Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Morangos com Açúcar de regresso

morangos com açúcar.jpg

Dez anos após o final da nona temporada de Verão da série Morangos com Açúcar, eis que a TVI, em acordo com a Amazon Prime Video, acaba de anunciar que a série está de regresso em 2023 com duas novas temporadas - escolar e de verão. Um regresso esperado e que finalmente está assinado!

Segundo avança o comunicado da Media Capital, a produção e distribuição destas novas temporadas da produção arrancam este ano, estando este regresso agendado para o último trimestre do ano num formato semanal onde velhos rostos da série se vão juntar a novos talentos que irão surgir através de um casting aberto que será realizado já no próximo dia 11 de Fevereiro, em Lisboa, tal como sempre aconteceu para as várias temporadas da produção. A série que lançou vários dos atores que fazem sucesso nos ecrãs e palcos nacionais e internacionais está assim de regresso e pretende lançar novos talentos no universo da ficção para os próximos anos. Ao que tudo indica, as gravações da série devem arrancar antes do Verão e a estreia desta primeira temporada de regresso está agendada para o último trimestre do ano na TVI e logo depois a nível internacional na Prime Video. 

José Eduardo Moniz, diretor geral da TVI, que sempre foi defensor deste renascer dos Morangos, mostra-se contente com este acordo, “Estamos muito contentes por ter Morangos com Açúcar de volta à TVI. É parte da história do canal, como um dos formatos mais impressionantes e com mais sucesso da história da televisão portuguesa. Estamos a celebrar 30 anos, portanto, faz sentido trazer de volta Morangos com Açúcar. Este é um compromisso forte, em sintonia com as tendências internacionais. Em parceria com uma marca global, como a Prime Video, acreditamos que Morangos com Açúcar vai ganhar uma nova dimensão a nível internacional e atingir novas gerações, num formato que toda a família vai adorar”. Já Ricardo Carbonero, Head of Prime Video Content ES & PT, assume estarem “Conscientes do impacto que os Morangos com Açúcar tiveram em várias gerações em Portugal, não poderíamos estar mais orgulhosos deste anúncio. Sabemos que é um regresso muito aguardado e, em parceria com a TVI, acreditamos que será um novo ícone para as gerações futuras. Este lançamento é mais um passo na nossa estratégia que combina conteúdos localmente relevantes com êxitos globais”.

Aluguer de veículos: a comodidade ao alcance da satisfação!

phpPBplGG63dd29c58568f.jpg

Assunto recorrente nas conversas em todo o mundo, o mercado de aluguer de veículos vem tendo cada vez mais espaço. Isto porque, tudo depende das condições de aluguer e da quantidade de vezes em que sai de casa, o aluguer pode sair ainda mais barato do que a compra de um carro novo.

Com isto, já existem várias empresas a fornecer este tipo de serviço, disponibilizando modelos de carros e diversidades de valores de aluguer, tudo para que o consumidor alcance o seu objetivo.

Pensando em tudo isto, a empresa de aluguer de veículos Athlon chegou ao mercado e tornou-se num dos líderes europeus em serviços de aluguer de empresas, gestão de frotas e soluções de mobilidade, gerindo mais de 400.000 - quatrocentos mil - veículos alugados.

Vantagens de se ter um carro alugado:

Mas, afinal, porque alugar um carro teria alguma vantagem sobre a compra de um veículo próprio?

A primeira grande vantagem é que, ao comprar um carro novo, além do gasto em adquirir o automóvel, há taxas e seguros que também precisarão de ser pagas. Já com o carro alugado, os gastos são apenas com o valor do aluguer, gasolina e a quilometragem.

Além disto, não podemos esquecer os custos com a manutenção e com os gastos com a gasolina. E no final de tudo isto, é importante que se tenha em mente que a cada dia o seu novo automóvel sofre de depreciação. Isto quer dizer que dia após dia ocorre uma desvalorização do preço do seu carro.

 

Cristina no Parlamento com Pra Cima de Puta

cristina ferreira assembleia.jpg

Aquando do lançamento do livro Pra Cima de Puta, onde Cristina Ferreira relatou e mostrou a violência gratuita da qual tem sido alvo através da internet, a apresentadora e diretora da TVI logo mostrou interesse em levar o debate em diante para que exista controlo sobre o que é dito através das redes sociais.

