Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Banner billboard da campanha 50 livros com 50% desconto
25.09.14

Isto sim são banhos públicos!


O Informador

Desafio todos os leitores a visualizarem o vídeo que se segue sem se rirem! Eu não consegui!

https://www.youtube.com/watch?v=8ymwfTyM-H4&src_vid=-eBWoy_yods&feature=iv&annotation_id=annotation_2908487141

Diz-me se conseguiste enfrentar o riso e partilha este vídeo que me deixou com um sorriso nos lábios! Ahahahah! Estes são os verdadeiros banhos públicos, aqueles que dão vontade de rir até cair, como acontece com a maioria das pessoas que foram filmadas e protagonizaram estes minutos bem caricatos!

25.09.14

CRIAS, cinema em ponto pequeno!


O Informador

cartaza4_crias2Em Abril o Teatro Turim, em Benfica, Lisboa, iniciou as exibições dos ciclos de cinema com a iniciativa Bobine Rebellis, agora será com o projeto CRIAS que estas sessões serão retomadas através de curtas-metragens portuguesas para crianças!

No CRIAS o cinema é dedicado ao público infantil e juvenil, mostrando as produções nacionais aos mais pequenos. Marta Ribeiro e Joana Peralta são as duas jovens realizadoras que elaboraram este projeto com a finalidade de divulgar o cinema independente e emergente do nosso pais às futuras gerações de espetadores, estando a convidar pais e filhos a visitarem o espaço lisboeta pelos fins-de-semana de Outubro! Como de pequenino é que se torce o pepino, é importante criar hábitos culturais às nossas crianças, estando este projeto a incentivar os bons costumes entre os mais novos.

Destacando os filmes de escola e realizadores emergentes, serão as produções de Regina Pessoa, Joana Toste e José Miguel Ribeiro a terem destaque no CRIAS ao longo dos seus dias de exibição. Com sessões ao Sábado pelas 18h00 e ao Domingo pelas 15h00, as crianças pagam 3€, estando os bilhetes dos adultos a 4€. No entanto e quem optar pelo bilhete familiar, serão 10€ para dois adultos e uma criança.

O CRIAS estará pelo Teatro Turim ao longo dos fins-de-semana de Outubro e a organização deixa o convite a todas as famílias para mostrarem o que de bom anda a ser feito pelo cinema nacional!

24.09.14

Espada que Sangra, o vencedor!


O Informador

Vencedor Espada que Sangra

No dia 13 deste mês lancei um passatempo com a finalidade de oferecer um exemplar do livro Espada que Sangra, da autoria de Nuno Ferreira. Agora chegou o momento de revelar o nome da pessoa sorteada para receber esta obra em sua casa pelos próximos dias!

Através da parceria com a Chiado Editora lancei este passatempo de uma das suas mais recentes obras, tendo terminado o prazo para as participações acontecerem e chegado a altura de revelar o nome sorteado. Foi através do sistema random.org que seleccionei o número vencedor, tendo obtido o 71, tal como pode ser visto na imagem, o que traduzido pela ordem dos comentários revela que tenha sido a leitora Cristina Lima a ganhar o exemplar de Espada que Sangra. A vencedora irá receber um email para que os seus dados sejam fornecidos e com a finalidade do seu prémio poder ser enviado dentro de poucos dias! Parabéns!

A todos os participantes agradeço por estarem desse lado e convido-vos a continuarem com O Informador porque novas oportunidades como esta estão sempre a aparecer! Parabéns à vencedora e até já a todos!

espada que sangra

SINOPSE:

“A palavra dos homens teve muito crédito, em tempos idos. Mas quando a soberba e a sede de poder e glória moldam o comportamento humano, a mentira torna-se um instrumento para pentear as suas próprias fraquezas.”

