aveiro esqueceu-se que estava em direto e ao telefone, por ter sido premiado para receber um dos valores a serem sorteados ao longo do programa, acabou por proferir várias palavras menos próprias para com a sua esposa. Dizendo e repetindo, o telespetador mostrou em direto o que se vive no seu dia-a-dia, com um discurso tão baixo que acaba por causar vergonha alheia pela maneira como as pessoas se conseguem tratar umas às outras em pleno século XXI. 

28.12.17

Curtas e Diretas | 107 | Molha Parvos


O Informador

Hoje as minhas saídas à rua, de casa para o carro, do carro para o trabalho e vice-versa, foram todas com um pouco de chuva, em modo molha parvos. Uma chuvinha daquela que parece não ser nada mas que acaba por fazer das suas. Andei debaixo de chuva molha parvos umas oito vezes ao longo do dia e quando estava debaixo de telha percebia que os pingos desapareciam. Na verdade é preciso até ter sorte para não ser molhado pela natureza!

28.12.17

Gémeas de Luciana ganham novos nomes


O Informador

luciana abreu e daniel souza.jpg

As gémeas de Luciana Abreu e Daniel Souza nasceram no passado fim-de-semana como um presente de Natal para o casal e os nomes das pequenas foram revelados pela imprensa logo depois. Mas agora o casal revela que afinal Lamour e Lavie têm outros nomes, semelhantes e com a mesma originalidade que os primeiramente conhecidos, mas com nova entoação.

Amoor Viktória e Valentine Viktória são assim os nomes oficiais das gémeas da cantora que já se encontram registadas. As novas manas Viktória juntam-se assim a Lyoncé e Lyannii, frutos do casamento com o jogador Yannick Djaló.

Luciana mostra-se irritada com os nomes que a imprensa revelou primeiramente por não serem os corretos, mas a mim mais me parece que Lamour e Lavie poderão não ter sido aceites no momento do registo das crianças e por isso a alteração para Amoor e Valentine. 

28.12.17

Os Tamagotchi estão de volta


O Informador

Lançado em 1996 no Japão, os famosos Tamagotchi fizeram as delícias de milhões de crianças em todo o Mundo, existindo a ideia de que foram vendidos mais de 82 milhões de exemplares. Agora, após uns bons anos esquecidos, os Tamagotchi estão de volta ao mercado mundial para tentarem conquistar as novas crianças e mesmo os agora adultos que passaram horas a cuidar dos seus animais virtuais. 

Já tendo sido lançado no Japão através de aplicação móvel e chegando à Europa no início de 2018, os Tamagotchi estão assim de regresso para colocarem meio Mundo a cuidar do seu animal virtual como se fosse real, existindo os cuidados para com a comida, as horas de dormir, higiene e até os momentos de brincadeira.

Nos tempos modernos o Tamagotchi será assim o companheiro presente no telemóvel, sendo mais um jogo interativo que levará milhões a passarem horas a cuidar do seu animal virtual de estimação, a cores, com novas interações e quem sabe com possibilidade de visitarem os animais vizinhos para brincadeiras em comum.

27.12.17

Atual leitura | Nenhuma Verdade Se Escreve no Singular | Cláudia Cruz Santos


O Informador

nenhuma verdade se escreve no singular.jpg

Cláudia Cruz Santos lançou o seu primeiro romance, Nenhuma Verdade Se Escreve no Singular, após a publicação de várias obras jurídicas, mas manteve nesta nova área literária o gosto pelo Direito, tendo criado em Amália, a personagem central desta narrativa, uma juíza que concretizada profissionalmente mas com várias questões sobre os caminhos que a justiça tem tomado. Amália tem na sua vida pessoal a solidão e embora rodeada de amigos, conhecidos e interesseiros, a determinado momento percebe que é necessário mais para seguir em frente, necessitando de alguém para apoiar e sentir ao mesmo tempo o pilar que recusou ao longo dos anos em que a profissão ficou com todo o papel principal dos seus objetivos. É nesse ponto que enquanto leitor encontramos Marta, a jovem adolescente que surge na vida de Amália para a alterar para sempre. 

É esta a minha atual leitura, num livro lançado pela Bertrand Editora e que à primeira vista parece querer mostrar que ninguém consegue ser feliz sozinho. Dentro de dias revelar-vos-ei um pouco mais sobre esta história de aprendizagem e amor.

Pág. 1/7