Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Novidades Nike

O Verão já dá um ar da sua graça com os dias quentes que se fazem sentir e quando as temperaturas começam a subir a vontade de praticar exercício físico ao ar livre e não só aumenta. Como tal e porque para andar, correr ou praticar qualquer tipo de desporto é necessário ter um bom equipamento, que tal fazer umas compras para reforçar o material de treino com uns bons ténis, uns calções e t-shirts sem esquecer um casaco se o tempo começar a arrefecer? Vamos espreitar as novidades da Nike através destes produtos apresentados?

Hatchimals chegam a Portugal

Os Hatchimals são já considerados o brinquedo do ano e estão a entrar no mercado nacional com o objetivo de atingir o sucesso já obtido além fronteiras. 

Pequenas criaturas mágicas que vivem dentro de ovos e fazem todo o processo para nascerem com a ajuda do toque e interação com os seus donos são o mais recente fenómeno mundial no campo dos brinquedos. Antes de nascerem e ao receberem carinho e afeto dos seus cuidadores os Hatchimals exprimem-se com sons. Após nascerem com bicadas na casca e a saída do ovo acontecer, as criaturas seguem o processo de crescimento do Hatchimal desde a fase de bebé, onde aprendem a andar, dançar e brincar até à idade adulta, onde até conseguirão imitar a voz do seu dono, fazendo com que a criança acompanhe e se sinta responsável pelo desenvolvimento do seu novo amigo. 

Os novos cremosos da Yoggi

yoggi cremoso.jpg

A Yoggi acaba de lançar uma novidade que vai de encontro a produtos concorrentes que já nos são familiares. Eis chegado ao mercado na gama Yoggi Cremoso a união da Maça com a Canela.

A Nestlé Portugal reforça assim a sua oferta Yoggi sobre a assinatura «tão cremoso, cheio de prazer...». Além do lançamento do Cremoso Maça Canela existe também a renovação de imagem de toda a gama de iogurtes que chegam a partir de agora ao mercado com um design mais jovem, divertido e que pretende abrir o apetite ao consumidor. 

Já tenho um Gekkopod

Comparar as patas de um réptil do Sudoeste Asiático, o Gekko, com o Gekkopod poderia ser uma coincidência, mas não é!

O Gekkopod é um tripé que chegou recentemente ao mercado e quando foi apresentado, através de uma campanha Kicktarter, rapidamente e em apenas 12 horas foi financiado em 657% porque tinha tudo para dar certo. E ele ai está!

Este tripé destina-se a ser utilizado com smarthphones, máquinas fotográficas de bolso, action cam's e tudo o que lhe seja permitido segurar com as sua pega. Com cinco mandíbulas que se adaptam ao jeito de um polvo a qualquer superfície, seja ela uma rocha, um tronco ou mesmo numa mesa plana, por exemplo. O Gekkopod é feito com 80% de silicone e 20% de liga metálica e está atualmente disponível nas cores Preto, Verde, Roxo, Rosa Camuflado e Azul bebé que brilha no escuro se anteriormente seja exposto à luz. 

Ao preço de 16,90€, a embalagem do Gekkopod contém além do produto em si, um parafuso universal para usar com diversos equipamentos e o adaptador escolhido (Smartphone, GoPro ou Pacote Completo). Pode ser adquirido ainda um comando com funcionalidade Bluetooth que permite tirar fotografias à distância com um clique e sem precisar de recorrer ao temporizador do telemóvel. O que no caso de adquirir o Full Pack já está tudo incluído sem ser necessário adquirir peças soltas. 

Sugestões Dia da Mãe

No próximo Domingo, 07 de Maio, assinala-se o Dia da Mãe e as sugestões de mimos para todos podermos oferecer às nossas progenitoras são mais que muitas. Deixo-vos com um pouco do que existe por aí para poderem ter uma ideia de produtos apetecíveis para presentear a mulher das nossas vidas. 

Malas, perfumes, livros, relógios, ... Tudo está disponível para servir de presente neste dia especial para todas as mães. Basta ter originalidade e saber o que oferecer no momento certo!

