Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Já tenho um Gekkopod

Comparar as patas de um réptil do Sudoeste Asiático, o Gekko, com o Gekkopod poderia ser uma coincidência, mas não é!

O Gekkopod é um tripé que chegou recentemente ao mercado e quando foi apresentado, através de uma campanha Kicktarter, rapidamente e em apenas 12 horas foi financiado em 657% porque tinha tudo para dar certo. E ele ai está!

Este tripé destina-se a ser utilizado com smarthphones, máquinas fotográficas de bolso, action cam's e tudo o que lhe seja permitido segurar com as sua pega. Com cinco mandíbulas que se adaptam ao jeito de um polvo a qualquer superfície, seja ela uma rocha, um tronco ou mesmo numa mesa plana, por exemplo. O Gekkopod é feito com 80% de silicone e 20% de liga metálica e está atualmente disponível nas cores Preto, Verde, Roxo, Rosa Camuflado e Azul bebé que brilha no escuro se anteriormente seja exposto à luz. 

Ao preço de 16,90€, a embalagem do Gekkopod contém além do produto em si, um parafuso universal para usar com diversos equipamentos e o adaptador escolhido (Smartphone, GoPro ou Pacote Completo). Pode ser adquirido ainda um comando com funcionalidade Bluetooth que permite tirar fotografias à distância com um clique e sem precisar de recorrer ao temporizador do telemóvel. O que no caso de adquirir o Full Pack já está tudo incluído sem ser necessário adquirir peças soltas. 

Velhinho iPhone4S

iphone4s.jpg

O meu velhinho iPhone4S anda mesmo a dar as últimas, agora então que estou mais livre e dou-lhe um maior uso está em coma profundo não tarda nada. 

Quando compramos um telemóvel novo a sua bateria dura três ou quatro dias com um uso normal. Um ano depois já só conseguimos aguentar o telemóvel com carga umas vinte e quatro horas. Quando o aparelho atinge os dois anos começa a ficar tudo estragado. Agora imaginem quando já passaram mais de trinta e seis meses. Ah pois é! Nada aguenta tanta pressão, tanta aplicação, tanta mensagem escrita, todos os e-mails, chamadas e fotografias!

Neste momento ando a carregar o telemóvel pelo menos, e digo pelo menos porque existem dias em que tem de ser mais, duas vezes ao dia. Mal desbloqueio o aparelho lá se vai uma pequena percentagem da carga. Se uso a câmara então... Upa! Upa! Upa! As redes sociais ainda se vão safando sem gastarem muito bateria, tirando o Instagram que parece uma devoradora de energia.

O renovado Nokia 3310

nokia 3310.png

Quem não se lembra do eterno Nokia 3310, um dos telemóveis mais vendidos de sempre, aquele telemóvel que caia e não se partia, servia como martelo e durava, durava, durava?! Até a bateria era duradoura até mais não!

Uns bons anos depois, eis que o Nokia 3310 está de regresso marcado com o re-lançamento agendado para este ano e com as novidades dos tempos que correm incluídas. 

A promessa é ressuscitar o telemóvel por 59€, com as características de outrora e com um toque de atualidade, tal como pode ser visto nas imagens. 

De 2000, data de lançamento do Nokia 3310, até 2017 muita coisa mudou no mundo dos telemóveis, mas existem coisas que marcam e este modelo foi um deles. Quem não teve ou não sonhou ter na altura um dos melhores telemóveis do mercado?

Falhas na atualização de Landlord

Há alguns meses que jogo via telemóvel Landlord, o Monopólio virtual, só que nos últimos dias do ano fizeram-lhe uma atualização que até ao dia de hoje (já passou mais de uma semana) os erros continuam a persistir sem existirem ideias de quando volta ao normal. Foi dada a informação que estavam em fase de resolução mas até ao momento poucas foram as falhas a ficarem resolvidas. Confesso que já estou a ficar um pouco farto de jogar a meio gás, logo eu que sou de me fartar rapidamente do que me começa a chatear!

MEO ou Vodafone? Ajudem-me!

Faço pressão com a MEO para me baixarem o preço do pacote ou mudo para tudo para a Vodafone. Vou passar a explicar a situação...

Televisão, internet e telefone fixo sou cliente MEO Satélite e ASDL respetivamente. Telemóvel sou cliente Vodafone. Pelo serviço MEO pago na totalidade 48,98€ e na Vodafone 3,99€ por semana com chamadas e mensagens grátis para todas as redes, 5Gb de internet e outros 5Gb de Youtube, não descontando pelas redes sociais. Agora a Vodafone Fibra chegou à aldeia e poderei pagar 28,90€ por televisão, internet e telefone ou 56,90€ se juntar o telemóvel.

O que devo fazer? Mudar totalmente e tudo para a Vodafone ou fazer pressão com o MEO, já que agora existe uma opção mais barata na zona, para me baixarem os preços do pacote que tenho e que até me agrada e ainda talvez migrar também o telemóvel? Estou tentado a questionar o grupo MEO para me manter cliente com novos preços dentro do que a concorrência pratica e só caso não consiga entrar em acordo saltar e mudar para a Vodafone.

Não falo aqui da NOS porque os preços praticados são praticamente os mesmos com a MEO, como tal não entra neste questão porque a mudar para igual não vale a pena. 

Comprar novo telemóvel!

samsung apple.jpg

Dois anos e meio passaram desde que comprei o último telemóvel, o iPhone4S, e a mente começa a pedir que em breve um novo aparelho seja adquirido.

O atual ainda mostra sinais para durar uns meses, no entanto a sua principal tecla real começa a dar problemas por não funcionar em vários casos à primeira, o que nem sempre acontece, só uma vez ou outra. Deverei então começar a pensar seriamente na aquisição de um novo iPhone ou estará a qualidade da Samsung tão elevada para me fazer saltar o lago e apostar na marca que já experimentei em tempos, gostei e noto grande evolução?