Na altura foi lançada uma petição contra o ódio e a agressão online, petição essa que seguiu em diante e levou agora, mais de dois anos passados, Cristina Ferreira ao Parlamento para defender e expor a sua ideia do que deve ser feito para a criação de uma Entidade Reguladora para as Redes Sociais. A apresentadora pediu junto da Comissão de Assuntos Constitucionais, Liberdades, Direitos e Garantias que «Devia ser pensada uma Entidade Reguladora das Redes Sociais para que as pessoas tivessem, no mínimo, um local onde se pudessem dirigir caso se sentissem difamadas e injuriadas», reforçando a necessidade da criação de uma estrutura que coloque regras entre a «liberdade de expressão e a liberdade de agressão» que é feita de forma diária através de um ecrã com todo o anonimato que isso implica. 

Cristina considerou relevante que a identificação pessoal devia ser obrigatória no ato da inscrição nas redes sociais, como sinal de se ficar comprometido com o que se venha a dizer, e para que todos possam ficar sujeitos a serem chamados pela justiça quando incorrem num ato de agressão verbal tão recorrente pelas redes sociais. «Se olharmos para muitas das caixas de comentários que hoje em dia estão à nossa disposição de forma livre e aberta, aquele tipo de comentários existe. Se isto acontecesse fora das redes sociais, o que aconteceria? De que forma estas pessoas se poderiam queixar?», referiu a apresentadora que acabou também por colocar no seu discurso a Entidade Reguladora para a Comunicação Social «que, a meu ver, não tem qualquer atividade sobre as redes sociais nem sobre muitos dos sites que pretendem ser noticiosos e que sabemos que não são e só continuam a comprometer todas as leis do jornalismo a fazer noticias insidiosas. Sites que existem no mercado, muitos deles com milhares de seguidores, para que possam ser regulados e até cancelados».

Caixa fechada mas aberta

lidl.jpg

As idas ao supermercado por vezes revelam certas peripécias que contadas nem conseguem ter a sua graça. Então vamos a mais uma... 

Fui ao Lidl aqui da zona, fiz as minhas compras e percebi que estavam duas caixas abertas, com as luzes verdes ligadas como sinal de que os clientes podiam colocar os seus artigos no tabuleiro rolante. Assim fiz, as duas caixas abertas eram as das pontas e aparentemente todas as outras estavam desligadas, de luz vermelha, mas existia uma delas em cuja funcionária estava ao balcão, aparentemente de mau modo, e a indicação mostrava que a caixa estava fechada. Fui para a fila de uma das duas abertas e quando estava em espera fui chamado pela funcionária que estava a olhar sem clientes no seu balcão, coloquei as compras no tabuleiro e ouvi «os clientes preferem estar numa caixa com fila do que serem atendidos por mim», ao que somente porque achei que tinha de responder, «se a luz de informação tivesse ligada seria mais fácil», não obtive resposta e percebi que a luz rapidamente passou de vermelho (fechada) para o verde (aberto). 

Como Matar a Tua Família | Bella Mackie

Porto Editora

como matar a tua família foto.jpg

Título: Como Matar a Tua Família

Título Original: How to kill your family

Autor: Bella Mackie

Editora: Porto Editora

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Julho de 2022

Páginas: 368

ISBN: 978-972-0-03569-1

Classificação: 3 em 5

 

Sinopse: Matar a minha família; Reclamar a fortuna; Não ser apanhada; Adotar um cão.

Eis Grace Bernard: irmã, colega, amiga, serial killer... Grace perdeu tudo. E agora quer vingar-se.

Quando Grace Bernard descobre que o seu pai milionário ausente rejeitou os pedidos de ajuda da mãe moribunda, ela jura vingança e prepara-se para matar todos os membros da sua família.

Os leitores têm um lugar na primeira fila enquanto Grace elimina a família um a um – e o resultado é tão macabro quanto divertido nesta brincadeira maldosamente escura sobre classe, família, amor... e homicídio.

 

Opinião: Como Matar a Tua Família transporta o leitor somente pelo título para a curiosidade sobre o que esta história tem para nos contar.

Logo de início o leitor conhece Grace que começa a relatar o seu estado atual, prisioneira por um crime que afirma não ter cometido. E a partir deste ponto começa o desenrolar de um fio condutor de memórias onde Grace começa desde cedo a vingar-se do seu pai. Esta jovem mulher foi fruto de uma relação fugaz que a mãe teve com um homem milionário e casado, que nunca assumiu a filha fora do casamento. Grace sempre percebeu que tinha um alvo a abater para ver a sua verdade ser honrada, como tal começou a planear como abater os seus principais alvos, os avós, a irmã, a mãe da irmã e mulher do pai, atingindo de forma direta o seu progenitor que foi perdendo os seus pilares familiares com o tempo, até que a missão só estaria concretizada quando este homem ficasse também sem vida. Um a um, todos foram abatidos sem deitar rasto como forma de vingança, no entanto existe alguém que sabe o que foi feito e que acabará por colocar o ponto final nesta história.

