Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

27.09.16

Recebe-me


O Informador

Recebe-me.jpg

Autor: J. Kenner

Lançamento: Julho de 2016

Editora: Topseller

Páginas: 304

Classificação: 3 em 5

 

Sinopse: Ela nunca pensou que fosse perder o controlo da sua vida, mas o desejo dele levou-a à loucura. 

«Parte de mim acha que o devo seguir - que devo ir atrás dele e tomá-lo nos meus braços, segurando-o depois como se fosse uma criança, beijando-o e murmurando palavras doces até a dor desaparecer. Agora, as coisas mudaram. E desta vez é de mim que ele está a fugir.» 

Poderoso, ambicioso e extraordinariamente sexy, Jackson Steele era diferente de qualquer outro homem que Sylvia conhecera. Ele sempre teve tudo o que quis na vida e quando foi a jovem o alvo do seu desejo era óbvio que esta não conseguiria resistir-lhe. 

Tanto Jackson como Sylvia têm segredos, e as histórias do passado ameaçam seriamente o presente de ambos. A redenção chega na paixão e no desejo que os une, mas será isso o suficiente para que Sylvia se entregue plenamente a este homem poderoso? Será ela capaz de confiar em alguém pela primeira vez?

 

Opinião: Pela primeira vez na minha história literária peguei num romance erótico e parti à aventura por este estilo que é seguido maioritariamente pelo sexo feminino. Recebe-me, da autoria de J. Kenner, foi a obra que me conduziu pelos meandros de um romance que pensei que tivesse bem mais cenas eróticas. Afinal de contas o que Recebe-me tem a mais que um qualquer romance de outro autor que não coloca na descrição dos seus trabalhos o título «erótico»? Nada!

Recebe-me conduz o leitor pela vida de Sylvia, apaixonada por Jackson, e reflete assim uma relação tão normal como qualquer uma outra. Amor, gestos românticos, consolo, sacrifícios, invasão e chatice são os pilares deste amor que nem sempre parece ter o mesmo peso entre os seus dois protagonistas. Existirá espaço na verdadeira paixão para a mentira e omissão de factos? Os problemas terão de ser resolvidos entre quatro paredes numa longa noite de sexo? O passado conseguirá intervir com o presente?