Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Velhas amizades

Os velhos amigos são os melhores.

Domingos Amaral, in Enquanto Salazar Dormia...

Tão, mas tão verdade minha gente! Os amigos são como diz o ditado, «quanto mais velhos melhor», neste caso é «quanto mais antigos melhor». Não digo que quem apareceu nos últimos anos não tenha vindo a ganhar o seu cantinho no meu coração, no entanto não existe nada como quem já cá anda há anos e anos e não arreda pé nem nos maus momentos. 

São poucos e também é dificil a lista aumentar de forma rápida, no entanto quando deixo que alguém bata à porta da amizade e continue por lá é porque existe algo especial que tem de ser formado para que daqui a uns anos esta citação de Domingos Amaral se torne também real para quem está há menos tempo comigo. 

Cavaco Silva, o bisbilhoteiro

Há memórias e há bisbilhotice política!

José Sócrates no Jornal das 8 da TVI sobre o livro Quinta-feira e Outros Dias da autoria de Aníbal Cavaco Silva.

Querem lá ver que o Sócrates agora anda a dizer que o carrancudo Cavaco é um bisbilhoteiro e que troca alhos com bugalhos o que ouve e diz? Não pode! Como pode o senhor dizer tais coisas de uma figura tão querida e a favor do bem?! Daqui a pouco só falta dizer que o Cavaco está senil!

Ando com Fernando Pessoa

Cartoes-Pessoa_480x380.jpg

A Caixa Geral de Depósitos enviou-me o novo cartão de homenagem à Cultura, mais especificamente a Fernando Pessoa.

Através da obra do pintor Júlio Pomar que retrata Fernando Pessoa, os novos cartões da Caixa contam com os dois grandes nomes nacionais como suas figuras de destaque.

Parva não morre!

Sexo.JPG

Perdeu a virgindade aos 18 anos, fora do tempo das suas amigas e após ter descoberto a magia do sexo conta pelo calendário doze parceiros masculinos e uma noite escaldante com uma companheira de faculdade num ano. Não gostou da experiência homossexual mas experimentou! Não é assim que todos devem fazer em algum momento da vida? Esta jovem adulta pelo menos não morrerá sem saber o que é estar com alguém do mesmo sexo!

Adeus Tsipras

Pouco mais de 200 dias após ter tomado posse como primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras demite-se! Adeus amigo até depois!

O líder do Syriza pediu nas últimas horas ao presidente grego para convocar novas eleições porque está de saída do seu mandato que teve início a 25 de Janeiro último, querendo ir a votos para perceber se o povo contínua do seu lado. Lembro a mensagem deixada por Tsipras...

Decidi submeter ao Presidente da República a minha demissão. O mandato que recebi a 25 de janeiro atingiu o seu limite, por isso agora o povo grego tem de decidir com o seu voto quem é que vai prosseguir com a aplicação do novo memorando, após a nossa decisão. (...) O povo grego vai decidir se, até agora, o representámos com coragem suficiente.

Esta fase difícil de negociações está finalmente terminada”, disse, acrescentando que não esperava tamanha oposição da Zona Euro. "Estamos obrigados a cumprir o acordo, mas vamos lutar para minimizar as consequências adversas.

Tendo falado das derrotas mas essencialmente das vitórias conseguidas pelos últimos meses pelo país, Alexis assume os cortes e o que foi conseguido junto dos credores como sendo o possível no momento. 

Acredito que o povo grego não está com Tsipras e que pelas próximas eleições, que voltam a colocar o país em paragem profunda por mais umas semanas, a reviravolta voltará a acontecer.

Leitor insatisfeito

que texto mais sem interesse e ridiculo... -.- e você até publica coisas muito interessantes que gosto de acompanhar.

Que poderia responder a isto? Nem sempre se consegue agradar a gregos e troianos, não é bem verdade? Se somente publicasse textos que interessassem a todos e mais alguns seria talvez o melhor blogger desta nação, não sei! Como não consigo omitir opiniões e deixar de ser ridículo, corro sempre o risco de não agradar algumas das vezes a determinados seguidores do blog, o que foi o caso.

Pecado dos vivos

No final de contas só há um tipo de pecado: o que nos mantém vivos. Quem vive sem pecar e morre sem pecar nunca na realidade viveu. Limitou-se a andar por cá. Quem nunca pecou não é santo; é defunto. Nasceu morto. É o pecado que gera a inconstância, a irregularidade. A vida, apesar de ser um ciclo regular, tem de apresentar irregularidades. São as curvas que dão encanto a um caminho. Andar sempre em recta dá-me sono.

Pedro Chagas Freitas,

Prometo Falhar

Mais sobre mim

foto do autor

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador

Mensagens

Comentários recentes

  • O Informador

    Uma comédia muito bem disposta, sem dúvida!

  • Carla Moita

    Olá Ricardo,Eu estou desempregada no estrangeiro, ...

  • Anónimo

    Adorei a peça e ri até chorar quase do princípio a...

  • O Informador

    O que aconteceu esta semana vejo como uma tentativ...

  • Alexandra

    Completamente de acordo. Acho que ela demonstrou m...

Atual Leitura

_________________________________________________________

Parceiros Literários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Espaço Cultural

_______________________________________________