Segue-me no Instagram

instagram o informador.jpg

Hoje, o último dia de Janeiro, frio por sinal, como tem acontecido nestas últimas semanas, passo por aqui só para te deixar a lembrança e o convite para que caso não me sigas no Instagram que o comeces, caso queiras, claro está, a fazê-lo. Hoje a mensagem é simples, por isso por aqui deixo o link do meu perfil na rede social para que nos possamos seguir de forma mútua daqui em diante. 

Milhões do palco para o Papa

palco papa.jpg

O tema da semana é sem dúvida alguma o grande palco que irá receber o querido Papa Francisco e seus companheiros de viagem nas Jornadas Mundiais da Juventude que se irão realizar em Lisboa entre os dias 01 e 06 de Agosto deste mesmo ano. Os quatro milhões de euros para o palco, os quase dois milhões para a zona envolvente e a obra segue com todos a falarem e poucos se entenderem. 

Primeiro Marcelo Rebelo de Sousa, se bem se lembram, soltou uma pinguinha quando ficou a saber que iríamos ter as Jornadas em Portugal e que estaria quase certo como Presidente na altura para pisar o palco do evento. Os anos passaram desde o anúncio e ai temos Marcelo Presidente com um lugar de destaque no palco como bem quer e é do seu agrado de estrela nacional. Depois quem liderava na altura o município de Lisboa era Fernando Medina, que agora está ao controlo das finanças do país e parece não estar a gostar dos gastos que Carlos Moeda, o Presidente da capital que o derrotou nas eleições autárquicas, está a fazer. Ora então, Fernando Medina fez panelinha com Marcelo e com a Igreja para trazerem as Jornadas da Juventude até Lisboa e agora que não está ao servido da cidade está desagradado com o valor que as obras estão a ter. O senhor quando esfregou as mãos para dar a notícia ao país de que tinha conseguido trazer o evento para o país achava que iria receber milhares de jovens que irão deixar milhões de euros por cá e que o Papa Francisco iria pisar o palco do Somos Portugal e que iria ter poucos gastos com isso se ainda fosse o líder de Lisboa?

Agora que as obras estão a acontecer, os valores das mesmas são conhecidos, e teremos direito a um palco com uma gigante infra-estrutura na zona do Parque das Nações e que foi pensado para servir para outros grandes eventos pelos próximos anos. A área está a ser requalificada, o espaço vai ficar alterado e com capacidades para receber festivais e grandes momentos nacionais e internacionais que podem render mais uns milhões ao país. Sim, não concordo com estes gastos avultados do país, no entanto o que não consigo perceber é que todos ralham mas todos fizeram com que isto acontecesse, estando a parecer que existe sim um ataque certeiro de várias frentes para com as decisões da equipa de Carlos Moedas que decidiu investir a pensar no retorno que surgirá daí. 

O Curriculum Vitae

cv.jpg

Há uns anos que não atualizo o Curriculum Vitae por não existir necessidade, no entanto e porque talvez este ano de 2023 seja o da mudança se me continuar a sentir desaproveitado na empresa onde trabalho por ser tudo mais do mesmo ao longo dos anos, andei a tentar atualizar o Europass Curriculum Vitae e percebi que a forma de identificação para entrar no portal está ligeiramente diferente e bastante complicada até. 

Fiquei uns bons minutos a tentar iniciar a sessão para utilizar todos os dados guardados na conta e só posso dizer que me senti bastante burro por não conseguir criar uma chave móvel digital em parceria com o sistema do Governo. Tentei de todas as formas, instalei e desinstalei aplicações e nada de nada, acabando por desistir. 

Pelos próximos dias irei fazer novo Curriculum Vitae, pegando no que tenho guardado em PDF e utilizando um novo formato, já que também me deram a dica que o Europass está um pouco ultrapassado para quem procura emprego nos dias que correm. 

Hoje é dia de Momentos Wook

mw-970x250-billboardHoje é o dia! Sim, a Quinta-feira de Janeiro em que os livros andam loucos na Wook, tudo porque os 20% de desconto apareceram ao longo destas vinte e quatro horas em todas as obras publicadas e disponíveis na maior livraria online do país. 

Hoje o lema é encher o carro virtual, fazer o seu pagamento e em breve irás receber a tua encomenda de forma cómoda e sem qualquer trabalho na morada indicada e ainda sem que tenhas de pagar os portes de envio que são totalmente grátis com este desconto.