Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

01
Abr16

Escrever um livro


O Informador

De há uns dias para cá a ideia de escrever um livro têm-me deixado a pensar no assunto, estando mesmo com aquela vontade de começar a colocar mãos à obra, elaborar um enredo, as suas personagens e dar o primeiro passo na obra!

Já tinha tido este tipo de pensamentos por outros tempos, mas agora sinto-me com melhores bases e algo me tem andado a dizer conscientemente que tenho que colocar os pontos no sítio e seguir com a ideia em frente. Conseguirei elaborar uma boa história a ponto de vir a ser publicada por uma editora nacional? Não quero e nem tenho necessidade de fazer as coisas com pressa e a pensar no amanhã, mas quero fazer algo, quero criar a minha narrativa, elaborar uma boa história, com personagens bem estruturadas e com cabeça, tronco e membros.

Não quero escrever por escrever, quero fazer um bom trabalho, tendo consciência de que conseguir publicar algo do género não é nada fácil, fazendo com que tenha um grau de exigência comigo próprio superior ao que existiria se não houvesse tal pressão!

A minha auto questão é se consigo fazer o que quero sem perder o fio à meada e se passados uns dias não me aparece aquele sentimento de desespero e consequente abandono para com o projeto. A ideia seria começar a dedicar-em à escrita do livro, contando como as coisas estão a correr por aqui, falando também das personagens e começando a dar a conhecer as mesmas aos leitores do blog. Mas e se depois desisto da ideia e não a consigo terminar e lutar seguidamente pela sua publicação?

22
Jan15

O desenrolar de um blogue


O Informador

Há dias conversava com uma amiga através do Twitter sobre a hipótese de lançar um blogue de moda e desenho, as duas paixões que tem tido na sua vida. Dei-lhe algumas dicas e disse-lhe o que penso e tenho vindo a sentir ao longo destes dois anos em que formei O Informador, falando-lhe das alterações que fui fazendo e mostrando que a primeira criação não é mais o que anda a ser feito atualmente por este espaço. Tinha na altura uma ideia do que queria fazer, porém com o passar do tempo fui percebendo que seria outro o caminho a seguir e isso foi e vai acontecendo constantemente. Hoje O Informador não é o mesmo do mês passado e muito menos o que foi em finais de 2012.

Quando lancei O Informador pensei que queria fazer um projeto onde iria falar de alguns temas da atualidade, mostrando imagens que se destacaram pelos últimos dias, comentando também a minha forma de estar e o que ia vivendo. Mas o tempo mostrou que isso não chegava para o blogue que queria ter, longe do mundo que adoro da televisão e da literatura, deixando o cinema, as fotografias próprias e os famosos de lado. Aos poucos fui alterando o projeto que criei inicialmente e a cada dia que passa consigo identificar-me com o que tenho em mãos, com esta criação que tem tido um crescimento sustentado graças também ao empenho que tenho mantido diariamente. O Informador é o meu part time e só não ocupa todo o meu dia laboral porque não é rentável monetariamente, mas esse seria o grande sonho, claro!

Acredito que todos os lançamentos de blogues acontecem com a ideia que se vai fazer determinado trabalho e ao fim de pouco tempo as surpresas vão acontecendo e as mudanças aparecem.

Menina, tens jeito, gostas dos dois mundos de que falamos e não tenhas medo que no início não sejas bem aceite ou não consigas mostrar na perfeição o que queres. Consegues lá chegar e criar o que vais querendo com o tempo e as tuas duas paixões, de que falamos, já deram várias mostras que podem atingir o sucesso, só tens que começar a arriscar!

16
Ago14

Preocupação de blogger


O Informador

O Informador é um espaço arrumado, à minha maneira claro, e com os meus horários de publicação, no entanto vejo que nem todos os blogues funcionam da mesma maneira!

Existe muita preocupação por parte da maioria dos bloggers em publicarem os seus textos e artigos de opinião nas horas em que mais pessoas estão supostamente online para conseguirem ter logo mais visualizações. Afinal escrevem no blogue quando lhes apetece ou quando os outros estão disponíveis para ler algo? Não percebo!

