Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

30
Nov14

Alenquer, Presépio de Portugal

Presépio de PortugalA vila de Alenquer entra agora na sua fase natalícia e este ano o evento apelidado por Presépio de Portugal tem uma programação de luxo! O Natal está à porta e o lema deste ano das iniciativas do município está em torno da solidariedade, história e tradição.

O Mercado de Presépios, as iluminações especiais, festas, ceias e jantares solidários, concertos, teatro, programas televisivos, uma grande concentração de reis magos, aventuras pelo presépio, exposições, contos de Natal. Tudo isto e muito mais tem vindo a ser preparado pelo Município de Alenquer para que as próximas semanas sejam bem festivas e levem a população alenquerense e visitantes da vila a presenciarem bons momentos com muita animação e festividades próprias da época. 

Alenquer Presépio de Portugal tem uma programação bem especial este ano! Sejam bem-vindos à vila solidária deste Natal!

Presépio de Portugal

30
Nov14

Onde andam as correrias?

Nesta época do ano o mundo parece andar louco, com as correrias natalícias pelos centros comerciais, sempre em busca do presente ideal para um familiar ou amigo próximo. Em 2014 o ambiente natalício parece estar resfriado e a confusão que costuma iniciar-se a meio de Novembro ainda não tomou lugar!

O dinheiro é pouco e embora não se fale tanto como há uns tempos da crise, o que é certo é que ela existe e muitos daqueles que têm direito ao subsídio de Natal ainda não o receberam. No entanto no passado isso também acontecia e o entusiasmo nas lojas e superfícies comerciais sempre foi existindo. O que se passará desta vez para se estar com um maior receio e a deixar tudo para a última da hora?

As grandes marcas estão com fortes campanhas publicitárias de forma a atrair o consumo! As promoções estão lançadas, os apelos chegam por todos os lados e mesmo assim as coisas parecem estar frouxas e bem mornas. Compras de Natal este ano parecem estar reservadas para os últimos dias e ai será ver tudo o que é estabelecimento conhecido e com qualidade a encher-se para servir não só para comprar os últimos presentes mas sim todos aqueles que não foram comprados com a antecedência de outros tempos. 

O que se passa para as correrias natalícias ainda não terem começado? Será que agora a partir do início do mês tudo mudará e as confusões aparecerão? Acredito que a massa populacional se comece a fazer sentir com uma maior intensidade, no entanto existe desta vez bastante vergonha, talvez derivada do mau tempo que se tem feito sentir, de apostar e levar para casa os sacos recheados com poucos ou muitos mimos para os mais próximos!

Bom início de Natal para todos é o desejo por aqui! Vamos às compras ou preferimos os presentes que não têm preço?!

29
Nov14

Custa a engolir?

Custa a engolir? Bebe Yoggi

A Yoggi voltou em força ao mercado e a sua nova campanha promocional já está nas bocas do mundo. Então «custa a engolir?» A questão está lançada e se existe quem acha que o que custa é engolir sapos, como os vídeos mostram, a minha tradução para esta forma de revelar que a marca está viva e recomenda-se é um pouco mais porno-erótica.

Os bloggers certinhos da nossa praça quiseram e mostraram uma versão tão light sobre os novos anúncios da Yoggi que até dão dó. A Pipoca mais conhecida da nossa praça fez um autêntico texto de promoção ao #custaaengolir falando em sapos e nas várias situações desconfortáveis do que custa a aceitar ou a descer pela garganta. Os comentários ao texto não se fizeram esperar e foi ver todos a terem receio sobre se têm assim uma mente tão travessa que lhes colocou uma ideia tão diferente da Pipoca, revelando o que acharam deste título da marca da Nestlé com comentários como «Opá a minha mente deve ser muito porca...» e «É só a mim que o "custa a engolir" sugere outras coisas??? Ahahah», entre muitos outros...

A Yoggi quer mesmo estar nas bocas do mundo, no entanto para uma marca antiga de iogurtes líquidos que também é consumida por crianças, o «custa a engolir» cai mal, mas quem pensou nesta estratégia de divulgação lá terá as suas razões para tal aposta!

Fiquem agora com os primeiros episódios desta saga e partilhem a vossa ideia sobre tal questão colocada pela marca. Vá, não sejam tão betinhos como as dondocas dos outros blogues.

https://www.youtube.com/watch?v=u8uDgFljmbEhttps://www.youtube.com/watch?v=R1-cxDu1K5Mhttps://www.youtube.com/watch?v=tpswvwMDJGohttps://www.youtube.com/watch?v=UlPoXJx39KIhttps://www.youtube.com/watch?v=9wX8it2lgaM
28
Nov14

Alexandre e o Terrível, Horrível, Nada Bom, Péssimo Dia

https://www.youtube.com/watch?v=5T-mnVVxtT4

Alexandre é um menino prestes a completar 11 anos de idade que sente que tudo está contra si no mundo. Num filme sobre a chancela Disney, Alexandre e o Terrível, Horrível, Nada Bom, Péssimo Dia é mostrado como um hipotético dia de aniversário se pode transformar numa catástrofe familiar onde todos correm riscos de serem mal sucedidos e o aniversariante fica de mãos a abanar no seu dia especial.

Tudo corre mal a Alexandre, os seus amigos não querem aparecer na sua simples festa de aniversário, a família encontra-se ocupada com tantos problemas que se esquece de si, mas eis que no meio de tanta confusão tudo acaba por se compor, levando o jovem a acabar o dia animado, ao lado das pessoas de quem gosta e com uma grande festa celebrativa que por pouco não termina com uma nova tragédia hilariante. Será que tudo acontece à personagem interpretada por Ed Oxenbould para que este sinta que as coisas más só lhe acontecem a ele?

Um filme para ver e descontrair, sem os grandes alaridos de um texto elaborado e das películas que deixam a sala a pensar. A Disney sabe bem como entreter o público com os seus filmes de animação e quando toca em atores reais não desafina e consegue seguir a mesma linha das películas animadas, surpreendendo e ajudando a passar o tempo.

Vale a pena descontrair um pouco com Alexandre e o Terrível, Horrível, Nada Bom, Péssimo Dia!

28
Nov14

Reacção inesperada

Andei durante vários dias para contar aos meus pais que no início do ano tudo se está a preparar para que passe alguns meses a trabalhar e viver pela zona de Faro. No início do ano tive um mês em Vila do Conde, também em trabalho, e em equipa. Desta vez as coisas não se vão passar de forma tão rápida e ficarei sozinho, falando de pessoas que já conheço, com uma nova equipa durante algum tempo, ficando a viver por lá, num local que irei escolher. Se andava a adiar contar que ia ficar um pouco longe, a reacção que tiveram acabou por surpreender.

Achei, e era esse o meu receio, que quando contasse que iria viver uns meses para o Algarve, ficando a morar sozinho, que tivesse que enfrentar as armas todas poderosas da opinião da mãe. No entanto e depois de explicar o que ia fazer tudo foi tão bem aceite que até senti que não estava a falar com os pais com quem tenho vivido ao longo destes anos.

Cresci, já sinto necessidade de ter o meu espaço e acredito que esta ida temporária em trabalho para longe de tudo e todos me vai ajudar a dar o passo para que quando voltar siga em frente com a vivência fora de casa dos pais, começando a ter o meu espaço, as minhas coisas, o meu canto...

A reacção da minha ida foi inesperada, no entanto fiquei contente por não ter de ouvir isto e aquilo, sabendo no entanto que quando a data da primeira partida tiver para acontecer que as criticas, opiniões e avisos vão aparecer. Coisas de mãe galinha e de filho mimado!

Pág. 1/10