Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Uma questão de Sapos

24
Mar15

Nos últimos tempos tenho detetado que ao comentar outros comentários deixados pelos textos que tenho partilhado pela minha própria página que a dificuldade em que o meu comentário seja aceite existe! Erros atrás de erros só porque não utilizo um email do universo Sapo, estando a usar a minha conta do Hotmail para entrar e sair do blog e usar o mesmo para receber tudo o que diz respeito a este meu cantinho na internet.

Serei o único a sentir estas dificuldades ou isto será uma conspiração contra a minha pessoa? Vou aos outros blogs e consigo comentar na perfeição sem me aparecer qualquer erro. Quando é no meu espaço é esta treta por causa do email e a explicação para tal sucedido parece não existir! Esta situação acontece tanto via computador como telemóvel, por isso não é do sistema de navegação nem nada que se pareça, é mesmo algo contra o Hotmail e a favor do Sapo. 

Obrigado pelos 3.400!

24
Mar15

Dois anos e meio depois desta aventura de blogger ter começado, O Informador atinge os 3.400 comentários, isto um mês após a mudança para o universo Sapo ter acontecido, reforçando o que havia a fazer a solo e desemparado do mundo dos blogs pelos últimos tempos.

Obrigado a quem tem estado desse lado, pedindo agora que todos estes comentários se dupliquem, continuando a aumentar pelos próximos meses. O blog é uma ocupação de tempos livres a que me tenho dedicado ao longo deste tempo e assim irá continuar a ser, não escondendo que fico grato por ter a atenção que tenho conseguido obter por quem me segue, pelos visitantes diários ou esporádicos e mesmo das pessoas que me conhecem para além desta página. 

Conseguiremos atingir os 4.000 comentários este ano? Quero acreditar que sim! Eheheheh!

Curiosidade pessoal... Monopólio

24
Mar15

Monopoly.jpeg

 

Com a notícia de que as avenidas e ruas de Lisboa vão entrar no grande mundo do Monopólio, surge-me há memória a estreia do jogo de tabuleiro aqui por casa!

Antes já jogava este tão famoso jogo com os amigos mas pedi aos meus pais para me comprorem o meu, aquele que seria mesmo meu. Lá tive a sorte de o receber em alguma época especial, não me lembrando exatamente quando, e fomos estrear o jogo em familia, comigo em modo criança todo contente. Eis que quando poucos minutos de ter distribuido o jogo acontece o que não queria mesmo ter visto...

Um adulto que bebia café, familiar de um familiar, consegue entornar a sua chávena cheia por cima das notas do jogo! Não chorei, embora tivesse uma vontade enorme de começar a gritar e fazer birra naquele exato momento. Todos tentaram de imediato enchugarem as notas, que ficaram manchadas para sempre e eu só queria sair daquele espaço com o meu jogo, aquele meu jogo que tanto pedia e em que logo conseguiram provocar várias manchas.