Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

20
Jul17

Um Mundo de Pernas Para o Ar [Elan Mastai]


O Informador

um mundo de pernas para o ar.jpg

Autor: Elan Mastai

Editora: Bertrand Editora

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Julho de 2017

Páginas: 384

ISBN: 978-972-25-3346-1

Classificação: 2 em 5

 

Sinopse: Estamos em 2016 e no mundo de Tom Barren a tecnologia solucionou os grandes problemas da humanidade: não há guerra, nem pobreza, nem abacates pouco maduros. Infelizmente, Tom não é um homem feliz. Perdeu a rapariga dos seus sonhos. E o que é que uma pessoa faz quando está de coração partido e depara com uma máquina do tempo? Faz uma estupidez.

Agora Tom dá por si numa realidade paralela aterradora (que nós reconhecemos logo como sendo o nosso 2016) e só pensa em corrigir o erro e voltar para casa. Mas é então que descobre uma versão encantadora da sua família, da sua carreira e de uma mulher que pode muito bem ser a mulher da sua vida.

Tem agora de enfrentar uma escolha impossível. Regressar para a sua vida perfeita, mas pouco emocionante, ou permanecer na nossa realidade, um mundo caótico, mas onde terá ao seu lado a sua alma gémea. À procura da resposta, Tom é levado numa viagem pelo tempo e pelo espaço, tentando perceber quem é de facto e qual será o seu futuro.

Cheio de humor e emoção, um livro inteligente e caloroso que é uma poderosa história de vida, de perdas e de amor.

 

Opinião: Um Mundo de Pernas Para o Ar prometia sim, mas não me conseguiu conquistar e acabei por chegar ao final desta leitura com um peso e com um grande prolongamento temporal que não era esperado. 

Comecei entusiasmado e consegui entrar facilmente na leitura, passando entre o real e o mundo criado para lá da mente, mas aos poucos fui perdendo o brilho que senti pelos primeiros capítulos até que cheguei a uma fase em que me obriguei a levar a leitura em diante porque não sou de deixar livros a meio. Genericamente não sou apreciador de ficção cientifica e mesmo em termos cinematográficos é um estilo que opto por não ver, mas pensei que este romance teria os ingredientes secretos para me conquistar mas nem a comédia me conseguiu alegrar ao longo das demoradas e arrastadas horas em que me dediquei a este livro. 

Tenho noção sobre a ideia base do autor e acho que tinha condições para a criar, elaborando conteúdo mas o que enrolou a meio e a forma apressada como terminou esta história de mundos paralelos acabou por me deixar mesmo em algum local onde o seguimento lógico da obra não estava. A tentativa de juntar o romance com a ficção cientifica e uns pozinhos de comédia poderia ter corrido bem, mas dos três o que melhor foi explorado foi mesmo a parte romanceada e um pouco da vida familiar, tendo o resto passado ao lado da essência, sem exploração de casos. Elan Mastai talvez por querer mostrar demais acabou por deixar escapar uma história que se tivesse sido melhor explorada e mais expostas teria corrido melhor. 

13
Jul17

Vencedor de Um Mundo de Pernas Para o Ar [Bertrand Editora]


O Informador

um mundo de pernas para o ar.jpg

Elan Mastai estreou-se na literatura com Um Mundo de Pernas Para o Ar, o romance que tem conquistado o Mundo e que só foi possível após o autor sentir a falta que a sua mãe lhe fez na vida. 

Como o próprio título da obra revela, o leitor ao entrar nesta narrativa encontra um mundo de pernas para o ar. Não, ninguém anda de cabeça para baixo mas sim numa realidade distorcida e entre vários espaços temporais onde tudo acaba por se atropelar de forma saudável entre a realidade e a utopia idealizada por um jovem que entra numa máquina do tempo para perceber que passado, presente e futuro são tão distintos como as vidas que vai encontrando através de mundos paralelos.

Lançado há dias entre nós pela Bertrand Editora, este é já considerado como um dos livros do ano para muitos, tendo sido disputado entre várias editoras mundiais e já contando com os seus direitos cinematográficos vendidos.

11
Jul17

Atual leitura... Um Mundo de Pernas Para o Ar [Elan Mastai]


O Informador

um mundo de pernas para o ar.jpg

Lançado há dias, este poderá ser um dos livros do ano, ou não, porque só agora irei iniciar a sua leitura e saber o que Um Mundo de Pernas Para o Ar me reserva para os próximos dias. 

Da autoria de Elan Mastai, o guionista canadiano que após a morte da sua mãe resolveu refletir sobre os obstáculos que nos são colocados pela frente e assim surgiu este romance que tem sido bem comentado pelos países onde foi lançado. Este é um dos livros mais disputados dos últimos meses entre editoras nacionais e internacionais e talvez seja essa uma das razões que me faz ter uma curiosidade acrescida sobre esta novidade da Bertrand Editora. Com os seus direitos cinematográficos já vendidos, Um Mundo de Pernas Para o Ar parece juntar romance, comédia e ficção cientifica numa só narrativa onde o passado se une ao presente.

