Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

27
Fev15

Uma Marioneta na Cruz e seu Vencedor


O Informador

Ui! Ui! Ui! Chegou ao fim o passatempo para oferecer um exemplar do livro Uma Marioneta na Cruz, da autoria de Ricardo Lopes e lançado pela Chiado Editora. Como não quero que ninguém espere mais tempo para saber se foi o vencedor, eis que aqui está o texto com o nome do eleito, ou melhor, da eleita!

Quem irá receber esta obra pelos próximos dias em sua casa é a Helena Isabel Bracieira a quem dou desde já os parabéns por ter sido a seleccionada através do sistema automático random.org. A eleita será contactada para que os seus dados sejam fornecidos para o envio do livro!

Uma Marioneta na Cruz.jpg

Sinopse: Os episódios da vida de um psicopata, a sua psicologia e comportamento, são o mote para uma reflexão paralela acerca da condição humana na atual conjuntura sociocultural, a uma voz que, inicialmente não identificada, se descobre tratar-se de José, e estas as suas apoquentações existenciais e psicológicas. Uma construção identitária de princípios e ideologias que posiciona José, na sua senda de emancipação dos ídolos socioculturais, no caminho de uma das ex-namoradas e vítimas do psicopata, Madalena. A relação entre os dois desenvolve-se da amizade até ao amor, numa comunicação recíproca, na qual cada um se expõe ao outro em toda a sua negrura essencial. Um romance que procura recuperar e reconstruir a vontade de poder nietzschiana, numa tentativa de reposicionar, o mais próximo possível, o indivíduo humano da sua condição natural, e reformular as relações interpessoais com base na comunicação verdadeira e sincera, como única via para a afirmação mútua dos intervenientes, o amor como o pináculo da afirmação pessoal.

Ao longo do romance-reflexão vão sendo desconstruídos preceitos culturais relacionados com relações hierárquicas de trabalho e familiares, ascendências paternais religiosas, ideológicas, científicas e como pilares do sistema sociocultural vigente, com alguns aspetos a serem identificados como intemporais. Um ensaio lírico e tendente para ao aforístico sobre família, questões existenciais, história pessoal, relações interpessoais e concretização individual.

A “marioneta na cruz” é, derradeiramente, uma representação da totalidade da cultura humana, uma panóplia de métodos de auto-alienação do ser humano.

Autor: Ricardo Lopes

Data de publicação: Fevereiro de 2015

Número de páginas: 272

ISBN: 978-989-51-3020-7

Colecção: Viagens na Ficção

Género: Ficção

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador

Mensagens

Comentários Recentes

  • O Informador

    Deveríamos convidar os nossos queridos deputados a...

  • O Informador

    Um Primeiro-Ministro a fazer figura de parvo ao te...

  • Anónimo

    Com todo o respeito que tenho pelos animais, que é...

  • Maria

    Concordo em absoluto contigo!Fartei-me de refilar ...

  • O Informador

    Esperemos assim que os proprietários dos estabelec...

Atual Leitura

_________________________________________________________

Parceiros Literários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Espaço Cultural