Espada Que Sangra é o primeiro volume de Histórias Vermelhas de Zallar, um delicioso cocktail de fantasia, intriga, mistério, suspense, erotismo, aventura e ação, passado num mundo fantástico de civilizações que nos apaixonam a cada página. Zallar é um mundo complexo, onde três continentes lutam arduamente pela sua sobrevivência. No Velho Continente existe uma terra almejada há milénios, desde os tempos em que os medonhos Homens Demónio dominavam a região: Terra Parda, onde as cidades-estado são chamadas de espadas e um minério conhecido por tormento negro tornou possível a existência de armas de fogo. Hoje, são os descendentes dos extintos Homens Demónio quem ameaça as fronteiras desta terra próspera em vegetação, savanas e desertos – os malévolos mahlan. A Guerra Mahlan está prestes a atingir o seu ápice, e agora, tudo pode acontecer. Mas Lazard Ezzila e Ameril Hymadher, reis das principais fortalezas de Terra Parda que viveram um intenso romance na sua juventude, vão perceber de uma forma perturbadoramente selvagem que os seus maiores inimigos podem viver consigo ou partilharem dos seus próprios lençóis.​

23.09.14

Rir com vontade


O Informador

É bom rir e dizem os entendidos que o ato de rir ajuda ao desenvolvimento muscular e também ao bem estar físico. Por estes dias consegui colocar a risota em dia em poucas horas e só posso dizer que é tão bom ter amigos como os meus!

Estando tristes ou alegres, o que conta é estarmos juntos e quando é no momento de rir com piadas espontâneas e conversas secretas de cada um, então aí acredito que somos únicos e que poucos conseguem compreender as verdadeiras razões que tanto nos alegram, muitas vezes sem qualquer sentido concreto. Nem sempre estamos virados para a brincadeira, mas quando o contrário acontece conseguimos rir com a verdadeira vontade do ato, não tendo que forçar ou disfarçar o que nos vai na alma.

Partilhamos aventuras e pensamentos e divertimos-nos assim, com alegria onde tudo pode ser dito ao ponto das dores musculares começarem a surgir só porque o ato é tão acima do normal que não conseguimos controlar as gargalhadas, o choro e o desafio de nos entretermos mutuamente.

Rir com vontade consigo em várias situações mas é com eles que atinjo com uma maior facilidade o clímax da boa disposição! Os amigos têm destas coisas, sem dúvida alguma!

23.09.14

Viagem ao Fim do Coração


O Informador

Viagem ao Fim do CoraçãoViagem ao Fim do Coração foi um livro que conseguiu chegar onde as anteriores leituras não tinham entrado, nos meus sentimentos e inspiração! Ana Casaca, a autora deste romance da Guerra e Paz Editores, inspirou-se numa história bem real de uma blogger, a Rita, que sofreu com o flagelo do cancro e contou os seus dias pela sua página pessoal até ao fim, sendo uma fonte de alegria e esperança para quem vive com o mesmo problema que levou esta protagonista para longe da sua dor solitária. Ana Casaca conheceu a Rita, criou laços com a esperança e tocou nos pontos mais sensíveis da sua vida, relatando através da sua personagem Luísa os momentos pelo qual a sua inspiração passou!

Dando uma lição de vida revoltante sem perder o ânimo, Luísa, a grande heroína de Viagem ao Fim do Coração, não foge da trágica realidade que lhe aparece pela frente, depois de ter lutado pela liberdade de adolescente e jovem adulta com o seu irmão, Pedro, sempre no seu encalço! Depois de perder mãe e pai por situações diferentes e de ter enfrentado o futuro com coragem e sem baixar os braços, no momento em que tudo parece começar a encaixar, o cancro aparece, deixando antever que o mundo iria terminar, não fosse Luísa uma mulher que acredita que tudo é feito por etapas que têm de ser ultrapassadas e derrubadas!

Tendo um assunto cada vez mais comum nos dias de hoje, o cancro, como pilar do mal deste romance, o modo como a doença afecta a vida de quem a tem de enfrentar e de quem rodeia o doente é aqui descrito de forma sublime. Com a realidade estampada nas palavras e sem fugir aos grandes sacrilégios que o tema envolve, Ana Casaca emocionou-me e cativou-me através deste sofrimento silencioso e isolador de quem o enfrenta na primeira pessoa e não só!

