Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

10
Mar17

Impérios com baixos salários


O Informador

É uma realidade sobre a qual todos temos noção, mas quando é contada na primeira pessoa acaba por ter outro sentido. Um trabalhador com mais de seis anos de casa numa grande cadeia de supermercados nacional ganha praticamente o mesmo hoje que há seis anos, tendo sido aumentado somente por obrigação e estando agora a receber pouco mais de treze euros que os seus colegas que entraram há meses com as mesmas funções. Assim se percebe a ditadura da liderança dos grandes que reinam sobre tudo e todos com preços baixos e com salários também baixos. Escravidão e sentimento de falta de consideração e valorização das pessoas que se esforçam no trabalho para não verem uma recompensa lhes bater à porta. 

Trabalhar praticamente todos os fins-de-semana, receber quase o ordenado mínimo, horários diários trocados e perceber que não existe futuro num dos grandes que supostamente deveriam formar pessoas para que ano após ano se sentissem bem onde estão parece não ser a ideia das empresas que lideram o mercado e deitam abaixo os mais pequenos em busca dos milhares que poderiam dividir com quem dá o litro por pouco. 

É uma completa vergonha perceber isto de forma real e em conversa num corredor de supermercado, quando os anos passam, a vida se vai alterando e é necessário mais para seguir em frente. Mas que mais quando o empregador não valoriza os seus funcionários que tenta manter mas para os quais não olha ao final do mês. Todos não passamos de peões neste mundo de cifrões onde os mais ricos continuarão sempre a rebaixar as classes mais baixas que dificilmente conseguem dar a volta enquanto dia após dia necessitamos de ser consumidores, gastando o pouco que se ganha em empresas que não praticam o bem. 

14
Dez16

Embrulhar presentes? Um terror!


O Informador

Dia de compras, passar num supermercado, daqueles que pertencem a um grande grupo e em que somos convidados a embrulhar os presentes logo nas mesas espalhadas perto das caixas com papel de embrulho, fita cola, laços e tesoura disponíveis para o efeito. E agora entro eu, aquele ser que em casa e com papel decente ainda consegue fazer uns embrulhos jeitosos, mas publicamente tudo fica tão horripilante que mais parece que o presente se encontra dentro de um qualquer rascunho encontrado pelo lixo.

Confesso que não gosto de embrulhar presentes, sendo muito mais fácil arranjar um saco de papel todo catita, enfiar lá a mercadoria, agrafar ou colar e siga para bingo. Mas por vezes, principalmente para as crianças, lá me meto nas aventuras com os rolos de papel lindinho, cheio de cores e bonecada. Nos supermercados vou tentar, desde que não me lembre que as coisas, principalmente quando as caixas não são direitas, nunca correm bem. Corto o papel mais ou menos à medida, colo de um lado, corto do outro e quando se está quase a finalizar e a fazer a última dobra para colocar fita cola o que acontece? O papel é tão bom, mas tão bom mesmo, que um dos cantos rasga e lá fica o buraco. Vamos recomeçar de novo? Bora! Voltamos a repetir e as coisas parecem estar bem, só que ao chegar a casa percebe-se de novo que aquele papel amarelo de oferta com hipopótamos pendurados não vale nada. A opção? Desembrulhar e arranjar tudo de novo com algo decente.

26
Jun16

Mercadona, de Espanha para Portugal!


O Informador

mercadona.jpg

Mercadona é um dos grupos comerciais mais fortes de Espanha e agora está a fechar os últimos acordos para entrar em força no mercado português com a finalidade de fazer frente às empresas nacionais responsáveis pelo Pingo Doce, Continente e Jumbo! 

Com o mercado do país vizinho conquistado há alguns anos, agora será a vez de chegarem a Portugal para afirmarem que o cliente é quem manda na hora de comprar!

Com um investimento inicial previsto de 25 milhões de euros e a criação de mais de duzentos postos de trabalho pela primeira fase nas grandes cidades a acontecer em 2019, como está programado, o grupo Mercadona pretende iniciar pelo nosso pais a expanção internacional da empresa com o objetivo futuro a piscar os olhos a outros territórios. 

24
Jun16

Compras após o Ginásio!


O Informador

Uma coisa que acabei de aprender foi... Não ir ao supermercado após uma ida ao ginásio!

Ah pois é! Meninas e meninos que andam a praticar exercício físico levem isto em atenção! Se têm de ir às compras não o façam após fazerem o vosso treino diário! Façam tudo e mais alguma coisa para irem antes ou em outro dia, mas após o ginásio é que não!

