Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

univseritarios-billboard

4,27g/l de Sónia Brazão

Publicado por O Informador, 27.09.13

Um bom tempo depois e na véspera de Sónia Brazão começar a ser julgada devido à explosão que aconteceu no seu apartamento, surge a notícia que as análises feitas à atriz após o acidente, revelaram que a mesma tinha 4,27g/l de álcool no sangue. Isto não será algo estranho?

Primeiro por tal notícia só aparecer agora, à porta do início do julgamento, e depois porque 4,27g/l não é assim um peso tão leve e com esta percentagem a Sónia já deveria estar em coma. Existem bons motivos dos vizinhos e, por acréscimo, dos advogados de acusação para a Sónia ser revelada culpada deste acidente e tudo leva a crer tal desfecho, sendo titular de um aparente crime, mas será que esta alta taxa de alcoolemia aconteceu mesmo? É que é bem elevada para uma pessoa só, para mais e se bem me lembro, a atriz estava naquele momento acompanhada pela mãe, o que não me parece que seja um motivo para a bebida em demasia aparecer assim do nada.

Um caso que sempre foi estranho, através das suas verdades e mentiras e que talvez, mesmo após o julgamento, nunca se saberá a verdade, tal e qual como aconteceu. A Sónia conta a sua versão e os vizinhos a outra realidade, quem mente e quem omite mais pormenores? Uma incógnita que nem o tribunal conseguirá resolver porque as dúvidas ficarão para sempre no ar, seja qual for o desfecho deste caso!

Cacto mexicano

Publicado por O Informador, 26.09.13

Cacto mexicanoUma oferta inesperada! Um cacto mexicano chegou até mim como um presente amoroso e a ideia é engraçada!

Eu, que nunca fui de gostar de cactos por ter uma relação algo complicada com os mesmos, agora terei de cuidar deste pequeno e com o pormenor de estar equipado como se fosse um autêntico mexicano. Já me piquei, claro está e quando o mudar de vaso mais picadelas irei levar.

Agora uma questão, será que o chapéu, bigode e olhos vão continuar a sobreviver por entre tanto pico ou é melhor retirá-los?

Vendedor na Fnac

Publicado por O Informador, 26.09.13

Não, eu não estou a trabalhar na Fnac, e o que quero dizer com o título que escolhi para este texto é que a partir de agora todos podemos ser Vendedores em www.fnac.pt.

Isto foi uma coisa que descobri ao ir consultar o saldo do meu cartão Fnac, quando me apareceu na minha conta uma área denominada de A minha conta de Vendedor - Gerir a minha conta Vendedor. Oh, o que é isto? Pois, pelo que me dá a entender pela explicação que me foi apresentada, parece-me algo do género dos sites de vendas em segunda mão...

Vender os seus CDs, DVDs, jogos, livros ... ? É possível na Fnac.pt!

A partir de hoje poderá vender os seus produtos novos ou usados na Fnac.pt

  • Pode colocar facilmente os seus produtos online decidindo qual o preço de venda. Não existe sistema de leilão.
  • Colocar à venda os seus produtos é gratuito! Apenas paga uma comissão sobre a venda do artigo.
  • Ser-lhe-á imediatamente enviado um email quando existir uma encomenda de um dos seus produtos.
  • Escolha o modo de pagamento que mais lhe convém: ou imediatamente através de cheque oferta virtual e-Tanto, ou por transferências bancárias automáticas a cada 10 dias.

O Informador ainda não fez a sua conta de vendedor no portal da Fnac, mas existem por aqui alguns videojogos, e não só, com vontade de terem novos donos! Quem sabe...

Rita Pereira e Rodrigo Menezes

Publicado por O Informador, 25.09.13

A imprensa cor-de-rosa tem noticiado que os atores Rita PereiraRodrigo Menezes estão apaixonados e com um romance de algumas semanas. A questão que coloco é... Será que os dois rostos das novelas da TVI estão mesmo juntos em termos amorosos ou tudo não passará de uma estratégia para darem que falar?

Não duvido do amor que ambos possam sentir um pelo outro e uma vez que trabalham juntos e já são amigos há anos, dessa amizade pode muito bem nascer algo mais. O que coloco em questão é que com o facto de ambos serem rostos bem queridos da imprensa que os adora ter como motivo de destaque e devido aos últimos contratempos menos bons que tiveram - a forçada desistência dela do programa Dança com as Estrelas e o caso do quase atropelamento por parte dele a um agente de autoridade - a revelarem algo mau para as suas carreiras, será que este amor não servirá para tapar os comentários e notícias que tem sido atirados pelas páginas da imprensa sobre a vida louca de ambos, onde as noitadas e as polémicas são o grande assunto central?

Eles podem estar apaixonados mas tudo também poderá passar por uma estratégia de ambos, que são amigos, para fazerem esquecer os temas menos bons que têm sido publicados nas últimas semanas sobre as suas vidas, fazendo a imprensa e, consequentemente, o público, falar do namoro e não das polémicas.

Vou ler... O Fim da Inocência

Publicado por O Informador, 25.09.13

O fim da inocênciaConfesso! Quando vi uma colega de trabalho a ler este livro, gozei e perguntei-lhe se ela acreditava mesmo no que estava a ler e se achava que o filho ia fazer e viver algumas das histórias que são contadas em O Fim da Inocência. Agora, e como a curiosidade matou o gato, pedi para que me comprassem este sucesso de vendas nacional, da autoria de Francisco Salgueiro, na última Feira do Livro de Lisboa, no dia em que estava como Livro do Dia. Nos próximos dias esta vai ser a minha leitura!