A esperança nunca deixou de estar do lado de Luísa que sempre, até ao último momento, acreditou que iria conseguir dar o salto para a sua nova e reforçada vida, aquela que sonhou construir ao lado de Tiago, num mundo só dos dois e onde os malditos diagnósticos não tinham lugar. Num romance com personagens bem reais, com o estilo que adoro absorver num livro onde o amor é o principal atrativo e com o cancro, a palavra que todos tentamos não dizer, sempre presente. Um livro inspirador, revelador e bem real com uma história de amor que podia terminar em beleza porque os dois pilares principais estavam lá, faltou a saúde, aquela que é tão importante para conseguir seguir em frente.

Com uma escrita fluída e onde duas personagens falam na primeira pessoa e a terceira vê a sua história narrada por um outro elemento, o leitor consegue entrar na história, visitando os locais que são percorridos pela Luísa, pelo Tiago e o Pedro, sentindo-me apertado com o romance e a relação de irmãos, com todos os pesadelos que vão passando por estas três vidas ao longo de tão pouco período de tempo, aquele em que o bem e o mal conseguem aparecer de rompante para se abafarem mutuamente e só um levar a melhor.

Um romance onde a vida é descrita como a queremos e como não a queremos! Aconselho vivamente a leitura de Viagem ao Fim do Coração, uma obra que me tocou bastante!

Luísa ainda era uma adolescente. Tiago já era um jovem adulto. Conheceram-se na solidão de uma pequena praia, na margem de um rio. Tinham em comum uma relação familiar traumática. Num caso, o trauma do amor dos pais. No outro, o trauma do ódio dos pais.

Conheceram-se num dia que pareceu conter uma vida inteira. Mas teriam ficado separados para sempre, se a invisível linha de uma doença que rói o corpo e anuncia a morte não os tivesse voltado a ligar, dezasseis anos depois.

Luísa e Tiago podem até redescobrir o amor, mas apenas se a silenciosa presença das metástases não se alastrar aos seus corações.

Viagem ao Fim do Coração é mais do que uma comovente história de amor. É a recriação de um admirável mundo de pais e mães, filhos e irmãos, ódios e amores. Revela os pesadelos de um cancro injusto, mas não abdica do que é humano e essencial, o sonho.

22.09.14

Casais desempregados


O Informador

Este fim-de-semana foram revelados vários dados que mostram que o desemprego em Portugal voltou a subir e que existem um maior número de casais em que ambos estão desempregados. Curiosamente e infelizmente na semana passada um casal, não casados, mas claramente companheiros que partilham casa e vida, inscreveram-se no meu local de emprego e quando estavam a preencher as fichas fiquei pensativo por perceber como será difícil estarem duas pessoas, talvez com os seus fundos de desemprego a terminarem, em situações tão idênticas a partilharem o mesmo espaço, não existindo dinheiro a entrar da forma como é desejada!

Um membro do casal estar desempregado e a receber ajuda do estado e ter o seu parceiro a trabalhar ainda ajuda a controlar as contas e os gastos, agora estarem os dois à procura de emprego, com subsídios mínimos, e a não conseguirem arranjar nada talvez também pelas idades com que estão, é complicado!

Neste momento a empresa não está a colocar ninguém, no entanto aqueles dois seres pareciam mesmo capazes de ficarem a trabalhar, mesmo tendo que aprender o que nunca fizeram, já que como ouvi através de um sussurro, o senhor era mecânico anteriormente e isso nem foi colocado na sua inscrição, mostrando que quer fazer qualquer coisa, desde que lhe ofereçam um emprego.

O desemprego voltou a aumentar, os casais desempregados também aumentaram e os jovens continuam à procura do seu primeiro emprego! Uma realidade pesada que o nosso país continua a atravessar, depois de anos em que a crise apareceu e parece estar a tardar em desaparecer!

22.09.14

Secret Story, o primeiro olhar!


O Informador

A Voz e a Teresa Guilherme abriram as portas da quinta temporada do Secret Story - Casa dos Segredos e claro que eu irei acompanhar porque além de gostar deste tipo de formatos que todos dizem não ver, mas que todos sabem o que se passa, gostei da primeira impressão do elenco escolhido para entrar na casa mais vigiada do país!