06
Jul17

Ganha... Um Mundo de Pernas Para o Ar [Bertrand Editora]


O Informador

um mundo de pernas para o ar.jpg

O romance de estreia do canadiano Elan Mastai está a colocar os leitores de pernas para o ar e a criar algumas dúvidas sobre os pontos onde a utopia distorce a realidade e vice-versa. 

Foi quando a mãe do guionista morreu que Elan começou a refletir sobre a vida que sempre nos vai colocando obstáculos pela frente com a finalidade de os enfrentarmos para conseguirmos seguir o caminho destinado. Mas existe quem não tente dar o salto com receio de falhar e é ai que entra este romance onde a realidade é completamente distorcida pela utopia. Sem pobreza e longe de conflitos, com os sonhos a tornarem-se realidade em vidas positivas partimos à aventura com Um Mundo de Pernas Para o Ar, o livro que parece uma máquina do tempo que transporta o seu protagonista para o futuro que não passa do nosso presente onde afinal parece que existe hipótese de ser feliz ao lado de uma família encantadora e onde o amor e a profissão influenciam o seu bem-estar para não mais querer voltar à realidade do passado. Um presente onde tanto nos queixamos acaba por ser a perfeição para Tom, o rapaz que adora o caos dos tempos modernos e está pronto para por cá ficar. 

Numa mistura de romance, comédia, ficção científica e com um bom toque de humor à mistura, em Um Mundo de Pernas Para o Ar as opções a tomar são o ingrediente principal de um dos livros mais disputados do ano e cujos direitos para a adaptação ao cinema já foram comprados. 

29
Jun17

A Filha Estrangeira [Najat El Hachmi]


O Informador

a filha estrangeira.jpg

Bi ismi Al lah

(em nome de Deus)

Autor: Najat El Hachmi

Editora: Bertrand Editora

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Abril de 2017

Páginas: 208

ISBN: 978-972-25-3371-3

Classificação: 4 em 5

 

Sinospe: Uma rapariga nascida em Marrocos e criada numa cidade interior da Catalunha aproxima-se da idade adulta. À rebeldia característica da juventude, ela terá de acrescentar um dilema: sair do seu mundo de emigrante ou permanecer nele. Um romance íntimo e honesto sobre a transição para a idade adulta, escrito em forma de monólogo interior, repleto de observações, histórias e memórias da terra natal da narradora, uma jovem viva e inteligente, apaixonada pela literatura e pela filosofia, completamente diferente do mundo iletrado e tradicional da mãe. 

Acessível, por vezes engraçado, mas sempre íntimo e repleto de observações e pensamentos pertinentes. Um livro que fica connosco.

 

Opinião: Uma jovem que tem as suas origens em Marrocos mas que cresceu na Catalunha conseguirá algum dia viver consoante a tradição familiar e longe da liberdade ocidental a que se habitou ao longo dos anos? Esta é uma das principais questões de A Filha Estrangeira, a obra que retrata uma vida entre dois mundos bem distintos que acaba por gerar um mal-estar interior para com quem é forçado a conviver consoante crenças e comportamentos que não tolera.

A tradição, os costumes culturais e os receios são uma arma forte do povo marroquino que não quebra hábitos dentro do seu país, mas fora dele seguem as leis com receio do que os outros possam dizer, tudo para não melindrarem uma sociedade que tem as suas venerações e hábitos bem distintos. A nossa jovem protagonista é a contradição dentro da lei. Habituada à liberdade, mesmo com uma mãe tradicional e a repudiar as suas atitudes, sempre tentou conciliar os dois lados da balança para não defraudar os sonhos de uma mãe que sempre fez tudo pela filha, num local longe da família e onde sempre foi necessário lutar por um lugar melhor. 

A trabalharem para casa, vivendo rodeadas de preconceitos, racismo e comportamentos chocantes para com a diferença, mãe e filha seguiram o seu percurso sem uma figura masculina por perto mas com a promessa de outros tempos que um dia, a jovem teria um primo à sua espera para contrair matrimónio e começa aqui a parte da narrativa que mais me prendeu.

25
Jun17

Atual leitura... A Filha Estrangeira [Najat El Hachmi]


O Informador

a filha estrangeira.jpg

Uma história de contrariedades pessoais entre o passado e o futuro reflete-se na história de uma jovem que nasceu em Marrocos e foi criada pela Catalunha, existindo agora a balança entre continuar onde está ou procurar as suas origens. Este é o segundo romance de Najat El Hachmi, a autora que venceu com a sua obra de estreia, L'Últim Patriarca, o prémio Ramon Llull em 2007.

A Filha Estrangeira será assim a minha atual leitura pelos próximos dias e espero que me conquiste tanto como outras obras do género há uns anos atrás. Para já vou um pouco às escuras para o início da leitura deste romance, já que a sinopse não revela muito do que há para descobrir ao longo das mais de duzentas páginas. 

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários Recentes

  • Gorduchita

    O tempo é um conceito sempre relativo. E por vezes...

  • O Informador

    Acho que sim, pelo que andei a ver pela internet.....

  • O Informador

    Pensa somente depois que o espaço não é muito gran...

  • Anónimo

    La Redoute vende essa marca,,,.

  • Cláudia C Silva

    Já tinha visto algumas fotos pelo Facebook e adore...

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador