Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

França

13
Nov15

image.png

As primeiras notícias surgiram ao final do jantar e agora, quando o dia já estava praticamente terminado e preparava-me para deitar após um pouco de leitura e televisão, eis que os diretos televisivos começaram a surgir sobre o estado de emergência na capital francesa. Ataques em salas de espetáculos, centros comerciais, restaurantes e pelas ruas sucedem-se, causando o pânico e aglomerando mortos e feridos por toda a cidade de Paris. Como tudo pode acontecer de um momento para o outro numa sociedade onde se assistia ao jogo França X Alemanha, uma banda atuava e o cidadãos viviam as suas rotinas como todos nós.

Estou um pouco em choque, lembrando-me neste momento do fatídico 11 de Setembro, quando após o almoço me preparava para sair de casa e fiquei agarrado ao que estava a acontecer ao longe e foi sentido por todo o mundo.

Neste momento os olhos estão postos em França e acredito que estes atentados terroristas tão conectados entre si não se ficarão por aqui, trazendo várias consequências consigo para os próximos tempos para os franceses e para todos os europeus que voltam a ganhar novos medos.

França, Japão ou TAP?!

13
Nov15

Em França existiu um tiroteio com vários mortos como resultado final. No Japão um sismo de 7.0. E em Portugal a preocupação do dia é a venda da TAP onde a direita seguiu em frente e a esquerda quer precisamente o contrário. Logo agora que todos iríamos viajar na recém-privatizada empresa para um outro país da Europa ou pela Ásia é que também tudo tem de acontecer por terras internacionais!

Uma realidade de Prolongamento

13
Nov15

Será que a TVI precisa de criar reality shows polémicos para subir as suas audiências de líder quando no TVI24 tem um Prolongamento tão aguerrido? Com Sousa Martins ao leme e um trio de comentadores desportivos, as discussões são lançadas semana após semana e a cada programa que passa a guerra vai aumentando. 

Pedro Guerra está até agora sempre no centro de todas as atenções por conseguir provocar e gritar sem deixar os seus companheiros explicarem o que quer que seja. Vamos lá Zé de Pina e Manuel Serrão atacar a grande frente de batalha que não se cala nem por nada!

José Carlos Pereira, a surpresa

13
Nov15

Sempre tenho achado que José Carlos Pereira não é um ator de minha apanha, cumprindo, tendo o carinho do público, principalmente do feminino, desde que se estreou como protagonista em Anjo Selvagem há uns bons anos. A vida profissional como ator tem estado sempre na mó de cima, de mãos dadas com a TVI de onde não saiu até aos dias que correm e onde estará pelo menos em 2016. Esta semana o Zeca surpreendeu no palco do Teatro da Trindade através da estreia da peça Allo Allo, inspirada no sucesso televisivo de outros tempos. A razão da surpresa?

A razão desta surpresa ter acontecido recai mesmo no facto de José Carlos Pereira ter uma das personagens mais complicadas devido aos problemas físicos e de fala e do ator ter conseguido agarrar os trejeitos necessários para desempenhar este capitão Herr Flick em muito boa forma. O galã da TVI prova em palco que afinal o ator que somente tem cumprido televisivamente consegue fazer muito mais e bem se lhe derem personagens que possam ser exprimidas, retirando-o da área onde sempre o tentam encaixar, o eterno menino rico que nutre uma paixão por uma das belezas femininas da trama.