Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

06.11.16

As Rochas


O Informador

as rochas.jpg

Autor: Peter Nichols

Lançamento: Julho de 2016

Editora: Marcador

Páginas: 384

Classificação: 4 em 5

 

Sinopse: Procura descobrir um segredo com décadas: qual terá sido o acontecimento misterioso e catastrófico que levou à separação de dois noivos em lua de mel, em 1948, de uma forma tão repentina e definitiva que nunca mais voltaram a falar-se, embora ficassem a viver na mesma ilha por mais 60 anos?

E de que forma, tantos anos mais tarde, a sua história influenciou o romance, ao estilo trágico de Romeu e Julieta, dos seus respetivos filhos? 

Centrado num conhecido alojamento de férias à beira-mar e nos seus hóspedes glamorosos que desfrutam da boa vida, do vinho, do sol, do sexo e das festas, esta é uma dupla história de amor que começa com um mistério que se vai adensando década após década.

A escrita de Peter Nichols, autor de vários bestsellers, está impregnada de um grande conhecimento da alma humana, mas também do seu particular humor, e captura na perfeição este mundo de personagens charmosas, complicadas, mal-comportadas - com todas as suas falhas, manias, sofisticações e desejos genuínos. 

O resultado é um enredo agridoce, inteligente e romântico sobre como a interpretação da verdade pode ser poderosa - e como um mal-entendido se pode arrastar irremediavelmente durante décadas.

 

Opinião: Um romance que nos conta o final antes mesmo de toda a revelação para que uma bela história de amor pudesse terminar antes de acontecer. O enredo criado por Peter Nichols é relatado do presente para um passado, tudo para que o leitor acompanhe aos poucos o que gerou o afastamento ao longo do tempo de dois seres apaixonados, que sempre viveram na mesma ilha, mas cujo destino fez com que o amor se desvanecesse através de mal entendidos. 

As Rochas centra-se no seio de uma pequena aldeia piscatória, com um alojamento local como pano de fundo. Um casal separado e a remoer para não se cruzarem. Começamos num presente onde filhos e netos existem, convivem mas não sentem a bênção, sem perceberem a razão, dos mais velhos, e aos poucos vamos caminhando por caminhos vividos, pelo recuar no tempo, percebendo assim o que terá acontecido para que os eternos apaixonados se mantenham de relações cortadas e tenham seguido as suas vidas na companhia de outras pessoas ou da solidão. O que terá acontecido na verdade em 1948 para que em lua-de-mel o fim tenha acontecido para só em 2005 voltarem a aproximar-se num momento final?

Através de uma escrita simples e prática, Peter Nichols conta de forma bela, romântica e inspiradora este romance cuja beleza mediterrânica serve como pano de fundo a relações de gerações, a vidas que se cruzam e a falhas que perduram. Envolvimentos imprevistos, ódios esporádicos, conversas cortadas, amizades destruídas, aparências ficcionais e corações estilhaçados são os ingredientes de As Rochas que prendem o leitor.