Velhinho iPhone4S

iphone4s.jpg

O meu velhinho iPhone4S anda mesmo a dar as últimas, agora então que estou mais livre e dou-lhe um maior uso está em coma profundo não tarda nada. 

Quando compramos um telemóvel novo a sua bateria dura três ou quatro dias com um uso normal. Um ano depois já só conseguimos aguentar o telemóvel com carga umas vinte e quatro horas. Quando o aparelho atinge os dois anos começa a ficar tudo estragado. Agora imaginem quando já passaram mais de trinta e seis meses. Ah pois é! Nada aguenta tanta pressão, tanta aplicação, tanta mensagem escrita, todos os e-mails, chamadas e fotografias!

Neste momento ando a carregar o telemóvel pelo menos, e digo pelo menos porque existem dias em que tem de ser mais, duas vezes ao dia. Mal desbloqueio o aparelho lá se vai uma pequena percentagem da carga. Se uso a câmara então... Upa! Upa! Upa! As redes sociais ainda se vão safando sem gastarem muito bateria, tirando o Instagram que parece uma devoradora de energia.

Escolhas certas para o Amor

O Dia dos Namorados está ai e as sugestões são mais que muitas! Para nós não existe ideia sobre o que oferecer à cara metade, no entanto para ajudar os outros na hora da escolha existem planos para todos os gostos!

Um jantar a dois, uma noite passada num local romântico, acordar com o mar como pano de fundo e a chuva a bater na janela e sem ideias de levantar da cama são sugestões práticas para quem tenha um pouco mais de tempo disponível, já que este ano o 14 de Fevereiro calha num dia de semana sem direito a estratégias de ponto no dia anterior ou seguinte. 

No que toca a ofertas físicas - sim as outras também o podem e devem ser -, por ai podemos partir de relógios a acessórios de moda, das carteiras às malas, de jogos a livros, do som ao cinema e das luzes às novas tecnologias. O que escolher na hora h, aquela em que o centro comercial nos espera para presentear o amor no dia onde os corações andarão mais palpitantes que o habitual?!

Primark já não é barata!

Nos primeiros tempos de Primark em Portugal a loucura para com a marca era incrivel ao longo de todo o ano e principalmente em épocas festivas e de saldos porque os preços baixos existiam sempre e ainda conseguiam estar melhor nas campanhas. Nos dias que correm não vejo a Primark com os mesmos olhos porque os preços não estão assim tão distantes de marcas como Pull & Bear, Springfield e Zara. 

Onde andam os preços bem convidativos na secção de homem nos dias que correm na Primark afinal? Casacos a 49,98€ e calças a 22,98€? Qual a diferença então para a concorrência que se encontrava num nível superior? A qualidade pode ser igual e o preço variar por um ou dois euros, mas o que é isso quando há uns anos a diferença existia realmente e a loucura para se ir à Primark era percetível?

Percebo que no que toca a roupa de crianças e mesmo de mulher os preços continuem baixos, no entanto em termos de moda masculina isso não acontece e não é assim tão mais barato recorrer a artigos desta loja em detrimento da concorrência que, convém dizer, sempre tem modelos mais apetecíveis e com desenhos que marcam a tendência do ano. 

Natal é concorrência!

As cidades deste país estão inundadas de grandes árvores de Natal num concurso sem prémio para se perceber qual a maior de 2016. Na verdade em Portugal tudo tem valor consoante as medidas e luminosidade, entrando-se sempre em corridas e disputas porque, como diz o ditado, «a minha galinha é melhor que a tua». São os presépios, onde a minha vila, Alenquer, tem um dos mais antigos e conhecidos do país, são as majestosas árvores natalícias, os divertimentos, agora os mercados de Natal, os comboios de passeio pelas ruas. De há uns anos para cá o que é certo é que em época de Natal as vilas e cidades começaram a ganhar um novo ânimo, convidando miúdos e graúdos a saírem à rua antes, durante e após os dias festivos para comemorarem ao ar livre e de forma bastante comercial uma celebração cada vez mais consumista. 

Em que cidade está a maior árvore de Natal este ano? E o presépio majestoso de 2016 onde pode ser localizado? Já agora, o bolo rei é rei e senhor em que pastelaria nacional? E os filhoses arrebatadores por onde andam?

O Natal já entra nas disputas territoriais e a procissão iniciada às uns anos ainda vai a meio! Para o ano teremos talvez o Marcelo a fazer de Pai Natal a visitar as pequenas aldeias deste país e a ser bastante requisitado, a Cristina a pousar de lingerie na sua revista como Mãe Natal e em digressão nacional e comercial, a Rita a servir tapiocas natalícias de mercado em mercado, o Malato a cozinhar com as mães deste país os doces tradicionais de cada região numa verdadeira disputa, o Ronaldo a marcar um golo em tons de vermelho e branco e o Sócrates a meter os presentes no saco para os levar para casa e distribuir pelos amigos. 

Eu, um típico português no Natal

Tentei, juro que tentei, mas não consegui deixar alguns presentes de Natal para serem comprados por esta última semana, aquela em que os centros comerciais são invadidos por uma parte da sociedade que entra em colisão por deixar tudo para a última. 

Pelos primeiros dias do mês já tinha alguns presentes comprados com a intenção de despachar tudo o quanto mais rápido possível, só que o imprevisto do frio de rachar todas as noites e os dias de pausa no trabalho a serem trocados servem agora como desculpa para ter atrasado as compras dos presentes destinados aos que me são mais próximos. Faltam adquirir três ou quatro artigos, para as pessoas mais complicadas, e agora lá terei de me enfiar nos labirintos de atropelos e empurrões, com filas intermináveis e sem paciência para encontrar aquele presente que considere estar próximo do ideal. 

Comprar algo para os outros já não é fácil quando não se tem uma ideia do que oferecer e sinto que tenho ainda maior dificuldade nesse campo por não conseguir oferecer aos outros algo de que não goste minimamente, mesmo que seja para crianças. Tenho de gostar para que os outros possam vir a gostar porque se as coisas que vou comprar não agradarem à vista então passo em frente e vou em busca de outra coisa. 

Embrulhar presentes? Um terror!

Dia de compras, passar num supermercado, daqueles que pertencem a um grande grupo e em que somos convidados a embrulhar os presentes logo nas mesas espalhadas perto das caixas com papel de embrulho, fita cola, laços e tesoura disponíveis para o efeito. E agora entro eu, aquele ser que em casa e com papel decente ainda consegue fazer uns embrulhos jeitosos, mas publicamente tudo fica tão horripilante que mais parece que o presente se encontra dentro de um qualquer rascunho encontrado pelo lixo.

Confesso que não gosto de embrulhar presentes, sendo muito mais fácil arranjar um saco de papel todo catita, enfiar lá a mercadoria, agrafar ou colar e siga para bingo. Mas por vezes, principalmente para as crianças, lá me meto nas aventuras com os rolos de papel lindinho, cheio de cores e bonecada. Nos supermercados vou tentar, desde que não me lembre que as coisas, principalmente quando as caixas não são direitas, nunca correm bem. Corto o papel mais ou menos à medida, colo de um lado, corto do outro e quando se está quase a finalizar e a fazer a última dobra para colocar fita cola o que acontece? O papel é tão bom, mas tão bom mesmo, que um dos cantos rasga e lá fica o buraco. Vamos recomeçar de novo? Bora! Voltamos a repetir e as coisas parecem estar bem, só que ao chegar a casa percebe-se de novo que aquele papel amarelo de oferta com hipopótamos pendurados não vale nada. A opção? Desembrulhar e arranjar tudo de novo com algo decente.

Mais sobre mim

foto do autor

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador

Mensagens

Comentários recentes

Atual Leitura

_________________________________________________________

Parceiros Literários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Espaço Cultural

_______________________________________________