Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Boa estreia de The Money Drop

31
Mar15

Anunciado como o programa que irá daqui a uns tempos destronar a liderança de uma década de O Preço Certo, The Money Drop estreou e venceu! Quem diria!

Não acreditava que o novo concurso apresentado por Teresa Guilherme nos finais de tarde da TVI conseguisse chegar e liderar na sua primeira emissão, acreditando que isso ficaria para daqui a umas semanas ou mesmo meses. The Money Drop não só liderou como atirou o seu concorrente mais direto, o programa de Fernando Mendes para a terceira posição no horário. Com um rating baixo, as três apostas de final de tarde dos canais generalistas sempre baixam os seus valores com a mudança de hora, talvez por isso esta estreia ter acontecido precisamente na primeira semana deste novo horário de Primavera/Verão.

Conseguirá Teresa Guilherme manter e elevar a sua posição no horário que dá acesso aos principais serviços noticiosos do dia? A luta começou bem, o programa terá de manter-se como está, ter concorrentes engraçados e que alinham na estratégia do jogo e a aposta tem de ser contínua. 

Estreia com resultado positivo mas veremos como as coisas correrão a partir de agora!

Recordar é viver!

31
Mar15

Por momentos surgiu-me no pensamento o tema A mula da cooperativa, de Max, e das péssimas figurinhas que fiz em criança perante a família a cantar e interpretar este tema! Hoje vejo que fiz grandes figuras e por isso todos riam e achavam graça às minhas cantorias e danças deste tema.

Uma criança com talvez uns sete anos, uns dentes a menos, uns óculos de tamanho gigante e um esqueleto franzino numa só pessoa, eu eu! Esse ser magricela e sem jeito que interpretava do início ao fim A mula da cooperativa, repetindo a proeza junto de avós e tios quando os papás achavam que era engraçado eu poder dar um pouco do meu show caseiro perante a família!

Que vergonha que senti em relembrar este mau momento do passado bem longínquo e que acabou por me marcar, uma vez que nunca mais esqueci certas imagens de mim próprio a dar às pernas e aos braços enquanto entoava que a mula deu dois coices no telhado...

Uma semana recheada de pausas!

30
Mar15

Esta semana será diferente por estas bandas! Ontem, Domingo, dia de folga, como sempre! Hoje, Segunda, foi dia de trabalho! Amanhã, Terça, será novo dia de folga, aquela que é rotativa! Quarta e Quinta serão dias de trabalho para que na Sexta possa ficar em repouso novamente! Sábado será o último dia laboral antes de entrar de férias por uma semana! 

Por agora quase que poderia dizer que ando a trabalhar dia sim dia não, ficando as queixas para com tanta pausa de lado! Todas as semanas deveriam ser assim, com uns dias de trabalho a menos e pausas aqui e acolá, ajudando a passar um mês de forma bem mais rápida!

O novo concurso da Tété

30
Mar15

The-Money-Drop-Entre-a-Ganhar-798x350.png 

Vista como a rainha dos reality shows em Portugal, Teresa Guilherme pediu à TVI um outro formato para apresentar no futuro. A direcção do canal querendo manter a apresentadora dentro do seu lote de estrelas concedeu-lhe o desejo e trouxe para Portugal, pela mão da produtora Endemol, o concurso The Money Drop, que tem andado a percorrer a Europa com várias edições de sucesso. O que dizer da estreia da aposta da estação de Queluz aparece já de seguida...

Um formato diferente do habitual no canal que raramente aposta em concursos e quando o faz opta por algo mais soft. Desta vez o concurso escolhido subiu de categoria, elevando-se para um estilo de cultura geral aliado à boa disposição e nervosismo. Com uma apresentadora que dispensa apresentações e que adapta-se ao estilo de programa pretendido, The Money Drop começou bem, tendo gostado desta estreia, embora ache que ainda tenha um longo caminho a percorrer para conquistar em definitivo.

O formato é bom, foge ao que tem sido feito, é um risco para o final de tarde mas acaba por reunir bons elementos que podem elevar a audiência. Confesso que fiquei preso ao ecrã nos momentos em que os alçapões estavam a ser abertos para perceber se os pares de concorrentes perdiam tudo, ficavam com menos dinheiro ou se continuavam com toda a quantia na questão seguinte. 

Irritações

30
Mar15

Um bom motivo que me tem andado a irritar pelas últimas semanas são as pessoas que não percebem qual o seu lugar dentro de um grupo, seja ele de que estilo for! Será que não conseguem encarrilhar sobre quais as suas funções dentro de um núcleo que já estava construído e onde alguém chega com uma função determinada e da qual não consegue desenrascar-se?

Viverem como sombras, perseguir o próximo só simplesmente porque não percebem o seu lugar e qual o método que têm de adoptar para as coisas correrem bem tem sido de colocar os cabelos em pé de qualquer um! Um grupo é constítuido por vários elementos, tendo cada qual o seu lugar e espaço para se demarcar dos outros, criando o seu canto e o seu método com vontade própria e diretrizes que possam ser fornecidas. 

O que acontece com os não reagiveis? Andam por aí, sem perceberem que são demasiadamente inconvenientes e que acabam por se tornar cansativos com as suas histórias massacrantes e conversas de cháchá. Qualquer semelhança entre um humano e uma lapa é qualquer mera coincidência em vários e tantos casos que andam por aí!

Jardim despido de vez!

29
Mar15

Alberto João Jardim.jpg

Alberto João Jardim foi despido de vez do seu cargo que parecia ser para a vida! Tanto fez, tanto prometeu, tanto falou que agora chegou ao fim um longo mandato. Miguel Albuquerque entrará para o seu lugar a partir de agora, dando a cara pelo Partido Social Democrata na Madeira. 

Poderíamos dizer que o antigo rei vai nu e está mesmo! Ele brincou, praguejou e gargalhou e agora será a vez dos novos todos poderosos que irão achar que mandam e desmandam num povo de seguirem um novo caminho pelo arquipélago, deixando todos os polémicos mandatos de Jardim para trás.

Reacção comovente

29
Mar15

Criança.jpg

Criança confunde câmara com arma e rende-se perante fotógrafo.

Um fotojornalista viu uma criança render-se quando se preparava para tirar uma fotografia. O caso aconteceu na Síria e a fotografia do momento já se tornou na imagem do conflito.
Ao ver a máquina do fotógrafo, a criança pensou que se tratava de uma arma e, instintivamente, levantou os braços em gesto de rendição.
Segundo conta o Huffington Post, o repórter, que tentava retratar a realidade das crianças sírias num país oprimido pelo regime de Bashar al-Assad, afirmou que nunca imaginou que a criança pudesse pensar que ele lhe estava a apontar uma arma.

TVI24

Infelizmente é esta a realidade dos nossos dias pelo mundo! É triste, bastante triste até, mas é a pura das verdades, tal e qual como existe. O medo de uma criança perante o terror que lhe é imposto diariamente é algo absolutamente transtornador que não consegue ter sequer explicação para tão grande irrealidade. 

Pág. 1/12