Quando digo que gostei do elenco posso, claro está, ferir susceptibilidades porque estas pessoas não são as típicas figuras que gostaria de ter como amigos, mas são as personagens indicadas, com aquele perfil polémico que conseguem agarrar o público deste tipo de formatos, criando barracas e discussões logo pelos primeiros dias, mostrando que ao longo da sua estadia na casa tudo pode acontecer. Não é isto que se quer para com o elenco do Secret Story? É, isto porque se todos fossem moscas mortas e pessoas comuns, o programa não tinha o mínimo de interesse, por essa e outras razões, este é um bom grupo para estar na casa da TVI pelos próximos meses porque a bomba vai rebentar rapidamente!

Uma grávida, um sequestrado e explorado por uma seita, entradas de pais e filhos, o ex-marido de Gisela Serrano com a sua nova companheira, uma quem sabe futura stripper, um espécie de galã massagista com a mania, um esquesitinho e com fetiches pela Teresa Guilherme, um detetive privado, um amigo dos mortos, uma pessoa que foi trocada por uma relação homossexual, uma açoriana com bastante sotaque e que não gosta de fazer nada, um emigrante com a mania, a misteriosa dos sete ofícios, envolvidos com jogadores de futebol internacional, sofredores de coulrofobia (palavra estranha) de palhaços, um falso casal lésbico, um quarteto amoroso a fazer lembrar a história tão polémica do ano passado do trio Érica, João e Diana com segredos de ex e atuais namorados, uma corista pimba, um banqueiro que estará longe dos corações femininos, transtornos obsessivos compulsivos, ressuscitados, envolvimentos extra conjugais, previsões do futuro, agentes secretos da aplicação do programa, uma romena poliglota bem atrevida, uma brasileira futura juíza e um sonhador modelo com jeito para partir pedra! Este é o enredo central da nova temporada da Casa dos Segredos e pela sinopse parece que há muito para explorar!

No que toca aos nomes do elenco, esse é composto pelo Luís M., Liliana, Daniel, Odin, Célia, Ricardo, Daniela, Elisabete, Inês, Bruno, Flávia, Hugo, Sopiya, Cristiana, Fernando, Pedro, Luís C., Agnes, Paulo, Cinthia e o Vítor. Vinte e um concorrentes que começam agora as suas aventuras pela casa mais vigiada do país e a quem se juntarão novos rostos pelos próximos dias!

Um painel perfeito para abanar pelos próximos meses os ecrãs da TVI, os canais dedicados ao Secret Story, a imprensa e os espetadores que gostam de acompanhar este tipo de programas, tal como eu! Fiquei agarrado na gala de estreia e daqui para a frente o canal 13 do Meo, a aplicação do iPhone, os diários e extras da TVI e as redes sociais com os hashtags do programa vão andar a ser vigiados por estas bandas!

«É tudo, por agora!»

21.09.14

Programas da Tarde


O Informador

Daqui a umas semanas os programas que irão tomar conta das tardes dos três principais canais nacionais já estarão no ar e desta vez é caso para se dizer que a Tarde vai estar em força, pelo menos nos nomes, já os rostos que irão disputar o horário não são assim tão fortes em alguns casos. RTP e SIC estreiam o Há Tarde e o Grande Tardem respetivamente, pelos próximos dias, dois novos programas que irão competir com o já fidelizado A Tarde é Sua de Fátima Lopes. Quem levará a melhor neste novo trio de batalha? A apresentadora, a dupla ou o trio? Se por um lado Fátima Lopes já tem o seu lugar de destaque nas tardes da TVI, tendo sido sempre líder desde que assumiu a condução do programa, agora a apresentadora terá novos concorrentes no horário que poderão beliscar os valores que tem vindo a fazer.