Na verdade tanto a Apple como a Samsung estão bem apetecíveis e com preços equivalentes, o que não ajuda no momento de escolha. Por um lado queria continuar no mundo da maça trincada, mas por outro as mais recentes novidades da concorrência estão tão atrativas que piscam fortemente o olho! Design excelente, conteúdos perfeitos, imagem real e uma qualidade alcançada em vários pontos entre as duas empresas que estão no topo da preferência dos consumidores e mostram que é esse mesmo topo que querem continuar a merecer. 

Um jogo que vale a pena!

Landlord é o meu jogo de telemóvel do momento! Acedendo à localização do jogador, este jogo de estratégia permite comprar locais que existem na vida real e por onde passamos no dia-a-dia. Compramos e depois vamos ganhando o aluguer consoante as pessoas vão passando pelo local em tempo real. 

Um jogo fácil, sem gastos necessários e onde uns ligeiros cinco minutos diários servem para alimentar o vício e conquistar território, avançando ao mesmo tempo de nível.

Convido-vos a experimentarem o Landlord AQUI e acreditem que quem gosta de jogar nos tempos mortos mas não tem paciência para esperar que os outros o ajudem, este modo de poder conquistar o mundo através da compra e venda de ações fictícias mas inspiradas na realidade é o ideal!

Atores sem respeito!

Incrível como ao assistir a um espetáculo de teatro com vários convidados do mundo da representação se consegue perceber facilmente em como existe uma grande falta de respeito das pessoas que fazem aos outros o que não gostam que lhes façam a si enquanto estão em cima do palco!

Como os famosos, neste caso os atores, conseguem estar na plateia, com tudo desligado e o espetáculo a ser representado de telemóvel ligado, com o ecrã a ofuscar quem está ao seu lado?! No início de cada sessão sempre é dito e pedido para que os telemóveis sejam silenciados ou mesmos desligados. Os atores em cima do palco incomodam-se e com razão ao verem o público com luzes aqui e acolá ligadas ou com o som de chamadas a fazer-se ouvir de vez em quando. Depois esses mesmos atores, quando estão sentados pelas cadeiras como público, conseguem ter a falta de caráter a tal ponto de cometerem exatamente as falhas a que não gostam de assistir. Isto é normal? Não, nada normal!

As chamadas

A minha relação com as chamadas telefónicas é pouca ou nenhuma! Confesso que falar ao telefone não está na minha lista de prioridades para o uso do aparelho em termos de comunicação com os outros!

Sempre fui assim... A partir do momento em que me viciei nas mensagens escritas e com as redes sociais a facilitarem também esse campo com aplicações para todos os gostos onde podemos comunicar com os outros, as chamadas ficam mesmo de lado. Raramente ligo a alguém e quando o faço é mesmo por necessidade ou por ter alguma pressa com o assunto a tratar. 

Geralmente opto por enviar uma mensagem e esperar que a resposta chegue um tempo depois, não gostando de falar ou andar feito louco na rua com um auricular colocado para andar na conversa com quem está do outro lado da linha. 

Best Seat, concertos em direto!

O mundo tecnológico está cada vez melhor e a chegar a todos os pontos da sociedade! Acabei de saber que a partir de hoje, 20 de Março, está disponível uma nova aplicação para iOS e Android que permite ao utilizador assistir gratuitamente a concertos em direto, bastando uma ligação à internet. Bom? Então procurem na App Store ou no Play Store o Best Seat!

Este lançamento acaba de acontecer e já no dia 5 de Abril o primeiro convidado será Agir, que pelas 21h00, dará em direto e exclusivo um concerto para os utilizadores da aplicação assistirem, comentarem e ainda habilitarem-se a vários prémios relacionados com o artista que esteja a atuar. Entre os prémios estão merchandising exclusivo do artista, convites para próximos concertos, oportunidade de conhecer o artista pessoalmente, entre outros. 

Esta aplicação totalmente portuguesa já conta na sua agenda com concertos de vários artistas nacionais e internacionais que serão divulgados a partir de agora. 

Segue-se um vídeo de apresentação desta nova aplicação!

O Best Seat chegou para que um bom concerto conte com a nossa presença sem sequer sairmos de casa!

Ligam... É engano!

Dias e dias seguidos a ligarem-me em anónimo e eis quando me canso e atendo percebo o mesmo que a miúda do outro lado também percebeu... Afinal tem andado a ligar para o número errado! Ok!

Não gosto de atender chamadas privadas e lá me cansei de as receber e deixar tocar e tocar que lá tive de deslizar o dedo pelo telemóvel e dizer «boa noite». Uma voz fina, finíssima, de miúda, talvez ainda adolescente, não sei, a perguntar por uma tal de Dina. Pois sim, não sou a Dina e só pensei que naquele momento a tal Dina e a voz do outro lado da chamada se deviam era ir f...r. Lá perguntei se advinha da mesma pessoa as dezenas de chamadas que fui recebendo pelos últimos dias de manhã, à tarde e à noite, fosse a que horas fosse, e parece que o caso ficou arrumado. 

Mais sobre mim

foto do autor

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador

Mensagens

Comentários recentes

  • O Informador

    Há que procurar e numa fase inicial perceber o que...

  • Mula

    Olha que bom! Fico muito feliz!Eu também estive tr...

  • O Informador

    Este cansaço enquanto blogger porque funciono bem ...

  • Vanessa

    É mesmo isso. Dias não são dias e há alguns em que...

  • O Informador

    Obrigado! Espero que me consiga habituar bem à nov...

Atual Leitura

_________________________________________________________

Parceiros Literários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Espaço Cultural

_______________________________________________