Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

20
Set17

Elenco de Novela na Primária


O Informador

Agora que o regresso às aulas acontece por todo o país as lembranças surgem e apetece-me divagar um pouco convosco sobre as horas, dias e semanas que passava com os meus companheiros escolares da primária a elaborar listas sobre os elencos das novelas da altura. 

Ir para a escola nos primeiros dias do ano escolar sempre tinha o seu encanto, não porque iria rever os amigos porque ao viver numa aldeia mesmo nas férias sempre conseguíamos estar juntos ao longo dos períodos de pausa, mas porque existia algo a aprender onde os intervalos se tornavam mágicos e as aulas com os seus tempos mortos transformam-se em verdadeiro entretenimento.

Existiam alturas, anos escolares mesmo, em que ao longo de horas vazias dentro da sala de aula passávamos longos momentos a copiar e a fazer listas sobre elencos de novelas, as brasileiras na altura. Fazíamos a lista sobre todos os atores que integravam um elenco, por ordem alfabética, e depois íamos copiando até mais não. Na altura a ficção nacional estava muito longe do que é feito atualmente pelos diversos canais e nós vibrávamos com as histórias importadas do Brasil, sabíamos os nomes de cada personagem e os nomes dos seus respetivos atores. As professoras essas não se importavam de ver as ditas e famosas listas e deixava-nos estar com as nossas curiosidades porque ao mesmo tempo aperfeiçoávamos a escrita através da cópia. Na altura parecia estranho podermos fazer aqueles trabalhos em plena sala de aula, mas hoje percebe-se que tal era possível porque ao mesmo tempo que fazíamos algo que gostávamos aprendíamos também e emendávamos os erros de cada um através de cópias atrás de cópias. Os momentos sobre o elenco de cada novela demoravam horas, mesmo dias e semanas e na altura éramos tão felizes a fazer coisas que nos dias que correm parecem que não fazem qualquer sentido.

01
Out16

O que escrever nas férias?


O Informador

Estar de férias também parece significar ficar com os pensamentos bloqueados para que o cérebro consiga descansar, tal como o corpo!

Em férias a hora de deitar é livre e para levantar só mesmo quando a claridade do dia começa a incomodar a permanência na cama de olhos cerrados. Na escrita as coisas parecem semelhantes e no centro de uma aldeia alentejana, onde a internet não abunda como por casa, a vontade de partilhar novos e atualizados textos parece estar também «em modo pausa», devido a tudo o que me rodeia.

É sabido que escrever e publicar textos aquilo pelo blog através do telemóvel não faz o meu género por ainda ser complicado escrever, entabular e colocar imagens no sítio certo, esperando que esses pontos sejam melhorados pelos próximos tempos pela equipa de sapienses. Como por aqui não existe internet em todo o lado sem ter de me deslocar de um lado para o outro ou ligar a do telemóvel para fornecer ao computador, gastando todo o plafond mensal, o portátil tem estado mais desligado e consequentemente os textos escritos para logo serem publicados têm estado também mais ausentes do blog.

01
Abr16

Escrever um livro


O Informador

De há uns dias para cá a ideia de escrever um livro têm-me deixado a pensar no assunto, estando mesmo com aquela vontade de começar a colocar mãos à obra, elaborar um enredo, as suas personagens e dar o primeiro passo na obra!

Já tinha tido este tipo de pensamentos por outros tempos, mas agora sinto-me com melhores bases e algo me tem andado a dizer conscientemente que tenho que colocar os pontos no sítio e seguir com a ideia em frente. Conseguirei elaborar uma boa história a ponto de vir a ser publicada por uma editora nacional? Não quero e nem tenho necessidade de fazer as coisas com pressa e a pensar no amanhã, mas quero fazer algo, quero criar a minha narrativa, elaborar uma boa história, com personagens bem estruturadas e com cabeça, tronco e membros.

Não quero escrever por escrever, quero fazer um bom trabalho, tendo consciência de que conseguir publicar algo do género não é nada fácil, fazendo com que tenha um grau de exigência comigo próprio superior ao que existiria se não houvesse tal pressão!

