Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

E o mais mediático é...

21
Fev15

The-Oscars-2015.png

A poucas horas da grande noite dos Óscares 2015, eis que os filmes mais mediáticos que estão na corrida já estão escolhidos e ordenados pelo seu desempenho pelos meios de informação online em todo o mundo.

Num estudo Cision e através de notícias, artigos e comentários partilhados pelo mundo da internet, chega-se à conclusão que se o prémio pelo mediatismo existisse na grande noite do cinema, o troféu seria entregue a The Grand Budapest Hotel, do realizador Wes Anderson. A película contou com mais de 127 mil publicações, tendo no seu encalço Boyhood e Birdman com 113.006 e 106.516 artigos respetivamente. Pelos lugares seguintes ficaram The Imitation Game, American Sniper e The Theory of Everything. 

A estreia de Empire

21
Fev15

São muitas as séries que passam pelos ecrãs televisivisos mundiais, no entanto a mais recente estreia no canal FOX Life tem qualquer coisa de especial, percebendo-se inteiramente o sucesso que tem vindo a alcançar pelos Estados Unidos onde de episódio para episódio o seu número de espetadores tem subido para valores recorde. Empire chegou a Portugal e conquistou!

Música, fama, sucesso e invejas dentro de um seio familiar são as armas para conquistar nesta produção tão bem cuidada onde nem a moda escapa junto das personagens. Com características impares em cada personagem, uma fotografia excelente, cuidados de guarda roupa únicos e uma forte presença da atualidade, Empire é aquele drama sexy que une a música com os problemas familiares pela conquista do poder. 

Lucious Lyon lidera um império musical e tem de escolher o seu sucessor. Os três filhos competem pelo lugar de rei do hip hop onde grandes impérios se constroem e destroem em família. Um verdadeiro enredo familiar, onde um casal milionário e separado luta pela conquista dos três filhos, de formas bastante complicadas e conflituosas. Terrence Howard assume o protagonismo da série, mas é Taraji P. Henson que maior empatia me criou logo pelas suas primeiras cenas.

Posso dizer que há muito que uma série não me conquistava assim logo pelos seus primeiros episódios e com Empire a empatia aconteceu logo de início, com a primeira cena musical que abriu alas e explicou os motivos que estão por detrás do que se irá desenvolver de ali em diante pelo centro da empresa outrora familiar e agora com uma grande presença no mercado.