Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Your Story - A Sua História

Uma amiga abraçou há poucos dias um novo projeto pessoal e como a missão de todos nós é partilhar as coisas boas que acontecem pelo mundo, deixo aqui o convite para espreitarem a sua ideia, o Your Story - A Sua História.

O projeto desta jovem atriz e realizadora estudante é convidar todas as pessoas que passam pela sua página a deixarem as suas histórias, criarem um conto, um enredo, para quem sabe poder ver a sua criação transformar-se numa curta-metragem daqui a uns tempos.

Como sempre se diz que não há nada melhor que as próprias pessoas para falarem dos seus projetos, deixo aqui as palavras da J, a menina do Your Story - A Sua História que ainda vai dar que falar com esta sua iniciativa...

AJUDE-ME NESTA EPOPEIA!

Hoje acordei e sabia que tinha de iniciar esta aventura, tenho como missão ler a sua história e inspirar-me nela! Quem sabe não virá a ser o protagonista do meu próximo filme? Ou a sua história servirá de enredo para um outro?Agradeço desde já a todos os AVENTUREIROS que embarcarem nesta aventura comigo. Nada me irá dar mais prazer do que esta partilha de histórias!Quem quiser permanecer anónimo publicarei a história sem nomes ou se quiser apenas partilhar comigo não partilharei com mais ninguém. Basta enviar mensagem ou email!Quero conhecer a sua história! Pequena, média ou grande, romântica, dramática ou hilariante o que interessa é partilhar!

PROCURO HISTÓRIAS REAIS: dramáticas, assustadoras, românticas, tristes, hilariantes, místicas, espirituais...Qualquer história/experiência pessoal que considere suficientemente importante para partilhar.

Acho que o desafio é fácil para quem gosta de escrever, imaginar e criar! A sugestão está feita, agora é só passarem pela página e deixarem as vossas ideias! A sua história pode ser a história de todos nós!

Passatempo - Sobreviventes

O Informador e a editora Guerra e Paz vão oferecer um exemplar do livro Sobreviventes, da autoria de Lúcia Gonçalves e Cristina Freitas.

Nesta parceria com a editora e o Clube do Livro SIC, lançamos assim o nosso primeiro passatempo de 2013. Quem se quiser habilitar a ser o vencedor deste livro só tem que comentar este texto, contando numa curta frase porque gostaria de ganhar este exemplar.

O passatempo irá decorrer de 1 a 4 de Janeiro, sendo que depois no dia 5, colocarei por aqui mesmo o nome do vencedor. A selecção do vencedor deste passatempo vai acontecer através do sistema random.org, e colocarei depois a imagem do número que me saiu, sendo que a ordem dos comentários traduzir-se-à em números. Peço a todos os participantes que fiquem atentos, já que depois o vencedor me terá que dar os seus dados para o posterior envio do livro.

Deixo-vos com os Sobreviventes de Lúcia Gonçalves e Cristina Freitas, num livro de 176 páginas, que quem sabe não poderá estar nas tuas mãos daqui a uns dias!

Sobreviventes

«Quem começa uma leitura destas não desiste mais. Sente-se preso por dentro. Leia, por favor, e sem perda de tempo, que não vai arrepender-se.»

Do Prefácio de D. Manuel Martins

Sinopse

Diz-se que a esperança é a última a morrer.

Sobreviventes é o livro onde a esperança de todos nós volta a nascer.

A partir da série homónima exibida na SIC, Lúcia Gonçalves e Cristina Freitas contam-nos seis histórias dramáticas de portugueses que se viram confrontados com inesperados e trágicos acontecimentos. Homens e mulheres com existências banais e que, em dado momento da sua vida, tiveram de enfrentar decisões críticas. A sua dimensão humana é-nos revelada através das suas lutas interiores, os seus esforços desesperados para se salvarem e, nalguns casos, para salvarem outros. São casos inspiradores e reveladores das capacidades da natureza humana. Os seus exemplos lembram-nos a todos que a esperança, a coragem, a resistência, o espírito de sacrifício são os ingredientes que podem fazer a diferença nos momentos chave da vida de cada um de nós, ou de um país.

Do Prefácio«Li o original palavra a palavra com crescente interesse e até com crescente emoção. Quem começa uma leitura destas não desiste mais. Sente-se preso por dentro.  Sim, agora que vou dizer aos eventuais leitores sobre o livro e matérias nele tratadas? Pareceu-me que o mais inteligente (e mais útil?) seria escrever na página própria este recado: Leia, por favor, e sem perda de tempo, que não vai arrepender-se. Nunca devemos desistir de nada, temos de ser solidários, temos de ter capacidade de chorar, isto é, de compaixão. Julgo que penso bem se concluir que, entre outras, serão estas as mensagens que nos gritam os Sobreviventes.»

D. Manuel Martins

As faturas de 2013

E agora não nos podemos esquecer, vamos beber um café, temos que trazer a fatura, não precisamos de pedir, se os proprietários tiverem a cumprir as regras das finanças. E pronto, agora é que vou acumular ainda mais lixo na minha carteira!

A partir de agora tudo o que adquirimos tem que vir acompanhado do pequeno papel do comprovativo de compra. Acho bem que isto aconteça porque muitos dos pequenos negócios fugiam e bem aos impostos, mas por um lado, se nós nos esquecemos de pedir e as pessoas não nos entregam os talões, que culpa temos?

Estou para ver nestes primeiros tempos quantas vezes vou comprar coisas e não me vão dar a fatura comprovativa da minha compra. Estou para ver se ainda apanho um fiscal à porta de algum estabelecimento em busca de uma multa de início de ano. Estou para ver como vão controlar os negócios das feiras, dos mercados e os vendedores ambulantes. Estou para ver quanto tempo esta transição vai durar, porque isto não vai correr nada bem nestes primeiros meses.

Por mim, que no trabalho pouco muda com este sistema e que só me tenho que habituar enquanto consumidor, não deverá causar grandes problemas, a não ser o de acumular mais papéis na carteira porque me esqueço sempre que os posso deitar fora e não os tenho que guardar religiosamente.

2013 será um ano de mudanças de faturação e terei que andar a receber os papelinhos das novas máquinas registadoras, talvez tenha que arranjar um saco para acumular o lixo.

Pág. 7/7