Pela RTP Vanessa Oliveira junta-se a Herman José para relançar as horas do lanche pela televisão pública. A apresentadora deixou a SIC, onde trabalhou durante oito anos, para abraçar este novo projeto, arriscando e fazendo o que já devia ter feito há mais tempo, não para a RTP, mas sair do canal que não lhe dava o destaque merecido. A nova dupla das tardes do canal não irá alcançar a liderança pelos primeiros tempos e penso que a escolha do Herman para este tipo de programas diários pode não ser a melhor, no entanto tudo pode acontecer e o apresentador e humorista é um dos melhores rostos da nossa televisão, já tendo provado que se consegue adaptar a tudo o que lhe é proposto. Será que irão fazer uma boa parceria? Aí acredito que sim, embora não veja o primeiro lugar do lado dos dois apresentadores!

Mudando para SIC, ai a conversa é a três e a João Baião irão juntar-se a atriz Luciana Abreu e Andreia Rodrigues. João mudou-se para o canal de Carnaxide como uma grande contratação, pensando-se que iria assumir o horário das tardes a solo e não com duas companheiras de apresentação que não encaixam. Não vejo Luciana Abreu como apresentadora de um formato diário, sendo uma estrela que gosta de dar nas vistas e sem grande jeito para a conversa. Com tantas apresentadoras nos magazines semanais e nos canais temáticos da empresa, qual a necessidade de recorrer a um rosto que é na representação e música que está bem, não tendo que andar a saltitar por áreas que não são as suas, tirando o lugar de alguém que sabe realmente o que é apresentar um programa de conversas e entretenimento? Um erro a escolha da Luciana, como tal não admira a saída da Vanessa para a RTP, quando a sua anterior direcção não aposta em quem deve em detrimento das vedetas da imprensa! Além da Luciana existe a Andreia Rodrigues que volta a ser chamada pela SIC para mais um programa! A apresentadora e namorada de Daniel Oliveira tem sido convocada para vários formatos depois do sucesso da primeira temporada de Gosto Disto, mas o que é certo é que depois do programa que apresentou ao lado de César Mourão, nada mais lhe tem corrido assim tão bem em termos audiométricos para voltar a ser chamada. Não percebo a razão de uma Ana Rita Clara estar somente dedicada ao programa no SIC Mulher quando é uma das melhores da sua geração e do canal, não entendendo também o que leva ao não recrutamento dos outros rostos do Fama Show para outras coisas, sendo sempre a Andreia, a Andreia e a Andreia! Até Merche Romero, que voltou a ser recentemente uma aposta da estação, merecia mais este lugar, mas quando se tem um bom relacionamento com as direcções tudo é possível, não é bem verdade?!

Se na RTP existe uma dupla que entendo e que vai correr bem, já na SIC vejo um trio imperfeito e que parece ter sido feito para um programa especial e que se ficará por aí mesmo. No entanto é a tripla de Carnaxide que acredito que possa fazer maior estragos na sua fase inicial na liderança das tardes da TVI! Será que em Queluz se vão deixar ficar se as novas apostas dos concorrentes correrem melhor que o esperado? Sou defensor que Nuno Eiró já devia estar há algum tempo ao lado de Fátima Lopes na condução do A Tarde é Sua, mas a direcção do canal ainda não percebeu essa parte!

Pelas próximas semanas os novos e o antigo formato já estarão todos em confronto e aí sim, a guerra das audiências nas tardes da televisão portuguesa vai recomeçar!

21.09.14

Ganha o livro Viagem ao Fim do Coração!


O Informador

capa_Viagem ao fim do coracao_300dpi

Dias depois de ter iniciado a leitura de Viagem ao Fim do Coração, posso revelar que este é o melhor romance nacional em que coloquei os olhos pelos últimos meses, estando completamente rendido à história da Luísa e dos seus dois homens, Pedro e Tiago. Numa história inspirada em circunstâncias bem reais, Ana Casaca debruçou-se num percurso de vida onde o cancro resolveu aparecer para escrever esta narrativa tão cheia de amor, paixão e uma grande cumplicidade entre as suas personagens. Desde o início que percebi que este não é mais um livro que se lê e fica na prateleira, sendo uma obra que toca os seus leitores através da sua simplicidade verídica! Estou rendido e pelos próximos dias contarei ao pormenor o que achei de Viagem ao Fim do Coração, no entanto posso dizer que este romance é óptimo, aconselhando-o do início ao fim! Agora vamos ao passatempo, que é para isso que este texto serve mesmo...