A minha auto questão é se consigo fazer o que quero sem perder o fio à meada e se passados uns dias não me aparece aquele sentimento de desespero e consequente abandono para com o projeto. A ideia seria começar a dedicar-em à escrita do livro, contando como as coisas estão a correr por aqui, falando também das personagens e começando a dar a conhecer as mesmas aos leitores do blog. Mas e se depois desisto da ideia e não a consigo terminar e lutar seguidamente pela sua publicação?

29
Out15

Ortografia no Sapo


O Informador

O texto que se segue destina-se à equipa de Sapinhos do nosso coração!

 

Os meninos não estão a pensar em atualizar o corretor ortográfico para o novo acordo que já está em vigor há alguns meses? Bem que tentamos escrever sobre as novas regras mas o maldito do corretor sempre aparece com as linhas vermelhas a ditarem que várias palavras estão contra as regras ortográficas, as antigas, convém dizer!

24
Out15

Ausente de ideias


O Informador

Sabem que estou para aqui a olhar para o ecrã com a página do blog aberta sem saber ao certo o que devo publicar? Há dias que ando sem ideias e vontade para publicar algo de jeito. Olhando para o que todos vocês andam a partilhar, vejo que o mal é um pouco geral, mas não gosto de me sentir perdido de ideias e ausente de pensamentos que possam ser partilhados através de palavras ou imagens num local de que tanto gosto. 

O que me tem valido pelos últimos dias são os pequenos textos de «última hora» que me vão ocorrendo e os posts agendados que vão ficando para trás como reserva para poderem aparecer nestas alturas de paragem forçada pelo estado do tempo. O mau tempo tem destas coisas nas pessoas e pelos bloggers isso nota-se tão bem!

20
Jul15

Mão ou tecnologia


O Informador

Ano após ano as tecnologias vão ganhando o seu espaço junto de todos nós e as velhas formas vão ficando para trás. Por vezes dou por mim a pensar como se escreve à mão a palavra x ou y quando no teclado de um computador ou no ecrã do telemóvel a mesma palavra sai automaticamente sem ter de pensar se uso o c ou o ç, se fica com nha ou lha.

São coisas básicas mas o que é certo é que a tecnologia está a dar cabo da escrita tradicional que começa a ficar enferrujada com o tempo por escrevermos cada vez menos numa simples folha de papel em detrimento de deixarmos recados virtuais ou passarmos as antigas cartas pelo sistema de email ou sms. 

O que a tecnologia está a fazer pela escrita à moda antiga? Muita coisa má e que vai ficando para trás no esquecimento!

25
Mai15

Será do calor?


O Informador

Ando com falta de inspiração para contar e relatar as novidades e deixar alguns comentários aqui pelo blog e pelos vizinhos que andam por aí! Será do calor que esta gazeta de pensamentos acontece ou será mesmo falta de vontade e talvez algum cansaço para estar mais um pouco com o computador ligado para me conseguir dedicar um pouco, como é hábito, ao blog?

Hoje, pelo menos a julgar pelas primeiras horas da manhã, será dia de pausa por estas paragens! Amanhã logo se verá se o calor acalma e a paciência para estar de frente ao ecrã regressa!

13
Mai15

Acordo indiferente!


O Informador

Ui! Ui! Ui! Todos andam por aí chateados com as novas regras sobre o acordo ortográfico que tem de ser colocado em prática e eu aqui nas tintas para a situação!

Sério mesmo, para mim tanto me faz se escrevo actor ou ator! Nos últimos tempos tenho vindo a ter cuidado para colocar as palavras e expressões da forma como terá de ser futuramente, mas existem sempre falhas e irão continuar a existir porque não em vou dar ao trabalho de andar a procurar a forma exata e moderna de escrever, habituando-me com o tempo a fazê-lo.

10
Abr15

Eis o momento...


O Informador

E surge o momento em que se está de férias e a televisão decidi avariar! Para uma pessoa que sempre tem de estar em casa com o televisor ligado este é um momento complicado de acontecer, para mais quando o tempo ameaça voltar a começar a chover, ainda existe dia e meio para ficar por aqui e só os computadores com acesso há internet sobrevivem na pacatez do Alentejo.

