Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

08
Jun17

Bertrand Chiado inaugura Café


O Informador

café bertrand 3.jpg

Se ler é bom, o que dizer da oportunidade de podermos ler no novo Café Bertrand que acaba de inaugurar na Livraria Bertrand do Chiado? Desde já vos digo que o café na famosa rua lisboeta a partir de agora para mim tem novo cheiro, o dos livros. 

A livraria que comemora o seu 285º aniversário recebe assim o novo espaço Café Bertrand para juntar o útil ao agradável e atrair os seus leitores que podem assim desfrutar de comida e bebida enquanto se dedicam à leitura. Este novo atrativo da livraria mais antiga do mundo pretende assim com uma ementa simples e pratos cuidados mostrar a boa gastronomia portuguesa sem esquecer a carta de vinhos com várias referências nacionais de todas as regiões para degustar enquanto se aprecia a leitura e o local. Tudo no Café Bertrand enquadra-se com a história da livraria e a literatura em geral, existindo recurso a uma ementa com pratos inspirados em livros de gastronomia.

Para a responsável pela Livraria Bertrand, «Neste café, bem como em tudo o que fazemos, os livros são a nossa fonte de inspiração». E é com essa ideia que «Com eles, fazemos uma verdadeira e profunda viagem pelo nosso país: de Trás-os-Montes ao Algarve, desde o queijo e requeijão da Serra da Estrela, o famoso chèvre da Maçussa, presunto e copita de porco preto alentejano ou conservas de peixe de Matosinhos, os nossos visitantes poderão “provar os nossos livros”».

Dos pratos tradicionais de cada região aos petiscos e doces, a gastronomia portuguesa marcará presença pelo Café Bertrand mas não estará sozinha. É que Portugal sabe receber e nada melhor que também apostar nos autores internacionais para dar a conhecer as suas origens e sugestões junto dos leitores. 

café bertrand 1.jpg

21
Mar17

Dia Mundial da Poesia


O Informador

Literatura, que vasto mundo de palavras que têm lugar no mundo dos livros, entre páginas recheadas de palavras corridas encontramos também a poesia, que não agrada à maioria dos leitores até se encontrar o momento ideal para nos deixarmos apaixonar por um verso mais audaz, um poema de amor ou uma quadra perfeita com que nos identificamos. Hoje, dia 21 de Março, assinala-se o Dia Mundial da Poesia e que tal todos colocarmos no pensamento que pelos próximos tempos teremos de ler uma obra poética?!

De Fernando Pessoa a Sophia de Mello Breyner, Portugal é um país de poetas eternos que fizeram suspirar no seu tempo e deixaram marcas que ainda hoje nos tocam e amanhã continuarão a ser relembrados como figuras maiores da literatura nacional. Há que agarrar nos poetas de todos os tempos e não os deixar esquecidos no tempo e pelas estantes dos livreiros. 

03
Ago13

Somos Livros na Bertrand


O Informador

https://www.youtube.com/watch?v=r-bI1eP3hrQ

A Bertrand lançou uma nova campanha pelas redes sociais através deste vídeo que mostra a essência do gosto pela leitura. Andar pelos corredores das livrarias Bertrand sabe sempre bem a quem ama livros e que também não se importa nada de passar horas a descobrir o que existe pelos milhões de páginas existentes pelas mais variadas estantes e recantos.

De Fernando Pessoa a José Saramago, do terramoto de Lisboa à queda do muro de Berlim, a Bertrand mostra a história através de todos os nomes, locais e situações porque parte da história para as histórias e conta o passado através da imaginação e das marcas.

Da tradição à opinião, sem esquecer a vocação, as livrarias Bertrand têm o nome do autor e estão na mão dos bons leitores porque todos nós Somos Livros!

30
Jul13

Fernando Pessoa... Ainda não está na hora!


O Informador

A grande atracção da primeira revista Granta Portugal são os sonetos inéditos de Fernando Pessoa sobre o tema Como Se Eu Fluísse. Achei que estava a aproximar-se a minha hora poética, no entanto percebi com esta leitura que ainda não estou na altura certa para me dedicar a bons poemas.

Ainda não chegou o momento do clique certo para que a poesia entre em mim. Sinto que ao ler um poema de Pessoa não consigo absorver o verdadeiro sentido das palavras escritas e inspiradas na vida de um alguém, seja ele o eu do próprio poeta ou a de um heterónimo.

Gosto de ler, é certo, mas até agora e assim irá continuar a ser, tudo me indica que a prosa é o meu estilo e com o qual continuarei a escolher como companhia literária. Os poetas com as suas obras ainda não me podem bater à porta porque os meus sentimentos ainda não estão ao nível certo para me dedicar com amor e rigor à escrita idílica dos versos inspiradores que por aí circulam.

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • O Informador

    Nunca apanhaste um “sem filtro” a passar pelo teu ...

  • David Marinho

    Eu recebo os posts por email. Acabo por filtrar e ...

  • O Informador

    Nem mais! O problema é que no dia-a-dia essas pess...

  • Cláudia C Silva

    Sim, eu gosto de comentar quando o conteúdo me int...

  • O Informador

    Sou mais como tu, visitando as Leituras e quando p...

Mensagens

Pesquisar

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador