Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Maluca ao balcão

19
Ago15

Ruas antigas do centro de Évora! Um restaurante com sete ou oito mesas para servirem refeições! Um casal, ela ao balcão e ele na janela da cozinha! Entro no estabelecimento a pensar que seria ali que íamos jantar no serão de Sábado! As mesas estavam quase todas ocupadas com pessoas à espera para comerem! A senhora discutia com o marido em português e francês! A mesma senhora quando me viu espetou-me o dedo a sinalizar que já não havia espaço para nós pelas vinte e uma horas para comer! Uma faca na mão, um pão para ser cortado, uma má criação, uma discussão, as pessoas a olharem e eu a voltar para trás para ir a outro local!

Caçar não é tourear

19
Ago15

Quando se fala sobre touradas existe quem se insurja e defenda o que abomino. Aquilo não é arte, é um ato cultural e que percorre as nossas tradições há vários séculos, no entanto o que se passa dentro de uma arena não é um momento de animação e muito menos de sobrevivência obrigatório do humano face ao animal. Isto é simplesmente uma introdução para o tema de que quero mesmo falar, a caça que é comparada por quem está do lado neutro das touradas. Quem consegue comparar o ato de caçar ou pescar com a merdalha do que se passa em tantas arenas do país?

Não critico quem é caçador ou passa horas e horas a olhar para uma cana de pesca em espera que algo lhes caia na rede. Quem caça e pesca como um ato desportivo é algo que não compreendo, agora quem o faz e depois consome o que foi apanhado ao longo das horas é perfeitamente aceitável. O humano vai à caça como um animal mais feroz para comer, não fazendo disso um espectáculo que os inúteis não pensadores vão aplaudir como se fosse uma grande festa de boas-vindas a algum rei que está de passagem pelo local.