Alguém realmente sabe o que fazem os adolescentes portugueses quando saem à noite com os amigos?

Inês é aparentemente a menina perfeita. Frequenta um dos melhores colégios de Lisboa, é amiga de filhos de embaixadores e presidentes de grandes empresas. Só que ela e os seus amigos são consumidores regulares de drogas, participam em estranhos jogos sexuais e as suas vidas estão em total descontrolo devido à utilização sem regras da Internet.

Esta é uma história real e chocante que não vai deixar ninguém indiferente.

Terá coragem de ler?

Esta é a mensagem de apresentação de O Fim da Inocência! Eu não sou pai e não tenho irmãos, mas fiquei com curiosidade para saber se o que é contado por Francisco Salgueiro também foi vivido por mim e se os meus primos podem ter certos tipos de comportamentos de que não estamos a imaginar que aconteçam nas suas idades!

Por uns dias irei adoptar esta Inês e perceber como a sua vida pode ter diferenças e semelhanças com a minha quando tinha a sua idade!

13 DICAS PARA PAIS E EDUCADORES PROTEGEREM AS CRIANÇAS E ADOLESCENTES DOS PERIGOS DAS REDES SOCIAIS - Com O Fim da Inocência, a Oficina do Livro está a oferecer este pequeno livro também da autoria de Francisco Salgueiro para os perigos que as redes sociais podem ter junto das crianças e dos adolescentes. 

Lá se foi o rato

Publicado por O Informador, 24.09.13

O PC já está em forma, com a ajuda do noivo da minha afilhada, aquela coisinha que vai casar daqui a uns meses e de quem eu vou ser o padrinho com muito orgulho. Só que, agora que fiquei com um computador limpo, estraguei o rato e andar para aqui com os dedos no rectângulo continua a não me dar jeito nenhum.

Isto sempre me deu algum stress porque desde que tive o meu primeiro portátil que nunca me consegui habituar a este rato que vem incluído e do qual eu nem sei o nome por não ser lá muito entendido do mundo informático. Agora, a minha chamada de normalidade, avariou-se e ando para aqui às aranhas a tentar desenrascar-me com uma coisa que não conjuga comigo!

Sem um ratito normal para me auxiliar nas buscas e pesquisas pelo computador o que me espera agora? Isso mesmo, uma compra de algo novo pelos próximos dias! Isto é que é gastar dinheiro...

A Verdade sobre o caso Harry Quebert

Publicado por O Informador, 24.09.13

A verdade sobre o caso Harry QuebertA Verdade sobre o caso Harry Quebert transporta o leitor para o interior de um livro que conta um romance acabado em tragédia e que foi relatado do início ao fim como um verdadeiro conto de fadas. Um livro premiado, que gostei, mas que teve algumas falhas, principalmente com o nível do texto que deveria estar superior à realidade, uma vez que a história de um autor é contada e o mesmo é considerado um dos melhores da área.

Joël Dicker conseguiu criar uma vila pacata que viu um crime acontecer e todos se calarem ao longo do tempo. No entanto, e anos mais tarde, o corpo desaparecido é encontrado mesmo ao lado da casa do homem que se terá apaixonado pela jovem Nola. A prisão acontece, mas Marcus, o jovem autor e amigo de Harry, o acusado, não desiste de querer mostrar ao mundo que acredita na veracidade do que lhe é contado, fazendo de tudo para descobrir o verdadeiro culpado do crime e dos posteriores desenvolvimentos que as investigações tiveram com outros assassinatos e tentativas de tal a acontecerem. Este é um intenso policial, contado na primeira pessoa, pelos olhos de quem investiga, persegue e tenta perceber toda a verdade, só que as coisas não são assim tão fáceis de provar.

Ao longo de quase 700 páginas, o autor transporta os seus leitores por uma investigação travessa que quando dá a entender que afinal o culpado é uma pessoa específica, algo atira a mira para outro cidadão que também tem razões para ter cometido o crime. Quem será o verdadeiro autor da morte de Nola e por que razão Harry foi preso sem ter culpas no cartório? Questões relevantes que são colocadas, questionadas e posteriormente respondidas ao longo deste romance que deixa qualquer um com vontade de continuar a perceber o que irá acontecer pelas próximas páginas.

O que parece não é e os mais inofensivos e que teoricamente poderiam estar fora destas questões tornam-se os principais suspeitos e só mesmo no final todas as personagens são envolvidas nos crimes e só os verdadeiros culpados são castigados.

Um intenso romance contado em jeito de policial e que consegue captar a atenção dos fãs do género. Comecei a ler, não detectei o verdadeiro assassino e fui suspeitando de várias personagens ao longo da minha leitura. No final tudo me apontava para um desfecho e fui surpreendido, o que me deixou deveras agradado por perceber que o autor me conseguiu enganar através da história que elaborou sobre um autor que conta o romance de um outro. Uma tripla autoria, uma história em andamento e um final inesperado e com várias verdades a surgirem, verdades essas que nem são postas em causa ao longo de todo o livro.

Poderia estar melhor, mas eu fiquei rendido a este género, sendo A Verdade sobre o caso Harry Quebert um livro que consegue agarrar o leitor como Nola conseguiu envolver Harry com o seu amor, mesmo estando contra as leis.