Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

23
Nov15

Como poupar na Cultura

O Informador

PT_Attractions.png

Quem não gosta de passear, mergulhar na cultura do seu país e, acima de tudo, adora Lisboa? Caso a tua resposta seja positiva, segue-se uma lista com uma dicas culturais a ter em conta...

Atualmente está cada vez mais difícil ter acesso a grande parte da cultura feita no nosso país. A equipa do ComparaJá.pt fez uma breve lista de sítios ou locais a visitar sem ter que despender (muito) dinheiro, podendo desta forma, guardar o mesmo para aquelas despesas fixas ao final do mês.

 

Cinema

Durante o Verão, tem várias zonas de Lisboa, patrocinadas pela Câmara de Lisboa, que promove o cinema ao ar livre e que na maioria das zonas, a entrada é livre, sujeita a lotação.

Para além deste tipo de iniciativas, os sortudos podem sempre contar com o famoso cartão “mágico” da NOS, que confere ao titular, filhos ou cônjuge, usufruir de dois bilhetes ao preço de um, ou então um bilhete e menu que contempla, uma bebida e pipocas para a sessão.

Para quem tem tempo e gosta, os passatempos de ante-estreias ocorrem todas as semanas por vários espaços da web, normalmente à terça e quarta-feira. Ao participar nos variadíssimos passatempos, ficas habilitado a um convite duplo, isto é, terás dois bilhetes de forma gratuita. Como sabes um bilhete de cinema varia entre os 6€ e os 8€; caso ganhes o tal bilhete duplo, irias ter uma poupança aproximada de 15€.

 

Teatro

O Teatro é provavelmente das áreas de cultura mais caras que existe em Portugal, seguidas da música e pintura. Rara é a peça de teatro, cuja entrada seja menos de 12€. A melhor forma de tirar partido deste tipo de cultura é aproveitar os descontos que uma série de entidades parceiras conferem aos titulares dos cartões (por exemplo: cartão Lisboa Viva, cartão jovem, maiores de 65 anos, desempregados com comprovativo, etc). Por vezes é pena, a cultura não funcionar como os supermercados e, poder acumular os descontos.

23
Nov15

Envelhecer com calma

O Informador

Lá fora a chuva batia, o vento fazia-se sentir e o som comum das conversas de quem passa não existia! Cá dentro a cama servia para me aconchegar na manta, a televisão passava episódio atrás de episódio de Scandal e o ecrã do telemóvel ia ligando com novos alertas das redes sociais. O Inverno chegou de vez e é tempo de ficar em casa a aproveitar o que sabe cada vez melhor!

Ouvir o mau tempo que se faz sentir na rua, saber que o frio veio para ficar por uns dias e ter tudo à mão dentro de quatro paredes sem ter de sair é perfeito. Comer o que ajuda a aquecer, ficar enrolado nas trouxas quentes, apreciar a ficção nacional e internacional, ligar-me ao mundo pela internet, possuir livros e acima de tudo descansar o corpo e a mente são os bens essenciais que por estes dias mais se aprecia.

banner mrec exames nacionais e provas de aferição

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Comentários recentes

Pesquisar

Atual Leitura
Top mais vendidos Wook