Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

15
Mar17

Sim, fui demasiado egocêntrico


O Informador

Existem momentos em que não apetece ir aqui ou acolá e conhecer novas pessoas que possivelmente estão totalmente de fora do estilo de vida a que estamos habituados a ter. Vamos um pouco no vai ou não vai mas acabamos por ceder porque o que é certo é que não temos nada a perder. E não é que por vezes até percebemos que afinal de contas o que poderia ter sido um custo passou de forma rápida, divertida e com boa impressão de desconhecidos que nos recebem de sorriso na cara e um certo interesse em perceberem quem somos?

Sou desconfiado por natureza com quem chega de novo, não gostando de esticar a corda com conversa que não dou para não transmitir confiança a quem não conheço e isso na vida pode ser um pau de dois bicos, já que me restrinjo do que não quero ter por perto mas ao mesmo tempo não dou espaço de manobra para novas oportunidades poderem ter alguma hipótese de surgir. As pessoas conseguem surpreender e embora pense em vários casos que aquele pequeno espaço de tempo de conversa fiada não valeu um chavo, por vezes a ideia pré concebida acaba por cair por terra. Não conhecemos de todo a pessoa que nunca vimos, não existe ideia pré concebida sobre quem é ou poderá deixar de ser, então porque não dar uma hipótese para confraternizar entre amigos, conhecidos e novos conhecidos?

Sinto-me de há uns tempos para cá um pouco, ligeiramente, diferente na forma de socializar com quem não conheço ou não conheço tão bem. Tenho dado novas oportunidades a quem por algum motivo tinha deixado para trás, para um plano meio esquecido, por vezes por erro meu devido ao desligamento que tenho, e que agora, após um tempo e de começar a perceber que ser egoísta não é tudo na vida, a ficha parece ter caído para voltar à realidade. Aliás, ser egocêntrico é tudo, mas é um tudo mau. Ninguém se pode concentrar em demasia em si e eu fui e tenho de admitir demasiado «eu», «eu» e «eu», não deixando que os outros por muito que quisessem me pudessem conhecer ou ter um pouco do meu tempo. Tenho vindo a perceber que afinal os outros são tão importantes para o «eu» como o bem-estar pessoal o é e embora não me sinta totalmente bem comigo, consigo entregar-me de outra forma aos outros, dando hipóteses, tentando retomar o que perdi ou não cheguei a ter por orgulho ou simplesmente ideias que criei na cabeça sem fundamento e sobre as quais nunca quis dar o braço a torcer. Percebo hoje que estive mal em várias situações por ser parvo e bastante virado para mim na vida pessoal, mas estou a tentar mudar e acredito estar no bom caminho, pelo menos tenho feito por isso e noto diferenças. 

04
Out14

Ganhei peso e isso é bom!


O Informador

Raro é ouvir alguém feliz por ter ganho alguns quilos! Eu, que consegui em pouco mais de três meses engordar cinco, estou bem contente com isso e não o escondo de ninguém!

É bem bom ter conseguido engordar, alguns anos depois de andar sempre a pesar entre os 65 e os 67 quilos. Agora consegui passar para a barreira dos 71 e isso só me dá animo. Sempre me senti magro e a querer ter mais algum peso que me ajudasse também a encher a roupa, agora ficaria triste por ter conseguido o que tanto queria? Claro que não, ainda gostava era de conseguir subir mais um pouco a fasquia, aproximando-me dos 75, mais ou menos!

Engordar para mim é uma coisa boa porque sempre fui magro, mesmo comendo bem e com os horários para as refeições bem definidos! Compreendo quem deseja emagrecer, mas não consigo partilhar a mesma felicidade de quem o consegue!

20
Set14

Escrita e títulos sensacionalistas


O Informador

O tempo vai passando, as coisas vão sendo alteradas mas tenho que admitir que existem factos que não consigo modificar totalmente! Quando comecei a partilhar assuntos e opiniões pelo mundo da internet, quer tenha sido através de sites, blogues ou fóruns, sempre me disseram que criava títulos e escrevia de forma sensacionalista para chamar as pessoas com a finalidade de lerem o conteúdo do artigo. Agora dizem-me que faço o mesmo, embora de forma mais suave, mas com a mesma força!

Não consigo criar um texto e dar a minha opinião sem fazer uma boa chamada de atenção através do seu título e das primeiras palavras que partilho! Não tirei qualquer curso de jornalismo, não andei em workshops de escrita - até ao momento - e o que fui fazendo nesta área das palavras foi aprendido pela escola e com o tempo. Se partilho algum sensacionalismo através dos artigos de opinião que publico, não tenho culpa de ser assim porque isto é meu, foi assim que fui evoluindo e é assim que acho que tenho que continuar a fazer.

O Informador tem seguido a linha do tempo desta forma, sendo direto ou não com as palavras que deixo fugirem pelo teclado do computador ou pelo ecrã do telemóvel. Se tenho um estilo sensacionalista nos meus textos e se sou criticado por isso, só tenho que respeitar as opiniões que estão do outro lado, no entanto mudar não consigo mudar, só consigo ser como sou!

Sensacionalista ou não eu sou assim e não me irei alterar de forma repentina só porque sou criticado por algo que acho que está correcto! Cada um tem o seu estilo e este é o meu!

12
Set14

Hoje é sexta! Preciso de descansar!


O Informador

Quase na hora de ir ver o quarto episódio de Mr. Selfridge, para que o sono apareça em definitivo, conseguem-me arranjar maneira de me chatearem mesmo à distância! Será isto normal acontecer num dia em que só penso em descansar, estar quieto no meu canto para assim que aparecer o clique conseguir adormecer a pensar que amanhã, pelas oito da matina, estou de novo levantado para mais um Sábado de trabalho?!

Estou cansado, preciso de descansar, não ando a melgar ninguém e mesmo assim sou preso porque estou demasiado calado! Ok... Se falo é porque falo, se chateio é porque resmungo de mais e agora porque preciso de colocar o sono em dia e repousar o corpo moído acabo também por levar com a treta das chatices!

Sim, estou em semana complicada, mais silencioso que o normal, mas estou cansado e preciso deste espaço por um dia para me conseguir recompor com a escrita, a leitura, a televisão e o colchão como meus principais companheiros! Será que posso ter este momento só para mim no que me resta desta sexta-feira? 

Obrigado pela atenção!

Sobre mim

foto do autor

Ganha

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • O Informador

    Como era um tema que pensei que pelas palavras usa...

  • Anónimo

    Recebi a notificação deste post e tive que abrir.....

  • O Informador

    Fui também e adorei! Comentário no blog ao longo d...

  • Anónimo

    Adorei! muitos parabéns aos irmãos Feist e restant...

  • O Informador

Mensagens

Posts mais comentados

Pesquisar

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador