Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

A Minha Vida com George

10
Dez15

a minha vida com george.jpg

Autor: Judith Summers

Data: Julho de 2008

Editora: Editorial Presença

Número de páginas: 248 páginas

Classificação: 3 em 5

 

Opinião:

Uma morte abana o seio familiar que se deixa cair num pesadelo em que a vida parece ter tudo de negativo. Isto até chegar a casa de Judith e do jovem Joshua o cachorro cavalier king charles spaniel que promete desde o primeiro impacto alterar a rotina de mãe a filho, criando a partir daí uma necessidade de ambos não só sobreviverem à morte do pai de família como também vivendo e alterando a sua vida devido ao novo companheiro do lar. A Minha Vida com George é daqueles romances que só toca e é entendido junto dos leitores que têm companheiros de quatro patas a viver dentro de quatro paredes com os humanos de uma família tecnicamente normal. 

Quando encomendei esta obra por estar em promoção não tinha o Tomé na minha vida e as semanas foram passando e o livro acabou por não ser lido, passando meses e talvez até mais de um ano sem lhe pensar sequer em pegar. Agora que o Natal está próximo e o carinho por um canino tem despertado o interesse por este tipo de obras reais misturadas com ficção onde os animais também podem ser os protagonistas, lá peguei na primeira experiência com a leitura de Judith Summers e confesso que gostei.

A autora fala na primeira pessoa para o leitor, contando as suas aventuras antes e depois de ter o George na sua companhia. A convivência com o filho, a família, os amores, a vizinhança e até os cães do bairro ganham destaque nesta obra doce, de fácil leitura e onde a percepção de todos os acontecimentos é real. Um cão tem sentimentos e os seus donos quando são humanos com cabeça e noção de que um animal de estimação não é um brinquedo que se pode deitar ao lixo devido aos problemas causados pelo modo irrequieto do animal ou só porque uma pessoa que aparece mais tarde acaba por não simpatizar com o elemento familiar de quatro patas que já tem o seu espaço em alguma casa só mostram que os animais são tão ou mais importantes que as pessoas que por vezes nos acabam por magoar ao longo do tempo. 

Uma atracção de amor entre o George e a família que o acolheu é relatada desde os primeiros momentos em que tudo parece começar a complicar até aos anos finais em que a doença aparece, os problemas vão surgindo e os acidentes de percurso vão marcando etapas que são vividas como se mais um filho existisse. 

As escolhas de 2015

10
Dez15

O universo de blogs Sapo em 2014 elegeu os melhores em várias categorias do ano. Este ano passo o segundo Natal neste universo sapiano e fui um dos seleccionados para eleger na categoria de Teatro.

A escolha recaiu em Cyrano de Bergerac, o espetáculo protagonizado por Diogo Infante no início do ano onde a guerra se cruza com a frustração de um amor não correspondido. Uma produção muito bem conseguida dentro do panorama nacional e que mostra como o teatro está de bom saúde e recomenda-se entre nós! Para além disso o que dizer da excelente prestação de Infante no palco? Um dos melhores, sem dúvida alguma!

Eis O Melhor de 2015 nas mais diversas categorias!

Lá vem o Natal!

10
Dez15

Estamos a 10 de Dezembro, faltam catorze dias para a entrega dos presentes de Natal acontecer e não comprei um único. Falta comprar para a ... para o ... para a..., a ..., o ..., a ..., o ...

Na verdade ainda não fiz bem as contas do que tenho para comprar e nem pensei no que quero oferecer a cada pessoa! Os próximos dias terão serões virados para o espírito natalício, já que terei de enfrentar os centros comerciais, os supermercados e as multidões loucas que têm medo que o mundo esteja à beira do final e que aquele presente ideal fique por comprar!