Uma televisão avariada servirá para aprofundar outros gostos como a leitura, a escrita e o passeio, este último não porque o tempo não deixa. Já agora, o que fazer agora com o televisor? Se fosse meu ia já para o lixo mas assim fico-me pela ideia e deixo-me andar por aqui sem o aparelho mágico a servir como som de fundo mesmo nos momentos em que não se está com a mínima atenção ao que se está a passar. 

27
Fev15

Sem inspiração!


O Informador

Será do tempo que se tem feito sentir?? Será da falta de horas vagas para me poder dedicar com maior abundância? Será de mim ou de tudo? Falo da falta de inspiração que tenho sentido pelos últimos dias para partilhar textos mais virados para os pensamentos e opiniões de vida!

Chego a casa meio cansado, ando mais molenga e somente com vontade de deitar-me e cochilar por umas boas horas seguidas sem ter de pensar em nada, muito menos tentar criar um texto pormenorizado contra a vontade da mente. 

12
Fev15

Aguardo as boas-vindas ao Sapo!


O Informador

Upa! Upa! Agora sim, posso afirmar que estou no universo dos blogues Sapo, aquele onde muitos mas não todos estão inseridos. Andei quase dois anos e meio por aí a vaguear sozinho, num espaço que não estava sincronizado com os seus semelhantes. No entanto, ao fim deste tempo pensei que tudo poderá ser melhor se pertencer ao núcleo dos outros, aqueles que também partilham o mesmo gosto pela escrita e partilha social!

O Informador aproximou-se assim dos seus semelhantes pelas últimas horas e esta entrada no mundo da sapiência só poderá correr bem! Aguardo agora as boas-vindas da vossa parte! Até já!

22
Jan15

O desenrolar de um blogue


O Informador

Há dias conversava com uma amiga através do Twitter sobre a hipótese de lançar um blogue de moda e desenho, as duas paixões que tem tido na sua vida. Dei-lhe algumas dicas e disse-lhe o que penso e tenho vindo a sentir ao longo destes dois anos em que formei O Informador, falando-lhe das alterações que fui fazendo e mostrando que a primeira criação não é mais o que anda a ser feito atualmente por este espaço. Tinha na altura uma ideia do que queria fazer, porém com o passar do tempo fui percebendo que seria outro o caminho a seguir e isso foi e vai acontecendo constantemente. Hoje O Informador não é o mesmo do mês passado e muito menos o que foi em finais de 2012.

Quando lancei O Informador pensei que queria fazer um projeto onde iria falar de alguns temas da atualidade, mostrando imagens que se destacaram pelos últimos dias, comentando também a minha forma de estar e o que ia vivendo. Mas o tempo mostrou que isso não chegava para o blogue que queria ter, longe do mundo que adoro da televisão e da literatura, deixando o cinema, as fotografias próprias e os famosos de lado. Aos poucos fui alterando o projeto que criei inicialmente e a cada dia que passa consigo identificar-me com o que tenho em mãos, com esta criação que tem tido um crescimento sustentado graças também ao empenho que tenho mantido diariamente. O Informador é o meu part time e só não ocupa todo o meu dia laboral porque não é rentável monetariamente, mas esse seria o grande sonho, claro!

Acredito que todos os lançamentos de blogues acontecem com a ideia que se vai fazer determinado trabalho e ao fim de pouco tempo as surpresas vão acontecendo e as mudanças aparecem.

Menina, tens jeito, gostas dos dois mundos de que falamos e não tenhas medo que no início não sejas bem aceite ou não consigas mostrar na perfeição o que queres. Consegues lá chegar e criar o que vais querendo com o tempo e as tuas duas paixões, de que falamos, já deram várias mostras que podem atingir o sucesso, só tens que começar a arriscar!

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador

Mensagens

Comentários Recentes

Atual Leitura

_________________________________________________________

Parceiros Literários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Espaço Cultural

_______________________________________________