Tanto publico um texto pelas 00h00 como posso lançar um passatempo logo ao acordar pela manhã, no início de tarde ou ao serão. Geralmente gosto de publicar dois ou três textos por dia e com alguma distância entre si, mas não penso se estão mais ou menos pessoas disponíveis para o lerem logo no momento em que o coloco online. Percebo que se publicar mais pelo final de tarde ou ao serão consigo ter um maior número de visitas para lerem o último texto de O Informador, mas isso iria contra as minhas ideias de fazer um espaço livre, consoante a minha vida e longe das possibilidades de estar a agir conforme o que os outros querem.

Qual a razão de partilhar alguma novidade num horário mais abrangente quando o texto ou imagem ficará disponível pelas horas, dias, meses e anos seguintes?! Os bloggers que querem ter visibilidade, e atenção que não escondo que a queira ter, dão importância aos horários das suas casas online como se tudo dependesse disso. Eu não dou e por isso mesmo este texto será publicado em plena madrugada para não existirem boatos e contradições!

Uma preocupação de blogger que me passa completamente ao lado!

02
Abr14

Mais vistos de Março


O Informador

A Primavera chegou e com este regresso o mau tempo continuou a dar sinais de que vai ficar a fazer-nos companhia por mais tempo que o desejado por muitos. Por aqui o mês de Março foi tudo menos normal... Primeiro tive a trabalhar na zona do Porto ao longo de três semanas, voltei a casa por dois dias e fui de férias para o Alentejo por uma semana, até que voltei à normalidade e ao trabalho! Um mês onde a leitura foi pouca, tendo o blogue também sofrido com a falta de tempo devido aos complicados dias de trabalho antes das férias, mas depois quando tudo voltou a acalmar, a rotina foi estabelecida e aos poucos os acertos têm sido feitos! Agora e porque o mês de Março já terminou, resta-me agradecer a todos os leitores por continuarem a seguir O Informador e por me ajudarem a ter este top dez dos mais vistos!

  1. Passatempo – Inferno no Vaticano
  2. Passatempo – A Publicidade Segundo o Meu Tio Olavo
  3. O Beijo do Escorpião – Estreia TVI
  4. Passatempo – Uma Noite em Casa de Amália
  5. Passatempo – Grande Revista à Portuguesa [15ªEdição]
  6. Primark invade o Colombo
  7. Restauração do Campera
  8. Grande Aventura dos Livros que Finalmente chegaram
  9. Passatempo – Robin dos Bosques [4ªEdição]
  10. Campera está à venda! Eu sabia!

Os passatempos, a televisão e as compras são o grande trio de destaque dos textos mais vistos ao longo dos últimos dias, mostrando como publicações recentes se misturam com os já habituais artigos de opinião e não só. Existem os que gostam de marcar, mês após mês, o seu lugar nesta lista dos mais lidos e as novidades que assim que são publicadas destacam-se logo entre os mais concorridos!

O Informador tem sido uma caixinha de surpresas ao longo deste ano e meio e graças a quem me segue, lê o que escrevo e participa de alguma forma, este blogue tem crescido! Obrigado!

02
Nov13

Escrever para ficar bem na fotografia


O Informador

Perguntas-me se ao escrever os meus textos n' O Informador penso no que os outros vão pensar para não criar mal entendidos e para que fiquem com uma boa imagem de mim? Não, isso não acontece! Escrevo com base no que penso, no que sinto e no que quero... A opinião dos outros não é colocada em questão na hora de Publicar um novo texto e só depois poderá surgir, se os comentários assim o mostrarem, para o bem ou para o mal!

Não me preocupo com a forma como os textos mais críticos são recebidos por quem os lê. Quando comecei a criar este blogue ainda tinha a preocupação sobre os assuntos que escolhia e como falar sobre os mesmos. Agora tudo segue em formato de palavras tal e qual como é pensado. Se isto é uma página pessoal, com as opiniões de uma pessoa, por que razão as deveria andar a alterar só para ficar bem na fotografia que os outros possam ter de mim?

Eu não alinho no escrever pelas aparências e não me calo por pensar que possa tocar em alguém mais sensível. Eu sou assim, aqui mostro quem sou e não vou mudar pela conveniência do que possa parecer perante a sociedade.

No mundo dos blogues existem bons espantalhos que só escrevem coisas boas e fofinhas para irem de encontro ao idílico de quem os segue. Isto também acontece na vida além da escrita, porque o que não faltam por aí são vidas de aparências!

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários Recentes

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador