Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Entrevista de Judite para a Cristina

cristina judite.JPG

Três anos após a morte do filho, Judite Sousa encontrou o momento para dar a sua primeira entrevista onde fala da morte de André e se confronta com o passado profissional e o seu atual estado pessoal e dentro da TVI. A jornalista foi convidada duas ou três vezes por Cristina Ferreira para ser capa da sua revista, mas só agora contactou a apresentadora de Você na Tv! porque tinha chegado o momento de abrir o coração. 

Imediatamente comprei a revista para ler esta entrevista, talvez uma das mais aguardadas, e confesso que não fiquei dececionado. Li a conversa entre Cristina e Judite enquanto tomava o café da manhã e tenho de revelar que não consegui controlar a emoção num local público. Esta é uma entrevista emocionante e sincera onde se começa por um passado profissional que começou aos 18 anos e que levou a uma perda de parte da juventude que acabou por não ser vivida. Do Porto, de onde é natural, para Lisboa, onde assume ter passado por uma fase complicada para encontrar o seu lugar dentro da RTP, Judite mostra-se uma mulher marcada por um passado onde viveu bastante para o trabalho e deixou a vida pessoal de lado. Hoje, e após três anos da morte do filho, o rosto de Informação da TVI revela-se uma mulher que procurar viver «sobrevivendo» por esperar «muito pouco da vida».

Cristina entrevista Judite Sousa

Judite na Cristina.jpg

Finalmente a revista Cristina terá Judite Sousa como rosto principal na segunda edição do terceiro ano da publicação.

A jornalista da TVI será o destaque da próxima edição da revista de Cristina Ferreira e a conversa, além da sua vida profissional, girará em torno da morte do filho da pivô do Jornal das 8. A assinalar três anos após a morte do jovem, Judite Sousa fala assim livremente sobre o peso da perda de um filho.

O (re)começo da revista Cristina

capa-revista-cristina-ano-3-25-2.jpeg

Dois anos após o lançamento da primeira edição da revista Cristina, eis que um novo relançamento acontece, agora com Cristina Ferreira também à frente de uma equipa que é sua e só sua onde foi criada uma editora, a Treze7, pela própria apresentadora para não ter que estar sobre a alçada de ninguém. Cristina aprendeu, viu como fazer, percebeu que se tornava muito mais rentável e ágil ficar na frente do projeto a solo e criou... Levou os melhores e de confiança consigo e a 7 de Abril de 2017 começa o terceiro ano da revista Cristina. Se tudo se tratasse de um programa televisivo, iniciava-se assim a terceira temporada de um projeto de sucesso!

Cristina-Ferreira-Manuel-Luis-Goucha-revista-numer

Com Cristina Ferreira na capa ao lado de Manuel Luís Goucha que a entrevistou, o que para mim não é surpresa porque desde que Goucha abriu as portas do seu monte alentejano para se deixar fotografar pela equipa da revista e entrevistar pela sua companheira das manhãs que esta troca de papéis era esperada. Agora para iniciar a nova etapa da «sua» revista a sessão fotográfica de capa não podia ter sido melhor escolhida, num local que também se encontra em obras para que possa dar vida a novos desafios pelos próximos tempos, o Palácio do Marquês do Alegrete, em Lisboa. Tudo se constrói mas há também que achar o momento, quando assim é necessário, para se fazerem retoques e se possa seguir em frente e esse é o objetivo tanto da Santa Casa da Meisericórdia que pretende fazer deste local lisboeta uma residência para idosos e uma unidade residencial para jovens, como da revista Cristina que além de iniciar assim o seu terceiro ano, parte também para uma aplicação de telemóvel. Cristina Ferreira não pára no pequeno ecrã e é há anos a estrela maior, garantindo bons valores à TVI com todos os programas para que dá a cara. Se uns não gostam de Cristina como apresentadora pela sua forma de estar, a maioria aplaude como mostram os números. Mas no que toca à vertente empresarial não há que negar... A saloia da Malveira é uma visionária e empresária de sucesso desde que começou a colocar as mãos para além do seu papel de apresentadora. 

Apanha Se Puderes, o sucesso inesperado!

Anos e anos de Preço Certo como quase sempre líder no horário das 19h00, dando ao canal público uma folga e um maior contacto com os espetadores de forma regular, eis que de um momento para o outro e após várias séries, novelas, talk shows e reality shows terem passado pelo mesmo horário na TVI, surge Apanha Se Puderes que logo na estreia surpreendeu!

Acredito que nem a própria direção da estação de Queluz acreditava que seria possível logo no primeiro dia derrubar os anos em que «o gordo» vence o horário, mas isso aconteceu e desde ai que o concurso apresentado pela «loura» Cristina Ferreira e por Pedro Teixeira tem sido líder de forma isolada sem dar margem de manobra para os concorrentes diretos picarem o ponto por alguns minutos no primeiro lugar. Não foi possível com vários produtos mas desta vez e com a ideia que este seria mais um programa que não iria conquistar naquele horário graças ao rei da RTP, tudo se altera e após duas semanas a TVI continua a governar o horário, fazendo com que o Preço Certo tenha baixado e a SIC continue bem longe com a novela brasileira no horário. 

O que terá gerado tudo isto? Cristina rende audiência e por isso ter um alto salário, o Teixeira aterrou na perfeição no formato, o programa já testado em outros países para além de aliar cultura geral com jogos físicos tem animação e vive muito dos concorrentes e da empatia que a dupla de apresentadores cria com as conversas mantidas ao longo de cada emissão e quer se queira que não, tem sido diariamente dos formatos mais bem promovidos do canal, com ligações em direto aos estúdios das gravações de forma constante, a Cristina sempre a falar do seu novo programa e a publicidade a passar em todos os intervalos. É difícil não ver qualquer menção ao Apanha Se Puderes ao longo da emissão diária do canal e isso ajuda também a este sucesso!

Figurante bem Expressiva!

Existirá figurante de um qualquer talk-show tão ou mais expressiva que esta moça?

Já uns dias tinha reparado na dita e até os apresentadores já haviam comentado, mas aqui dá para perceber mesmo como a expressividade, que acho exagerada e forçada, vai mesmo a todo o lado, desde as caretas aos sorrisos e caras tristes.

A continuação da Cristina

No final de contas e tal como sempre acreditei, a revista Cristina não termina aqui! Dois anos depois do pontapé de arranque, a publicação de Cristina Ferreira foi nos últimos dias notícia por ter o seu final anunciado, só que tal como o comunicado que a editora Masemba lançou, o que terminou foi a parceria entre a revista e a editora e não a publicação. 

Muito foi inventando e publicado pelos vários meios de comunicação social sobre a Cristina, ficando-se a perceber que existiam vários órgãos que mostraram um certo agrado com este desfecho, só que após notícias sem verdades e suposições só porque o nome da apresentadora vende e rende, eis que a própria acaba por falar e quebrar o silêncio numa conferência de imprensa propositada para revelar que quase todos estavam enganados e que poucos foram os que andaram próximos do que iria acontecer.

Acreditei na mudança de editora mas não supôs que fosse a própria Cristina Ferreira a criar a sua editora para ter a revista ao seu cuidado, com a sua equipa e com a força que sempre tem mostrado junto dos leitores. Ou seja, Cristina vende, viu como fazer e agora não depende de ninguém para seguir em frente com a sua revista. 

Adoro a revista, embora existam meses que note um excessivo número de páginas publicitárias, o que não foi o caso do último número, mas o conteúdo através de entrevistas e reportagens é interessante, com temas que geralmente não são debatidos por outras publicações do género.

Alberto João Jardim na última (?) Cristina

cristina alberto joão jardim.jpg

Uma capa de qualidade e com o espírito carnavalesco que este mês de Fevereiro representa, a revista Cristina poderá chegar ao fim com a edição que tem a apresentadora e Alberto João Jardim, o eterno rei do Carnaval da ilha da Madeira, como anfitriões. 

Para mim esta é das melhores capas já feitas pela publicação que ao final de vinte e quatro meses tem um fim anunciado mas nada ainda é certo, já que a própria Cristina Ferreira ainda não teceu comentários sobre este desfecho da parceria com a editora Masemba que tem salários em atraso dos seus funcionários e não cumpriu com o acordo com a própria apresentadora da TVI. 

Espero que a entrevista a Alberto João Jardim esteja tão faiscante como o próprio sempre tem sido ao longo da sua vida política onde não deixou nada por dizer quando era chamado a opinar e a fazer escolhas. 

Adeus Cristina!

cristina fim.png

Dois anos depois do primeiro número da revista Cristina ter chegado às bancas, eis que o seu fim é anunciado dentro da Masemba, editora responsável pelo projeto até ao momento.

De há uns dias para cá que se vinha a falar sobre o encerramento editorial da revista de Cristina Ferreira e agora está confirmado pela própria que partilhou pelas redes sociais uma imagem sua com a legenda «E se isto acabar? O que vier será melhor», dando a entender que algo está por um fio, ao mesmo tempo que a Masemba anunciou em comunicado o final da parceria. «A revista Cristina foi o projeto editorial com maior sucesso em Portugal nos últimos dois anos, tendo sido seguramente o título mais impactante lançado na última década. Tratou-se de um título rentável desde o número 1. A Masemba agradece à Cristina Ferreira e à equipa da revista Cristina, o empenho, dedicação e paixão que imprimiram ao mesmo», frisam. 

Segundo fontes do projeto, esta decisão foi «por mútuo acordo», tendo ficado decidido o final da «parceria que tinha uma lógica anual», mas que ambas as partes saem felizes do projeto. A última edição será lançada no próximo dia 7 de Fevereiro, podendo a partir daí ficar-se a saber se será mesmo o final da revista Cristina ou se o projeto continuará numa nova editora. Para já a certeza é o final desta parceria, mas o resto ainda é uma incógnita, já que a revista tem mantido as boas vendas desde o seu número 1, com edições de maior saída que outras, como todas. 

Marcelo Rebelo de Sousa, Ricardo Araújo Pereira, Rita Pereira, Manuel Luís Goucha, Sofia Ribeiro, Simone de Oliveira, Santana Lopes, Simão Sabrosa, Mariza, Joana Amaral Dias, Bárbara Guimarães e Quaresma foram alguns dos rostos que protagonizaram as capas das vinte e três edições lançadas da revista que assinala os dois anos com a possível edição de fecho. 

Até ao momento ainda não se sabe quem será a figura central da última Cristina e se esse será mesmo o último número da revista, mas dentro de dias as dúvidas deverão ser desfeitas pela própria Cristina Ferreira que pelas redes sociais ou através do Você na Tv! contará de certo o que irá acontecer a um dos seus desafios fora do pequeno ecrã. 

Sentir

Sentir.jpg

Autor: Cristina Ferreira

Lançamento: Novembro de 2016

Editora: Contraponto

Páginas: 200

Classificação: 4 em 5

 

Sinopse: Sentir, de Cristina Ferreira, é um inspirador livro de memórias a que ninguém fica indiferente.

Cheio de revelações, tocado pela surpreendente magia da sua escrita, mostra o percurso de trabalho e sacrifício de Cristina na busca determinada pela realização de um sonho. 

«O passado não guarda só as memórias. É nele que se inscrevem as histórias que nos moldam e nos transformam. A sorte de uma família perfeita faz o resto. Muitos me perguntam como consigo, qual o segredo do meu sucesso. Talvez aqui encontrem respostas. Este livro é uma partilha muito pessoal dos meus momentos, do que fez a diferença na minha vida. Não é um romance, mas está cheio de amor. E também de algum desamor. As imagens tornam-se aliadas de uma memória que me foi passada ou que vivi. Não sou mais do que gente normal à procura do sonho. Nunca tive a pretensão da escrita, mas encontro nas palavras uma forma de me revelar. Cabe a cada leitor encontrar os seus momentos-chave. E neles descobrirá a sua chave do sucesso.»

 

Opinião: Cristina Ferreira não é escritora, é uma profissional de televisão, que se formou em comunicação social e que após vários anos em destaque no pequeno ecrã foi-se lançado em várias frentes, até que chegou Sentir, o livro que não é uma biografia, mas sim um desfiar de memórias e histórias que marcaram a sua vida. 

Nesta obra encontra-se uma Cristina, tal e qual como aparece no ecrã, com os seus momentos de coragem e onde a fortaleza necessária perante casos pesados por vezes acaba por desabar porque o seu intimo não permite uma máscara de boa disposição contínua. Em Sentir a apresentadora homenageia essencialmente os seus pilares onde a família é um forte alicerce para as suas conquistas, sem esquecer amizades de infância, conhecimentos de faculdade e amores profissionais que encontrou para a vida. Os pais, o filho, tios, primos, vizinhos, o amor da sua vida, Goucha e Júlia Pinheiro, o seu primeiro Manuel, as estacas e os rostos da feira da Malveira. A partir do momento em que a menina, que trocou as voltas aos pais que desejavam um menino, nasceu que todas as pessoas que a têm ajudado a crescer marcam presença nesta obra bem pessoal onde encontrei verdade e sentimento. Seguindo a carreira de Cristina percebe-se que realmente o que foi passado para o papel são os pensamentos memoráveis de uma sonhadora que tem lutado pelas suas conquistas, onde pedras apanhou pelo caminho mas que nunca a fizeram desistir. 

Atual leitura... Sentir

Cristina Ferreira rende e aliou-se das pessoas certas para saber ainda mais fazer render! Televisão, moda, blog, revista e desde Novembro livro, o Sentir que irei ler a partir de agora. Sabendo que Cristina não é uma escritora e não o tenciona ser, nesta obra pessoal estão as suas memórias, relatadas pela própria e não por um qualquer autor fantasma. Pelo que dizem nesta escrita encontra-se um pouco do que a apresentadora revela diariamente ao público e esse é um dos pontos que me fez querer ler Sentir, sabendo que aqui não existe um romance, um thriller ou um documentário mas sim um desabafo e contos reais de uma pessoa que cresceu e sonhou com o que tem atingido.

A inveja para com Cristina Ferreira

cristina ferreira.jpg

Cristina Ferreira comprou um carro novo e o mundo da imprensa já está a fazer manchetes sensacionalistas para que o leitor/espetador comente de forma negativa somente porque o novo Porsche Panamera em Portugal custa pelo menos 115.337€. O novo Panamera E-Hybrid só chegará às mãos da apresentadora na próxima Primavera mas já está a dar que falar somente porque a imprensa consegue dar uma notícia de modo a que todos fiquem com a opinião negativa acerca dos famosos que mais vendem. 

Cristina, segundo a imprensa, escolheu um veículo híbrido, com potência máxima de 462CV e um binário que ascende os 700Nm, consegue acelerar até aos 100km/h em apenas 4,6 segundos e atingir uma velocidade máxima de 278km/h. Em deslocações mais pequenas a apresentadora poderá ter uma condução sem emissões poluentes, já que este novo Porsche consegue cumprir até 50km num modo de condução 100% elétrico. 

E que mal tem isto? Nenhum!

A companheira televisiva de Goucha nas manhãs da TVI tem dinheiro, ganha bem, recebe de vários projetos onde se empenha. Que mal tem em gastar o seu dinheiro com coisas de que gosta? Nenhum! Neste caso Cristina rende milhares ao canal pelo qual dá a cara, transformou-se numa marca fora do ecrã e tudo isso dá os seus frutos. Ela trabalha, ganha, gasta e ajuda sem ter de o revelar publicamente. Qual a razão da imprensa em tentar manchar a imagem dos famosos porque compram uma casa de milhões ou um carro mais caro que uma boa vivenda para a classe média?

Mais sobre mim

foto do autor

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador

Mensagens

Comentários recentes

  • Anónimo

    Então... e os nossos queridos líderes? Com o défic...

  • O Informador

    O Primetag é superfácil. Uso principalmente o Basi...

  • C.S.

    Obrigada por partilhares esta informação. Eu não f...

  • O Informador

    Muito bom mesmo! Quando a pessoa começa a entrar n...

  • O Informador

    Tens algum caminhos a serem explorados por este ca...

Atual leitura

_________________________________________________________

Parceiros Literários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Espaço Cultural

_______________________________________________