Estando novamente de mãos dadas com a Guerra e Paz, tenho agora um exemplar de Viagem ao Fim do Coração para oferecer aos comentadores e leitores do blogue!

Luísa ainda era uma adolescente. Tiago já era um jovem adulto. Conheceram-se na solidão de uma pequena praia, na margem de um rio. Tinham em comum uma relação familiar traumática. Num caso, o trauma do amor dos pais. No outro, o trauma do ódio dos pais.

Conheceram-se num dia que pareceu conter uma vida inteira. Mas teriam ficado separados para sempre, se a invisível linha de uma doença que rói o corpo e anuncia a morte não os tivesse voltado a ligar, dezasseis anos depois.

Luísa e Tiago podem até redescobrir o amor, mas apenas se a silenciosa presença das metástases não se alastrar aos seus corações.

Viagem ao Fim do Coração é mais do que uma comovente história de amor. É a recriação de um admirável mundo de pais e mães, filhos e irmãos, ódios e amores. Revela os pesadelos de um cancro injusto, mas não abdica do que é humano e essencial, o sonho.

Quem quiser habilitar-se a ganhar este exemplar de Viagem ao Fim do Coração que tenho para oferecer basta viver em Portugal, ser seguidor pelo Facebook de O Informador e da Guerra e Paz, partilhando este passatempo pelo seu estado, tendo depois que copiar a frase que se segue e colocá-la como comentário a este mesmo texto.

«Viagem ao Fim do Coração, um livro aconselhado pelo blogue O Informador!»

Este passatempo começa pelas 00h01 do dia 21 de Setembro, Domingo, terminando pelas 18h00 de dia 2 de Outubro! Com a participação validada é só ficares atento porque será logo pelo dia 2 que anunciarei o nome que foi seleccionado através do sistema random.org. O vencedor será também contactado via email, como tal peço que no momento da inscrição os dados – nome e email – fiquem correctos para uma melhor comunicação.

Desejo Boa Sorte a todos os participantes, bons comentários, muitas partilhas e acima de tudo umas boas leituras! E não se esqueçam que este livro vale mesmo a pena!

20.09.14

Escrita e títulos sensacionalistas


O Informador

O tempo vai passando, as coisas vão sendo alteradas mas tenho que admitir que existem factos que não consigo modificar totalmente! Quando comecei a partilhar assuntos e opiniões pelo mundo da internet, quer tenha sido através de sites, blogues ou fóruns, sempre me disseram que criava títulos e escrevia de forma sensacionalista para chamar as pessoas com a finalidade de lerem o conteúdo do artigo. Agora dizem-me que faço o mesmo, embora de forma mais suave, mas com a mesma força!

Não consigo criar um texto e dar a minha opinião sem fazer uma boa chamada de atenção através do seu título e das primeiras palavras que partilho! Não tirei qualquer curso de jornalismo, não andei em workshops de escrita - até ao momento - e o que fui fazendo nesta área das palavras foi aprendido pela escola e com o tempo. Se partilho algum sensacionalismo através dos artigos de opinião que publico, não tenho culpa de ser assim porque isto é meu, foi assim que fui evoluindo e é assim que acho que tenho que continuar a fazer.

O Informador tem seguido a linha do tempo desta forma, sendo direto ou não com as palavras que deixo fugirem pelo teclado do computador ou pelo ecrã do telemóvel. Se tenho um estilo sensacionalista nos meus textos e se sou criticado por isso, só tenho que respeitar as opiniões que estão do outro lado, no entanto mudar não consigo mudar, só consigo ser como sou!

Sensacionalista ou não eu sou assim e não me irei alterar de forma repentina só porque sou criticado por algo que acho que está correcto! Cada um tem o seu estilo e este é o meu!