Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

23
Fev17

Figurinhas das redes sociais


O Informador

Existem momentos em que todos conseguimos passar largos minutos a cuscar pelas páginas de perfil alheias nas redes sociais. Não escondo que em várias passagens o faço e não é que descubro com cada figurinha de pessoas que já me estiveram próximas de alguma forma?

Será que as pessoas não conseguem disfarçar um pouco o seu parolismo no que apresentam publicamente e que fica na memória de quem esbarra com imagens e comentários menos próprios? Figuras inusitadas com roupas menores em corpos maiores, celebrações de bradar aos céus onde todos os parolos das redondezas são chamados a aplaudir. Imagens de saídas em locais que mais parecem casas de alterne. Selfies onde mostram mais do que deviam de si e de quem vive consigo, até dos filhos menores. Tudo serve para colocarem pelas redes sociais e uma pessoa, com um pingo de pensamento, logo raciocina... Estas pessoas não percebem a figura ridícula que vão fazendo ao publicarem tudo e mais alguma coisa sem qualquer critério?

10
Out16

Estado Português ou Portugal


O Informador

Quero revelar uma curiosidade sobre os Assuntos do Momento no Twitter!

Não é que no Alentejo, zona de Évora e Beja, a conta pela rede social não tem Portugal como localização atual nem nenhuma cidade nacional como opção? Ah pois é! E sabem o que aparece como única opção? «Estado Português».

Sinceramente não acho isto nada normal! Nos grandes centros urbanos tudo está bem e correto, o país pode ser chamado pelo nome. Vamos para zonas localizadas mais no interior e ficamos a viver umas boas décadas pelo passado. Portugal passa assim a ser apelidado por Estado Português sem qualquer opção de mudança nacional. 

Para além disso, todos os Assuntos do Momento acabam por ser diferentes entre Portugal e Estado Português, existindo um ou outro que se cruzem, mas pouco! Pelo Estado Português só devem ser contabilizados os twittes feitos pelas zonas interiores do país ou algo assim, já por Portugal ficamos com o litoral. 

02
Set16

Snapgram


O Informador

snapgram.jpg

Meses e meses a resistir à adesão ao Snapchat por continuar a achar que a página de Facebook, do Twitter e do Instagram chegavam e bastavam! Agora que o Instagram passou a ser também Snapgram comecei a testar a nova área da aplicação e não é que estou a ficar viciado nos vídeos rápidos que desaparecem após um dia de exposição?

Tiro as fotografias que acho que devem continuar a ficar eternamente publicadas através do feed do Instagram mas também ando a fazer uns rápidos vídeos com coisas um pouco mais parvas e que não quero que fiquem gravadas para sempre, por não valer a pena de serem tão normais. O Snapgram uso-o um pouco como partilha rápida do dia-a-dia e embora tenha resistido ao Snapchat por achar que não fazia sentido publicar alguma coisa para logo desaparecer, agora percebo que naquele espaço a normalidade acontece, sem terem de existir grandes e elaboradas imagens todas perfeitas. Grava-se, escreve-se, rabisca-se e publica-se para amanhã tudo desaparecer e continuar a ser substituído por novas imagens que aparecem de forma tão rápida como desaparecem.

07
Ago16

Alertas de Aniversário!


O Informador

Ainda sou do tempo em que as datas dos aniversários da família, amigos e conhecidos estavam gravadas mentalmente ou escritas numa agenda para que na data não nos esquecêssemos de enviar um recadito escrito ou fazer uma chamada telefónica a lembrar o dia, caso não tivéssemos oportunidade de estar com a pessoa aniversariante. Nos dias que correm as datas especiais na memória já eram, tudo porque existe um Facebook que nos lembra dia após dia quem está de Parabéns e ainda conseguimos ter a noção da quantidade de anos que as pessoas já enfrentaram! Agendamentos mentais? Já eram!

Isto sim é a evolução do tempo a acontecer e a mostrar que daqui a uns anos todos estamos de mãos atadas pelo recurso à tecnologia que nos torna cada vez mais dependentes para tudo o que vamos fazendo!

A tecnologia está a invadir a nossa vida e ninguém parece importar-te com isso, bem pelo contrário!

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários Recentes

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador