Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

A Chiado Editora na Feira do Livro de Lisboa

feira do livro de lisboa 2017.png

A 87º Feira do Livro de Lisboa 2017 está prestes a começar e as editoras nacionais estão a preparar-se para não defraudarem os seus leitores no maior evento nacional de literatura. 

A Chiado Editora marcará mais uma vez presença no certame que decorrerá de 1 a 18 de Junho, no Parque Eduardo VII, em Lisboa, contando com um dos maiores espaços e também variadíssimos eventos de sempre da editora.

Além dos seis pavilhões e mais de trezentas sessões de autógrafos diárias, numa área de autores alargada este ano, a presença da Chiado Editora cresce na Feira do Livro de Lisboa para reforçar a oferta cultural junto de leitores e curiosos que visitem o espaço.

 

Feira do Livro de Lisboa com Momentos Coolbooks

feira do livro de lisboa 2017.png

O Grupo Porto Editora este ano decidiu surpreender os leitores e estrear os Momentos Coolbooks em plena 87ª Feira do Livro de Lisboa. 

autores que nos unem circulo.jpgA editora que aposta em novos nomes da literatura portuguesa resolveu apostar este ano numa presença física dos seus autores e eis que no dia 9 de Junho estão agendadas as presenças de António Bizarro, Catarina Janeiro, Célia Godinho Lourenço, Fernando P. Fernandes, Humberto Duarte e Isabel Tallysha-Soares, sendo que no dia 16 será a vez de Ana Gil Campos, Ana Nunes, Olinda P. Gil, Rita Inzaghi e Tomás Borges de Castro marcarem presença no espaço do grupo para falarem com os leitores sobre as suas obras. 

Não esquecer que o Grupo Porto Editora terá muitos dos autores do grupo presentes no evento ao longo dos dias de Feira e podem saber um pouco mais sobre as presenças já confirmadas em Autores que nos unem. Assim sendo vários dos nomes que fazem parte da lista de autores da Porto Editora, Bertrand Editora, Círculo de Leitores, Temas e Debates, Quetzal, Assírio & Alvim, Livros do Brasil, Sextante Editora, Pergaminho, Contraponto, Areal Editores, Raiz Editora, GestãoPlus Edições, ArtePlural, 11x17, Ideias de Ler, Albatroz, 5 Sentidos e ainda a Coolbooks estão de presença marcada na Feira do Livro de Lisboa para junto dos leitores falarem e debaterem as suas obras. 

Grupo Porto Editora confirma novos nomes na Feira do Livro de Lisboa

autores que nos unem 1.png

De 1 a 18 de Junho decorrerá a 87ª Feira do Livro de Lisboa e o Grupo Porto Editora não pára de surpreender com a lista de autores nacionais e estrangeiros que tem revelado com presença marcada no certame.

Após a confirmação de José Luís Peixoto (11 de Junho), Mário de Carvalho (3), Richard Zimler (10 e 11), Gonçalo M. Tavares (15), Bruno Vieira Amaral (10, 11 e 17), Francisco Louça (4), Sérgio Godinho (10), Anabela Mota Ribeiro (4 e 17), Manuela Gonzaga (10), Teolinda Gersão (18) e Alberto S. Santos (10, 11, 15, 17 e 18), eis os novos nomes agora lançados e que já deram o sim. 

autores que nos unem circulo.jpg

Luís Pedro Nunes irá lançar a obra Suficientemente no dia 2 de Junho, marcando assim presença no evento para lançamento e conversa com os leitores. Seguir-se-à João Pedro Marques que nos dias 3 e 18 estará a falar do seu mais recente romance, Vento de Espanha. Quem também já deu o sim para o dia 3 foi a escritora cubana Karla Suárez com Um Lugar Chamado Angola. A jornalista Judite Sousa e o psiquiatra Diogo Telles Correia estarão com Pensar. Sentir. Viver. nos dias 3 e 15 no espaço Grupo Porto Editora para uma conversa com os leitores e visitantes da Feira. Um outro psiquiatra estará a 4 de Junho para falar, explicar e conviver com quem queira ter a oportunidade de conhecer Augusto Cury, autor de O Homem Mais Inteligente da História. Da psiquiatria para o sacerdócio, José Tolentino Mendonça encontrar-se-à com os leitores também a 4 de Junho com o livro Teoria da Fronteira, que será lançado brevemente. O jornalista João Céu e Silva, autor de Fátima - A Profecia que Assusta o Vaticano, estará na Feira do Livro a 10 de Junho. A todos estes nomes estão também já certas as presenças de Luís Cardoso, autor de Para Onde Vão os Gatos Quando Morrem?, Cristina Carvalho, que publicou As Fabulosas Histórias da Tapada de Mafra e ainda Mário Vilhena da Cunha e Fortunato da Câmara que reuniram as histórias d' A Vida e as Receitas Inéditas do Abade de Priscos. 

Feira do Livro de Lisboa já com data

A 87ª Feira do Livro de Lisboa já tem data afixada para abrir e fechar as suas portas pelo Parque Eduardo VII. Este ano o certame decorrerá de 1 a 18 de Junho e espera-se que tenha ainda mais participantes que os 123 inscritos pelo ano passado, o que correspondeu a 277 pavilhões. 

Sem ainda terem sido reveladas as novidades para a edição deste ano, o que se sabe até ao momento é que a aplicação gratuita para Android e iOS criada e lançada o ano passado terá nova atualização para abranger outro tipo de conteúdos para todos os que quiserem visitar e saber um pouco mais acerca da Feira do Livro. 

Neste momento ainda nos encontramos a cerca de três meses da abertura do evento mas os amantes literários ficam já em alerta para que comecem a poupar com a finalidade de passarem as primeiras semanas de Junho a circular de sacos cheios de boas e baratas obras pela 87ª Feira do Livro de Lisboa.

Irei à Feira do Livro de Lisboa

feira do livro.jpg

Longe estou de Lisboa neste momento, no entanto para a semana, quando a rotina voltar à normalidade, lá irei até à Feira do Livro de Lisboa, como sempre, para aproveitar ao serão a Hora H e levar uns saquitos literários para casa com os produtos em manchete pelo local. Gosto de ir até ao evento logo pelos seus primeiros dias mas este ano, devido às férias, o calendário pessoal teve de sofrer alterações e deixar a visita ao local dos livros para outra altura. O que vale no meio disto tudo é que esta Feira não dura somente uns dias, esticando por várias semanas para que todos possamos lá colocar corpo e mente com um único objectivo... Encontrar obras literárias a bom preço no momento em que o pensamento é só um... Boa literatura para levar para casa!

Comprinhas na Feira do Livro!

Compras Feira do Livro 2015.JPG

Como o prometido é devido e a vontade era muita, ontem lá fui até há Feira do Livro de Lisboa para um serão bem passado no meio dos livros e em boa companhia! Com isto e depois de meses sem fazer alguma compra literária, eis que desta vez não consegui resistir e foram sete obras a aparecerem junto das caixas de pagamento do grupo Leya e da Porto Editora. Se poupei, disso não tenho a mínima dúvida!

Com Danielle Steel, Tiago Rebelo, John Green, Gabriel García Márquez e José Eduardo Agualusa como autores já conhecidos entre as minhas escolhas, a novidade somente recaiu em Ali Smith por um ato inesperado de escolha e uma vontade momentânea! Antes de ir para o Parque Eduardo VII tenho a confessar que não tinha muitas ideias sobre o que iria comprar. Primeiro optei por dar uma volta ao recinto, ficando com a ideia do que poderia comprar, esperando e começando a arregaçar as mangas para a preparação da Hora H. 

Quando chegou o momento da hora das loucas promoções, eis que comecei pelo grupo da Porto Editora e acabei pela Leya com estas sete escolhas! Se conseguirei ler tudo o que trouxe até à próxima Feira do Livro de Lisboa não sei, isto porque ainda tenho algumas das compras do ano passado em espera, tendo sido passadas por outras obras que entretanto fui comprando.

Quando visitarei a Feira?

Visitar a Feira do Livro de Lisboa pela tarde ou há noite a pensar na hora h?

Geralmente vou para a feira duas vezes ao longo de toda a edição e pela noite, pensando na hora em que os descontos com os livros que já têm mais de ano e meio de edição estão em prática. No entanto e porque cada vez mais alguns dos grupos editoriais fogem à famosa hora h, não sei se compensará aguardar assim tanto pelo serão para fazer as compras literárias deste ano!

O grupo Leya não faz esta promoção que tantos adoram! Este grande grupo opta por colocar etiquetas de várias cores, daquelas que até se descolam facilmente, atribuindo assim descontos nos seus livros ao longo de todo o dia e não apenas por aqueles sessenta minutos mais movimentados do serão! Ao início tudo ainda podia convencer com estas etiquetas coloridas da Leya, no entanto ano após ano percebe-se que os livros que estão dentro dessa promoção são sempre os mesmos e muito poucos se vão juntando a tal lista! Compensa? Não! É dentro deste grupo que estão as principais editoras onde os autores de que gosto se concentram, no entanto com esta regra que uma mente brilhante inventou, as compras na hora h nunca são feitas por um dos maiores espaços da feira do livro!

Atenção livreiros

O que passará pela cabeça de quem está à frente de uma livraria para colocar etiquetas com os preços nos livros daquelas que custam a sair e ainda deixam marca no produto? A sério mesmo que os senhores não fazem o teste e não pensam em colocar etiquetas que sejam facilmente retiráveis e sem deixar qualquer marca?

São as etiquetas dos preços que são colocadas pelos livreiros e aquelas famosas chamadas de atenção de capa a revelarem que o livro já conta com várias edições. Livrarias, distribuidores e editoras é tudo farinha do mesmo saco no que toca a colar tudo e mais alguma coisa nos livros para que vendam e fiquem com mais alguma coisa chamativa perante os futuros compradores.

Feira do Livro de Lisboa, quase a chegar!

Feiro do Livro de Lisboa 2015.png

 

A Feira do Livro de Lisboa 2015 já está a ser preparada para que de 28 de Maio a 14 de Junho possa abrir portas a alfacinhas e visitantes que esperam por este evento para adquirirem obras que acabaram de ser lançadas e também aproveitar as boas promoções que sempre vão aparecendo ao longo dos dias de feira com determinadas editoras a colocarem os seus sucessos a preços abaixo dos que geralmente são praticados ao longo do ano. 

A 85ª edição da montra literária lisboeta contará com perto de cem mil títulos distribuídos por mais de duas centenas de pavilhões e centenas de editores, chancelas, alfarrabistas e livreiros que prometem dar continuidade a toda a festa dos livros que tem sido mantida ano após ano pelo Parque Eduardo VII. 

Vou ler No Meu Peito não Cabem Pássaros

No Meu Peito Não Cabem Pássaros

Nuno Camarneiro venceu o Prémio Leya 2012, mas não é pela obra vencedora que me vou tentar apaixonar nos próximos dias, mas sim por No Meu Peito não Cabem Pássaros, o outro livro que o autor premiado já tinha lançado através da D. Quixote em 2011.

Sinopse

Que linhas unem um imigrante que lava vidros num dos primeiros arranha-céus de nova iorque a um rapaz misantropo que chega a lisboa num navio e a uma criança que inventa coisas que depois acontecem? Muitas. Entre elas, as linhas que atravessam os livros.

Em 1910, a passagem de dois cometas pela Terra semeou uma onda de pânico. Em todo o mundo, pessoas enlouqueceram, suicidaram-se, crucificaram-se, ou simplesmente aguardaram, caladas e vencidas, aquilo que acreditavam ser o fim do mundo.

Nos dias em que o céu pegou fogo, estavam vivos os protagonistas deste romance - três homens demasiado sensíveis e inteligentes para poderem viver uma vida normal, com mais dentro de si do que podiam carregar.

Apesar de separados por milhares de quilómetros, as suas vidas revelam curiosas afinidades e estão marcadas, de forma decisiva, pelo ambiente em que cresceram e pelos lugares, nem sempre reais, onde se fizeram homens. Mas, enquanto os seus contemporâneos se deixaram atravessar pela visão trágica dos cometas, estes foram tocados pelo génio e condenados, por isso, a transformar o mundo. Cem anos depois, ainda não esquecemos nenhum deles.

Escrito numa linguagem bela e poderosa, que é a melhor homenagem que se pode fazer à literatura, No Meu Peito não Cabem Pássaros é um romance de estreia invulgar e fulgurante sobre as circunstâncias, quase sempre dramáticas, que influenciam o nascimento de um autor e a construção das suas personagens.

Foi na Feira do Livro Lisboa deste ano que comprei este ano, através da Hora H do grupo Leya e espero não me vir a desiludir, pelo menos a crítica tem sido boa e pelo pouco que folheei parece que irei gostar, mas vamos lá ver...

Compras da Feiro do Livro Lisboa 2013

Compras da Feiro do LivroMais um ano e mais uma ida à Feira do Livro Lisboa aconteceu! Vim de férias logo no dia seguinte a esta visita, mas antes de partir tive tempo para colocar as minhas compras bem emparceiradas para uma bela imagem!

Num ano em que a polémica entre a organização da Feira do Livro e o município do Porto aconteceu, por Lisboa a feira parece que saiu reforçada e com um maior número de expositores... Pelo menos parece!

Com os grandes grupos editoriais a serem os meus eleitos deste ano... Foram seis os livros que comprei! Vamos lá ver...

De Danielle Steel, como não podia deixar de ser, foi A Mansão Thurston, da Bertrand, que veio comigo. Não o comprei porque foi uma oferta, mas foi um dos livros que escolhi este ano e que me faltava ter da autora!

Passando pela Editorial Presença e porque queria e depois porque também me disseram que era bom, eis que A Rapariga Que Roubava Livros, da autoria de Marcus Zusak, estava como livro do dia e veio comigo para me dar uns bons serões de leitura!

As compras únicas nestas duas editoras estavam feitas! Foi assim tempo de rumar até ao grupo Leya e aí foi a perdição com quatro bons livros, onde dois são de autores que já conheço e os outros dois são duas autênticas estreias para mim! De Domingos Amaral, um autor que já conheço, e editado pela Oficina do Livro, aí está Quando Lisboa Tremeu, algo que já quero ler há pelo menos dois anos. Também quem já conheço e que me vai tentar reconquistar, já que da primeira vez não correu assim tão bem, é Haruki Murakami com Em Busca do Carneiro Selvagem, sendo este um livro editado pela Casa das Letras. Quanto aos autores com que me vou estrear... Do Prémio Leya 2012, mas não o livro vencedor, eis que Nuno Camarneiro foi uma das minhas escolhas com o livro da D. QuixoteNo Meu Peito Não Cabem Pássaros. Finalmente, o livro Se Isto É Um Homem de Primo Levi e numa edição Teorema encerrou o lote!

Seis autores, seis livros e seis editoras diferentes! Acho que este ano as minhas compras andaram bem diversificadas e embora tenha recorrido a autores com quem já me sinto bem, também optei por experimentar novas escritas para me poder apaixonar por outros géneros!

Feira do livro sem fatura

Chegou-me aos ouvidos que numa feira do livro que foi realizada numa biblioteca pública do nosso país, as faturas ou o talão de compra eram inexistentes. Então a função pública não dá o exemplo do que é pedido a todos os cidadãos deste país?

Vamos a um café e somos obrigados a trazer o talão com ou sem o nosso contribuinte com o que consumimos. Mas depois vamos a uma feira do livro, dentro de um edifício municipal e organizada pelo pelouro da cultura, compramos alguns livros, saímos com umas boas leituras, com menos dinheiro, mas sem o comprovativo do nosso pagamento.

As coisas no nosso país nunca correram bem e nunca vão correr. Se a função pública é a própria a fugir às obrigações a que todos somos obrigados como é que depois querem fazer com que as empresas privadas façam tudo certo?

Se quem tem de dar o exemplo não o faz, por que razão os outros o terão que fazer? Estas autarquias não concordam é com as medidas do governo e devem fazer que nem sabem das novas leis que foram implementadas, já que o partido até é o do adversário... Vamos longe assim!

Mais sobre mim

foto do autor

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador

Mensagens

Comentários recentes

  • Anónimo

    Então... e os nossos queridos líderes? Com o défic...

  • O Informador

    O Primetag é superfácil. Uso principalmente o Basi...

  • C.S.

    Obrigada por partilhares esta informação. Eu não f...

  • O Informador

    Muito bom mesmo! Quando a pessoa começa a entrar n...

  • O Informador

    Tens algum caminhos a serem explorados por este ca...

Atual leitura

_________________________________________________________

Parceiros Literários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Espaço Cultural

_______________________________________________