Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

21
Jun16

Crédito ou Débito?!


O Informador

multibanco.jpg

Nos últimos dias ao fazer compras deparei-me com uma novidade no terminal de pagamento! Se anteriormente quando colocávamos o cartão só nos era pedido o OK e o PIN seguido de novo OK, agora o sistema foi alterado e o débito directo não é certo se existir um descuido da parte do consumidor!

Em vários locais os pagamentos por multibanco contam com uma nova opção que é exigida antes da confirmação do valor e do código do cartão. Agora o cliente tem de seleccionar se quer pagar as suas compras por cartão de débito ou crédito. 

Existe agora necessidade de estar mais atento porque um simples descuido poderá significar um gasto extra ao final do mês! Para mais quando a predefinição de pagamento que aparece nas máquinas é a de crédito e não a de débito. 

27
Dez15

Multibanco falido


O Informador

Quatro dias com o espírito do Natal no ar e com a maioria das pessoas de descanso e o que aconteceu às caixas de multibanco? Ficaram falidas!

Pelo final da tarde e antes de entrar no quentinho do lar, parei em quatro caixas de multibanco, sim quatro, e só na última consegui levantar dinheiro. Parece que a sociedade saiu à rua, colocou-se a levantar as suas economias e subsídios de Natal para oferecem aos familiares e gastarem neste fim-de-semana prolongado, deixando os cofres das caixas depenados. 

16
Dez15

Uma ida ao banco...


O Informador

Vou ao balcão do banco da vila que mais utilizo fazer umas coisas e coloco a questão sobre os três cartões que tenho, que foram enviando sem qualquer necessidade ao longo dos últimos dois anos. Explico quais os cartões que tenho e a balconista informa-me que não é possível ter os três. Como não tinha o que queria cancelar comigo e não quis teimar muito mais após duas ou três vezes em que disse ter e a resposta a ser de que isso não podia acontecer, resolvi redimir-me e verificar ao certo o extra que tinha em casa. 

E claro que tinha razão! Além do mega cartão jovem, tenho também o cartão Fernando Pessoa e tinha o tradicional maestro. Lá voltei ao balcão com todos os cartões para poder cancelar este último, já que não quero anuidades sem sentido porque sou somente um e tinha três bocados de plástico a consumirem valores ano após ano. 

Quando me viu de volta começou-se logo a rir, claro está! Percebeu ai que o jovem tinha razão e que a caixa teima em colocar os seus clientes a gastarem mais do que querem porque fazem envios sem qualquer pedido ou aviso prévio!

02
Out15

Utilizadores bancários indesejados


O Informador

Já vos contei que fico um pouco possuído quando chego a uma caixa multibanco e deparo-me com um ser que não tem noção de que os outros têm vida e que podem não ter o seu tempo para esperar enquanto dez contas são pagas com cartões diferentes, dinheiro é levantado e saldos confirmados? 

Juro que não tenho o mínimo de pachorra quando começo a ver que as pessoas deixam tudo e mais alguma coisa para fazerem na caixa multibanco num só dia, em plena «hora de ponta», conseguindo causar filas de impacientes que olham uns para os outros com os mesmos pensamentos a serem transmitidos telepaticamente. 

16
Jul15

Multibanco bloqueado


O Informador

Não é que ao final do dia de trabalho, sem a minha colega que geralmente fecha o sistema de multibanco por perto, esqueço-me do código pin e ainda consigo dar o mesmo erro três vezes? Conclusão, o cartão ficou bloqueado!

Dei o primeiro erro a pensar que tinha colocado um código quando tinha colocado um com somente um número diferente. Pela segunda tentativa volto a colocar o mesmo código que da primeira vez porque achei que na primeira tinha colocado outro número. Disse ao colega que me tinha dado uma branca, tentou lembrar-se e eis que também errou. Conclusão de que não nos demos logo conta, já tínhamos colocado três códigos errados e o cartão ficou bloqueado. Como não notamos tal facto, peguei no telefone e liguei para a colega que geralmente faz o fecho de caixa, disse-me o código mas em vão porque o mal já estava feito.

30
Mai15

Código do multibanco esquecido!


O Informador

Eis o momento em que a empregada de uma loja de centro comercial me pergunta se quero colocar o contribuinte na factura, respondo-lhe que sim ao mesmo tempo que dou o «ok» no multibanco. Na hora de colocar o código e de ditar o número para a moça, eis que o meu cérebro bloqueia de uma tal forma que acabo por me esquecer dos quatro números que permitem fazer o pagamento das compras. 

Tive de parar, olhar em frente, dizer os números que compõem o contribuinte e depois sim voltar a olhar atentamente para o terminal de multibanco, pensar um pouco, lembrar-me entretanto do código do terminal do trabalho e depois sim pensar naqueles dígitos que me acompanham há uma década como se nunca se tivessem varrido da mente. 

13
Abr14

Cartões e Gasolineiras


O Informador

CartõesEsta semana chegou, via CTT, um novo cartão intitulado de Galp Mais Por Menos, sendo um produto que resulta da associação da gasolineira Galp com o Cartão Jovem. Com este cartão tenho 6 cêntimos de desconto por litro de combustível e também outros descontos nos postos de abastecimento e não só. Não pedi que me enviassem nada disto, mas sempre é uma mais valia na hora de poupar. A questão que aqui coloco é...

Agora cada vez que for abastecer o meu carro a um posto Galp tenho que dar não um, não dois, não três, mas sim quatro cartões de desconto, pontos e pagamento? Se até agora já andava a demorar talvez dois minutos para fazer o pagamento só porque tinham de passar três cartões - Galp, Continente e Multibanco -, agora com esta novidade que acabou de me chegar às mãos são quatro a passar pelo sistema dos pobres empregados que não devem ter mais nada para fazer a não ser andar a passar cartões aos seus clientes uns atrás dos outros.

Já agora, será que mais alguma identidade se irá associar à grande marca de combustíveis para poderem oferecer novos cartões com descontos e acumulação de pontos aos seus clientes?! Que tal englobar tudo no mesmo local, não?!

24
Dez13

Crise passageira


O Informador

Nos últimos anos os portugueses têm vivido sobre a nuvem dos cortes por todos os lados. É nos salários, nos impostos, nas poupanças, nos aumentos dos bens necessários... Agora e porque o hábito da poupança tem ajudado a melhorar os orçamentos do país e de cada um, vejo que já não existe tanto medo e que o estado financeiro de todos nós está a recuperar o que tem vindo a perder nos últimos tempos.

Há uns meses para cá que noto que existem mais pessoas pelos centros comerciais e pelos espaços logísticos, com sacos na mão e a falarem de compras. O medo e a opressão financeira com que se viveu há uns tempos tem vindo a passar e o facto das notícias também mostrarem - lentamente, é uma verdade -, que a crise está a ser ultrapassada aos poucos, pode ter alguma influência na perda de receio na hora de se apresentarem as notas ou os cartões para serem feitos os pagamentos de algo necessário ou desejado.

A crise tem afetado todos mas também tem ajudado ao auto controlo de cada um no momento de gastar, pensando-se duas vezes se é mesmo necessário comprar ou recuperar algo que talvez nem faça assim tanta falta. Nos supermercados começou-se a olhar para os artigos de outra forma, optando muitas vezes pelas marcas brancas que também oferecem bons produtos. Nas viagens, o preço começou a ser importante na hora da escolha, seja em nome privado ou empresarial. Nas saídas, o pensamento começou a recair também no dia seguinte porque não se pode gastar muito de uma vez para depois não ter.

Acredito que o estado em que Portugal esteve com toda a crise e com todo o bombardeamento da imprensa com tal facto tenha ajudado à mudança de mentalidades para que o futuro seja melhor e hoje vejo que possam existir melhoramento, embora calmos, mas eles existem.

19
Nov13

Lixo na carteira


O Informador

Papéis ou LixoÉ incrível o que faço com a minha carteira! Existem dias em que parece que os papéis, a que chamo de lixo, aparecem no interior da carteira por sua livre e espontânea vontade! Como posso ter acumulado tanta coisa desde o início do mês sem necessidade alguma?

Cada vez que vou ao multibanco, seja levantar dinheiro, carregar o telemóvel ou fazer pagamentos, não consigo deitar o talão para o pequeno recipiente que geralmente se encontra ao lado da caixa para depositar os papéis que não queremos. Faço o que tenho a fazer, recebo o talão e guardo-o na carteira por algum motivo que não compreendo, só o podendo explicar através da palavra «hábito»! Além disto, ainda me deixo seduzir pelos talões das lojas que vão fazendo companhia aos do multibanco!

Acabo por estragar as carteiras com o lixo desnecessário que vou acumulando durante dias e dias e depois aparece-me este monte na hora da limpeza!

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador

Mensagens

Comentários Recentes

Atual Leitura

_________________________________________________________

Parceiros Literários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Espaço Cultural

_______________________________________________