Sai do cansaço provocado por hora e meia de treino, tomei banho e tal e como tinha de comprar umas coisas, lá fui eu até ao supermercado mais próximo! O que aconteceu? Comprei o que precisava mas com ingredientes indesejados! Chocolates e produtos doces encheram o saco que reflectiu descaradamente a necessidade de açúcar que tinha no momento! Só comprei bolachas (com chocolate e geleia), merendas (com chocolate), belgas (banhadas de chocolate) e chocolates propriamente ditos!

10
Mai16

24 horas de Pingo Doce


O Informador

pingo doce.jpg

A novidade não existe porque fora de Portugal são muitas as superfícies comerciais que se mantém abertas 24 horas por dia! Mas agora entre nós este hábito começa a impor-se com a ajuda dos horários laborais que são cada vez mais dispersos pelas diversas fases do dia. Onde quero chegar com este início de texto? O Pingo Doce acabou de inaugurar uma nova loja que está aberta 24 horas por dia onde a qualquer hora do dia e noite podemos fazer algumas compras mais básicas!

É na zona do Restelo, em Lisboa, que o espaço Pingo Doce & Go abriu as suas portas aos clientes que não têm horários para fazerem as suas compras ou que notam que existe algo em falta quando tu já se encontra fechado. Com 140 metros quadrados esta nova loja encontra-se junto ao posto de combustível da BP e por lá diariamente podemos encontrar pão, laticínios, fruta, charcutaria, mercearia... Ao fim e ao cabo podemos encontrar os bens essenciais que podem fazer falta com maior regularidade em qualquer horário e numa urgência. 

Para além de tudo isto, este novo Pingo Doce conta ainda, tal como a maioria dos supermercados nos dias que correm, com serviço de take away e cafetaria onde as refeições rápidas estão sempre prontas a ser consumidas, tal como uma farmácia Bem-Estar. 

No que toca aos preços, estão dentro dos praticados nos restantes supermercados do grupo, existindo também as promoções, os descontos e pontos a acumular no cartão, não existindo assim taxas de horário a acrescentar na fatura final. 

07
Jan16

Empregados escolhidos a dedo


O Informador

Geralmente a minha ida ao supermercado acontece ao final de tarde de Domingo! Nada de mal pois então! O que tenho detectado aqui pelo supermercado da vila nesse horário é que os empregados da caixa são sempre os mesmos e parecem ter sido tão bem escolhidos que cada um consegue ter uma panca!

Existe o falador que demora o dobro do tempo a despachar os clientes porque quer é saber a vida de todos e mais alguns! O atrapalhado que se engana em todas as facturas, tendo depois de chamar a chefe para rectificar o erro, atrapalhando-se com o dinheiro e com as palavras! O sussurrado que mal consegue levantar a voz para dizer boa tarde, parecendo que fala para si, sendo necessário que repita o que diz porque engole as palavras, talvez com alguma fome àquela hora, não sei! Quanto às raparigas só tenho visto uma por aquele horário e geralmente é a que tem a caixa mais frequentada! Algum motivo em especial ou será que a moça é a mais normal naquela faixa horária?

21
Dez15

O supermercado da Vila


O Informador

E ao final da tarde passei pelo novo Continente para umas compras rápidas e ainda bem que esta superfície conta com as caixas automáticas porque todas as outras estavam mais que lutadas com filas enormes, isto a quase uma semana após a abertura. 

Será que existia assim tanta falta de supermercados para agora este novo espaço da Sonae estar cheio e mais cheio a toda a hora? O parque de estacionamento lutado, as caixas lutadas, algumas prateleiras a meio gás mas com boas promoções em destaque por todos os corredores. Está moderno, cheira a novo e foi estudado para não terem de existir grandes mexidas ao longo dos próximos anos.

O que não faltou nesta ida ao supermercado da vila foi a situação do costume... Sempre se conhece alguém, sempre se pára pelo caminho para falar aquele, aquela e aos outros e o tempo que poderia ajudar a umas compras rápidas acaba por esticar!

01
Out15

Apelo ou descanso


O Informador

Entrei no supermercado e por momentos fiquei confuso! Uma senhora com uma das pernas toda ligada estava sentada entre a porta do supermercado e as caixas. O que pensei? Esta mãe, porque a pequena filha estava por perto, está a pedir ajuda por ter sido operada e não ter talvez qualquer rendimento! De repente e enquanto estava na caixa multibanco para ver se já tinha recebido o ordenado ou não, eis que ouço o marido da dita senhora a perguntar-lhe se queria um dos artigos que tinha na mão. Conclusão, aquela mulher que tinha um carro com dois sacos consigo e que parecia estar em modo «pedinte» afinal estava só a repousar naquele local onde cada vez mais estão pessoas a pedirem ajuda para si ou a bem de instituições de solidariedade.

08
Jul15

Só comigo... Chocolates derretidos


O Informador

Pronto! Pronto! Pronto! Eu sei e até pensei que a situação podia correr tal e como como aconteceu posteriormente, no entanto optei por seguir em frente e tudo ficou lixado, ou melhor, derretido!

Supermercado, corredor das guloseimas, dois chocolates da marca Continente na mão, uns que foram lançados há pouco tempo, baratinhos e bem saborosos! O tempo a meio da tarde não estava somente quente, estava sim em brasa! Antes de pagar pensei que não iria logo para casa e que aqueles dois produtos poderiam acabar em estado líquido, mas também pensei que poderia correr bem!

Chegado a casa, talvez duas horas depois da saída do supermercado, e quando pego nas compras logo percebo que a rigidez dos dois chocolates já tinha sido transformada em moleza! Sorte foi o chocolate líquido e quente não ter saído pelos cantos da embalagem e encharcado tudo o que estava em seu redor!

20
Jun15

Blogs de Promoção


O Informador

Não será um pouco irritante chegar aos Últimos Posts e perceber que metade do que por lá está são blogs com as promoções dos supermercados, as que já estão a decorrer e as que estão para aparecer?

Sim, é bom andarmos sempre informados dos preços baixos, mas aqueles blogs parecem uma evasão. Em dez cinco são com promoções, descontos, acumulações e campanhas a decorrer nas grandes superfícies comerciais.

Abaixo a maioria dos blogs promocionais dos supermercados que andam por aí com a mesma informação a ser dada aqui, ali e acolá de cinco em cinco minutos. 

25
Fev15

Escravatura nos supermercados


O Informador

Andava eu por aí a vaguear, quando encontrei o texto que passo a citar pelo blog L'Obéissance est morte. Aqui, a sua anónima autora, mostra o que muitos trabalhadores do nosso país passam pelas grandes empresas que mandam na economia e acabam por fazer o que querem. Não me consigo identificar com este caso por não ter passado por algo semelhante, no entanto já me foram relatadas situações do género que ocorreram dentro de outros grupos comerciais, o que mostra que todos são iguais, mas aqui existe um nome, Sonae/Continente!

sonae.jpg

Os hipermercados são um lugar horrível: cínico, falso, cruel. À entrada, os consumidores limpam a sua má consciência reciclando rolhas e pilhas velhas, ou doando qualquer coisa ao sos hepatite, ao banco alimentar ou ao pirilampo mágico. Dentro da área de consumo, cai a máscara de humanidade do hipermercado: entra-se no coração do capitalismo selvagem. O consumidor, totalmente abandonado a si próprio (é mais fácil de encontrar uma agulha num palheiro do que um funcionário que lhe saiba dar 2 ou 3 informações sobre um mesmo produto), raramente tem à disposição mercadorias que, apesar do encanto do seu embrulho, não dependam da exploração laboral, da contaminação dos ecossistemas ou de paisagens inutilmente destruídas. Fora do hipermercado, os produtores são barbaramente abusados pelo Continente (basta que não pertençam a uma multinacional da agro-indústria), que os asfixia até à morte e, quando há um produtor que deixa de suportar as impossíveis exigências que lhe são impostas, aparece outro que definhará igualmente, até encontrar o mesmo fim. Finalmente, nas caixas do hipermercado, para servir o consumidor como escravos idênticos aos que fabricaram os artigos comprados, estamos nós.

O hipermercado está portanto no centro da miséria que se vive hoje no mundo. O consumidor, o produtor e nós temos uma missão comum: contribuir para que os homens mais ricos do planeta fiquem cada vez mais ricos – contribuir para que a riqueza se concentre como nunca antes na história. Se somos todos diariamente roubados e abusados, é por este mesmo e único motivo.

Vou-vos relatar apenas a minha banal experiência diária (sem pontos de exclamação já que o escândalo é comum a qualquer um dos tópicos que irei descrever). Espero que sirva de alguma coisa, apesar de saber que ninguém se incomodará muito com ela. Afinal, é a mesma selva que está já em todo o lado.

 

  • 1 – salário

Trabalho 20h semanais em troca de 260€ mensais, o que dá pouco mais de 3€ por hora. Que isto se possa pagar a alguém em 2015 devia ser motivo de vergonha para um país inteiro. Que seja um milionário a pagar-me esta esmola devia dar pena de prisão efectiva.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador

Mensagens

Comentários Recentes

Atual Leitura

_________________________________________________________

Parceiros Literários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Espaço Cultural

_______________________________________________